Sete filmes que derretem o coração de quem ama animais. Preparada?

Seja para rir ou chorar, filmes com animais sempre emocionam. Para aproveitar as baixas temperaturas dos últimos dias, os aplicativos Hashcat e Hashdog, redes sociais para cães e gatos, fizeram uma lista de sete filmes com animais para curtir debaixo do edredom. A gente aposta que, se você ainda não tem um animal de estimação, vai ficar morrendo de vontade de adotar um. Espia só!

marley--me-4fdb8d8f9c169MARLEY E EU

Marley e Eu
Talvez este seja o filme que mais rendeu telespectadores na história do cinema sobre cães. Impossível não amar e se emocionar com esse labrador chamado Marley. O filme também possui um livro com o mesmo nome e mostra (tentando não dar spoiler) de forma engraçada e delicada a vida ao lado de um labrador, da infância à velhice.

Lembranças de outra vida
Outro filme para assistir com uma caixa de lenço de papel do lado e que tem uma lição de vida incrível. Um homem obcecado pelo trabalho morre em um acidente e volta para a sua família no corpo de um cachorro.

seuladoSEMPRE AO SEU LADO: HISTÓRIA BASEADA EM FATOS REAIS

Sempre ao seu lado
Baseado em fatos reais, o filme mostra o drama de um cachorro com a perda de seu dono, mostrando que aquele velho ditado sobre o cão ser o melhor amigo do homem faz todo sentido.

Se a ideia é se emocionar (e muito), um aperitivo com o trailer!

Lassie
Um verdadeiro clássico que conta a história da famosa cachorrinha Lassie, da raça Collie, que ajuda uma família em mudança a se adaptar à nova vizinhança. O filme também deu origem a uma série.

+MARI KALIL: Será que consigo assistir ao filme Truman sem chorar a semana inteira?

Babe, o porquinho atrapalhado
Há quem sonhe em ter um mini porco em casa e, porque não? A história desse leitãozinho que pensa que é um cachorro é cheia de fofuras. Ele consegue convencer a todos, até a seu próprio dono, que o inscreve no Campeonato Nacional de Cães Pastores, onde o pequeno suíno irá aprontar muitas confusões.

babe-o-porquinho-AbaseVetBABE, O PORQUINHO ATRAPALHADO: ELE PENSA QUE É UM CÃO

Como cães e gatos
Essa já é uma trama mais divertida, que pode render boas risadas em um roteiro que tem como ideia mostrar a eterna “guerra” em que vivem os cães e gatos, porém com certa modernidade, pois eles até com os humanos falam.

Bethoven
Outro clássico que mostra que, a partir do momento que um cão entra na sua vida, tudo muda para melhor – ainda mais se você tem filhos. Quem não vai querer dar um abraço em um São Bernardo depois de ver este filme?

Espia o trailer!

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

1 Comentário
  1. Sou daquelas que choram até em propaganda de detergente e se tem animais no meio, pior ainda. Até hj fujo daquele filme “Cavalo de Guerra”, pq vou sofrer demais com a história do cavalo, já sofro sabendo mais ou menos como é.
    Dos filmes que tu indicou, só não vi Lassie, não curto muito filma estilo Sessão da tarde.
    “Lembranças de outra vida” assisti quando era mais nova e lembro que sofri tanto que chegou a doer. Marley eu já havia lido e chorado demais com o livro, no filme como deixaram a história do casal totalmente diferente (e chata) até aguentei um pouco, mas quando o Marley começou a ficar velhinho, começou o chororô! O Sempre ao seu lado, quando demos play, já comecei numa crise de choro histérica e ranhenta, tava no comecinho de namoro com o meu marido e não sei como ele não saiu correndo naquele dia.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram has returned invalid data.