A amiga diz que ganhou peso. E agora? Você responde o quê?

Há um episódio da minha adolescência que hoje dou risada, mas, vivenciá-lo na época, foi digamos assim…. traumático (como tudo na adolescência, que é elevado à décima oitava potência). Havia ido passar seis meses de intercâmbio em San Diego, na Califórnia. Tinha meus 17 anos, aquela fase bochechudinha, sabe assim? Na data do embarque para os EUA, estava longe de ser gordinha. Mas e a volta? Ah, na volta… Bem, na volta eu havia ganho seis quilos e estava, como se diz hoje, faceira! Roliça e faceira. Digna de orgulho da minha saudosa Tia Julieta, que adorava me enfiar goela abaixo três copos de batida de banana, sob pena de eu vir a falecer de subnutrição. Na volta da Califórnia, eu era uma adolescente “corada e saudável”, sabe assim?

mulher gordinhaUMA GORDINHA FELIZ!

Eu sabia que havia engordado, minhas roupas estavam justas e não deixavam mentir, eu só me sentia bem de legging. Tudo aquilo estava me incomodando um pouco, mas ok. Sem dramas. Pensaria sobre o problema quando voltasse a Porto Alegre. Foi na chegada no Aeroporto Salgado Filho, com toda a família me esperando, no meio daquela comoção de saudade em um tempo em que não existia internet, não existia celular e eu me comunicava com meus pais e amigos apenas por cartas (que levavam uma semana para chegar ao destino) e telefone (o orelhão na frente do meu dormitório), que meu pai, depois de um abraço beeeem apertado, aproximou-se do meu ouvido e tascou: “A partir de agora, só alface, né Meguizinha?”.

angry-girlME CHAMOU DE GORDA

Meu pai tem o dom de sintetizar tudo em uma frase que vai direto no rim, feito espada de samurai. Lembrei dele e deste episódio ao ler sobre um estudo  publicado em uma edição recente da revista “Personal Relationships”. A questão é: o que você diria, caro leitor e leitora, a uma amiga (ou uma filha…) que se queixa sobre ganho de peso? Você a incentivaria a começar a dieta ou atacaria de diplomática e diria que ela está linda como está? Pois a pesquisa realizada com mais de cem universitárias canadenses ao longo de nove meses sugere que a última opção é a maneira mais eficaz de fazer o outro não só se sentir melhor, mas potencialmente ajudá-lo a perder peso.

bento1MENTIR É MELHOR

No final do estudo, aquelas que estavam inicialmente preocupadas com seu peso mas tinham recebido mensagens positivas geralmente mantinham ou até mesmo perdiam peso. Já aquelas que foram aconselhadas a fazer dieta e tentar perder peso acabaram ganhando uma média de quatro quilos durante esses meses.

olivia10A VERDADE ENGORDA

Segundo Christine Logel, professora assistente da Universidade de Waterloo e coautora do estudo, o estresse provocado pela preocupação de perder peso pode levar as pessoas a comerem ainda mais.Eu sou da teoria de que o melhor é falar a verdade, a exemplo do meu pai, doa a quem doer. Porque quem pergunta já tem mais ou menos a noção do que quer ouvir (do contrário, não perguntaria). Acho que deve-se falar a verdade sempre – e principalmente para a melhor amiga e para todos com quem temos certo grau de intimidade para tal.

Já que o assunto é comida/dieta, venho por meio desta festejar uma informação lida no Caderno Ela, do jornal O Globo. Diz a reportagem que soou como música para os meus ouvidos:  “O suco de tomate está em alta. Sabe por quê? A bebida não engorda, inibe o apetite, retarda o envelhecimento, tem baixo valor calórico, previne câncer, mantém o bronzeado e pode até ajudar a reduzir o nível de estresse. Um copo de 300ml tem apenas 46 calorias”.

Surprised woman isolated against white backgroundÉ O MILAGRE EM FORMA DE SUCO!

Eu amo e sempre amei suco de tomate. E Blood Mary também. Com pimentinha do reino, então! Nham nham! Tenho usado bastante pimenta, canela e gengibre na minha alimentação já há uns dois meses. A canela e o gengibre são termogênicos, ou seja, aceleram o metabolismo, e a pimenta contém um princípio ativo chamado capsaicina, que tem a propriedade de suprir o apetite, além de também acelerar o metabolismo.

suco_de_tomate-80240OI, BONITÃO!

Ficaram interessadas na utilização da canela e do gengibre no meu dia a dia? Já não comentei sobre o shake (ou batida, pra lembrar da Tia Julieta) que bebo todas as manhãs antes do café preto? Coloque direto no liquidificador: 1 banana (ou pedaços de manga ou pedaços de mamão) + gengibre em pedaços + 1 copo de água de coco + 1 colher de sobremesa de canela + duas colheres de linhaça dourada. Bata tudo e mande ver!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Meu pai, meu norte, minha serenidade, minha calmaria, meu aconchego, meu alicerce, minha certeza, minha paz, minha alma. Meu baba, minha estrutura, minha vida. ❤️
  • À sombra dos Trompetes dos Anjos. #angelstrumpet #gettygarden #gettymuseum
  • Sob a luz do entardecer no Píer de Santa Monica, a confiança de que está tudo em seu devido lugar. ✨ #sunshine #vibration #california #bepositive
  • Foco, força, fé e meus dois anjos da guarda. #baba #mami #bepositive
  • No ventre de uma mãe, havia dois bebês. 
Um perguntou ao outro: “Você acredita em vida após o parto?" O outro respondeu: “É claro! Tem que haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que virá mais tarde. “Bobagem", disse o primeiro. “Que tipo de vida seria esta?". O segundo disse: “Eu não sei, mas haverá mais luz do que aqui. Talvez nós poderemos andar com as nossas próprias pernas e comer com nossas bocas. Talvez teremos outros sentidos que não podemos entender agora." O primeiro retrucou: “Isto é um absurdo. O cordão umbilical nos fornece nutrição e tudo o mais de que precisamos. O cordão umbilical é muito curto. A vida após o parto está fora de cogitação." O segundo insistiu: “Bem, eu acho que há alguma coisa e talvez seja diferente do que é aqui. Talvez a gente não vá mais precisar deste tubo físico". O primeiro contestou: “Bobagem! E além disso, se há realmente vida após o parto, então, por que ninguém jamais voltou de lá?". “Bem, eu não sei", disse o segundo, “mas certamente vamos encontrar a Mamãe e ela vai cuidar de nós." O primeiro respondeu: “Mamãe? Você realmente acredita em Mamãe? Isto é ridículo. Se a Mamãe existe, então, onde ela está agora?" O segundo disse: “Ela está ao nosso redor. Estamos cercados por ela. Nós somos dela. É nela que vivemos. Sem ela este mundo não seria e não poderia existir." Disse o primeiro: “Bem, eu não posso vê-la. Então, é lógico que ela não existe." Ao que o segundo respondeu: “Às vezes, quando você está em silêncio, se você se concentrar e realmente ouvir, poderá perceber a presença dela e ouvir sua voz amorosa".
✨✨✨
Esta foi a forma com a qual um escritor húngaro explicou a existência de Deus. #amordemae #mamieeu
  • Às vezes, @chico_sperotto consegue me pegar no flagra. #meditandonarede 🙌🏻