Viva o alecrim! Da cosmética à mesa, as maravilhas e benefícios da erva da alegria

De cor e aroma intensos, o alecrim é uma erva muito especial não só para o nosso paladar. Ela está presente em rituais, é usada na medicina, na cosmética e até nas artes literárias. A palavra alecrim tem origem no árabe, que significa coroa das montanhas. O nome científico do alecrim, no entanto, vem do latim rosmarinus (ros = orvalho, marinus = do mar) e foi dado pelos romanos por provavelmente acharem que a cor das suas flores parecia com o mar. E bem que podia ser, pois o alecrim é natural dos países do mar Mediterrâneo, onde a água tem aqueles tons lindos azulados…

alecrim flor1A LINDA E AZULADA FLOR DO ALECRIM

Hoje, o alecrim está em praticamente todo o mundo. No Brasil, algumas pessoas brincam, dizendo que alecrim vem de alegria. Popularmente, ele ganhou muitos apelidos: erva da recordação, erva da graça, erva das bruxas, erva da alegria, erva mágica. E, de fato, ao longo da história e das culturas, existem relatos sobre o alecrim ter sido usado como um elemento místico, ganhando muitos significados.

+PRI GUIMARÃES: Salada Caprese, seus ingredientes e histórias de dar água na boca

Na Grécia, o alecrim era usado nas coroas. Também era queimado nos santuários para afastar maus espíritos. Nas escolas, os alunos usavam pequenas aureolas para irem bem nas provas. Em Roma, o alecrim era plantado na soleira das portas, para trazer o amor e afastar a morte. Esse hábito perdurou até a idade média. No Egito, o vigor das hastes do alecrim era símbolo de imortalidade, e a planta era usada em seus rituais.

Caminho de Santiago Saint James road Camino de SantiagoSANTIAGO DE COMPOSTELA: CHÁ DE ALECRIM NOS PÉS PARA SUPORTAR A CAMINHADA

Na Idade Média, era usado como defumador em dormitórios com pessoas enfermas. A Igreja Católica incorporou o alecrim em seus rituais, queimando-o em incensários. No norte da França, dizem que ainda existe o costume de colocar um ramo de alecrim nas mãos do defunto e depois plantá-lo ao lado de seu túmulo. E no Caminho de Santiago de Compostela dizem que há uma receita de banhar os pés com chá de alecrim, para suportar a caminhada.

alecrim focacciaFOCACCIA COM ALECRIM: DELÍCIA AROMÁTICA

O alecrim é intensamente aromático, e apresenta um toque de “cânfora” e algo picante ao mesmo tempo. É super versátil na culinária, se adaptando bem para recheios de porcos, aves, carneiro e cabrito; sopas, ovos, carnes, frangos, peixes e molhos básicos, grelhados e assados de cordeiro, saladas, pães. Pode ser usado fresco ou seco. Também é utilizado como condimento de queijos. Serve muito bem para aromatizar vinagres e azeites, e é também utilizado na decoração de pratos. Alguém já experimentou uma Focaccia, feita essencialmente de farinha de trigo, azeite de oliva, sal grosso e alecrim? É dos deuses!

alecrim-chaCHÁ DE ALECRIM: AUXÍLIO PARA OS MAIS DIVERSOS DESCONFORTOS

As propriedades medicinais do alecrim são diversas e conhecidas há tempos. Foi muito utilizado como medicamento na Idade Média e na Renascença. Atualmente, com o aumento do interesse em alimentação saudável, o poder curativo das plantas é assunto que volta a ser conversado. O alecrim, na forma de chá, alimento, óleo essencial ou outra (dependendo de cada sintoma e sempre da orientação de profissional responsável) pode ser eficaz para problemas como memória, reumatismo, cãibras e dores musculares, azia, resfriados, tosses e bronquites, cansaço, depressão, anemia, debilidade circulatória, gordura localizada, erupção cutânea e cicatrização.

alecrim saboneteSABONETE COM ALECRIM: PODER ADSTRINGENTE E ANTIOXIDANTE

Na cosmética, o alecrim é utilizado como base para produtos com funções antioxidantes, adstringentes, tônicos, estimulantes. Shampoos, cremes para rosto e corpo, cremes anticelulite, cremes antiacne, repelentes, antissépticos e sabonetes são alguns dos itens das nossas compras de beleza em que podemos encontrar o alecrim. É mais comum encontrar a planta em marcas que valorizam ingredientes naturais ou pequenos negócios artesanais.

+MARI KALIL: Por menos caldos prontos e mais temperos naturais em nossas vidas

Uma planta, com toda essa pompa, não poderia deixar em branco sua presença na literatura. E não é que o querido alecrim é personagem na mais famosa obra de Shakespeare, Hamlet? A personagem Ofélia mostra o Alecrim ao irmão, Laertes, e diz a ele que é “para lembrança”. Lá está, nos autos da literatura, o valor que a coroa das montanhas, ou o orvalho do mar assumiu em nossa cultura.

Compartilhar
Priscilla Guimarães

Priscilla Guimarães

É analista cultural. Gosta de estudar os porquês da vida, o sentido das coisas. Se dedica a entender as formas de expressão e os significados da cultura. Hoje é sócia diretora na City - consultoria de pesquisa em comportamento humano que tem o propósito de trazer novas perspectivas sobre a sociedade para dentro das empresas. Também coordena a Clínica do Subterrâneo, workshops filosóficos organizados pela City, com o objetivo de trazer conhecimento das ciências humanas para as práticas empresariais. Ainda é sócia diretora na Comunidade Criativa, plataforma de co criação de produtos e serviços que une consumidores e marcas. É graduada em jornalismo e mestra em comunicação social. Já trabalhou com produção de TV, redação jornalística e publicitária, planejamento de comunicação e marketing. Foi professora de graduação e pós graduação. Morou em Paris. Faz psicanálise há 13 anos. Faz ballet e treinamento funcional. Pra relaxar, viaja, faz amigos e mergulho amador.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro. Estaremos te esperando, Chiquinho! Repost @chico_sperotto ♥️🐶🌞
  • • KARL LAGERFELD
10.09.1933 - 19.02.2019 🖤
•”Pense rosa. Mas não use".
•”Calça de moletom é sinal de fracasso. Você perdeu o controle sobre sua própria vida e comprou um moletom".
•”Eu acho tatuagem uma coisa horrorosa. É como viver o tempo todo em um vestido Pucci".
•”Meu maior luxo é não precisar me justificar para nenhuma pessoa.”
•”Gosto que tudo seja lavável. Eu mesmo, inclusive.”
•”Personalidade começa onde a comparação termina.”
•”As melhores coisas que fiz na minha vida, as vi nos meus sonhos. É por isso que tenho um caderno de rascunhos na minha cama.”
•”O politicamente correto, a preservação. Eu acho tudo isso extremamente chato.”
•”Coco Chanel jamais teria feito o que eu fiz. Ela teria odiado.”
•”Sou uma pessoa da moda e a moda não é somente sobre roupas. É sobre todos os tipos de mudança.”
•”Eu amo estar de passagem. Nasci em um porto, em Hamburgo. Então minha mãe disse: ‘É a porta do mundo, mas não é mais do que a porta. Portanto, já pra fora!’”.
#ripkarllagerfeld
  • - Dinda, entra no mar comigo?
- A dinda não gosta de mar gelado.
- Eu queria mergulhar com a dinda.
- Então a dinda vai te dar a maior prova de amor do mundo. E tu vai lembrar pra sempre, promete?
- Prometo, dinda.
E assim foi, e a lembrança eterna será de nós dois. #joaobenicio #amordadinda
  • Ensalada de Durazno: pêssego queimado, folhas verdes, queijo de cabra, pistache, cebola roxa e um molho vinagrete indescritível. Autor: @francismallmann @restaurantegarzon 👌🏻♥️🇺🇾 Detalhes no destaque do Stories
  • Leva um tempo até a gente perceber que por trás da figura de mãe existe também uma mulher como nós. Com gostos, desejos, anseios, vontades, expectativas, decepções. Não dizem que são nas viagens que a gente conhece profundamente a essência dos amores e amigos? Pois viagens também contribuem para aproximar mães e filhas no papel de duas mulheres adultas e companheiras. Em nossas viagens, mãe e eu convivemos com nossas imperfeições e fizemos mútuas descobertas – das profundas às mais comezinhas. Ela bebe pouca água; eu vivo com uma garrafa na mão. Ela critica a minha garrafa; eu critico a falta de água no organismo dela. Ela já planeja a Páscoa do ano que vem; eu ainda nem cheguei no próximo Natal. Ela não compreende a minha falta de planos; eu não entendo a ansiedade dela. Ela pensa em voz alta; eu reflito em silêncio. Ela diz pra eu falar alguma coisa; eu suplico que ela cale a boca por cinco minutos. Ela prefere o sol do meio-dia; eu prefiro o ar-condicionado. Ela diz que estou branca feito um bicho da goiaba; eu respondo que ela está laranja feito um nacho de Doritos. Agora estamos de novo aqui, juntas, em viagem, sentadas na grama da praça de José Ignacio. Que bom, né, mãe? Que bom que a vida nos concedeu este prazo para descobrir ainda a tempo o privilégio de passearmos juntas por aí e explorar como adultas esta delicada amizade — e o que existe de melhor em cada uma de nós. ♥️ #amordemãe #amordefilha #viajecomsuamãe
  • Né?! 👌🏻