AMIGA MARI ensina truques de estilo para um visual (e espírito!) sempre jovem

O universo da internet vive uma irrefreável perseguição a ícones de estilo do alto de seus 20 e 30 e poucos anos. Zendaya, Gigi e Bella Hadid, Selena Gomez, Marina Ruy Barbosa, Helena Bordon, Camila Coutinho, clã Kardashian e toda essa turma têm suas pegadas seguidas de lupa por fotógrafos e publicações de moda. Eu gosto bastante de observar o que vestem, como vestem, quando vestem, afinal, faz parte do meu trabalho estar antenada em tendências e novidades.

Mesmo prazer sinto, porém, em reparar o closet de mulheres maduras que já consolidaram um estilo e que servem de referência para o público feminino de todas as faixas etárias. Costanza Pascolato, Ines de la Fressange, Gloria Kalil, Carolina Herrera e companhia são mulheres elegantes, chiques, nada afetadas e fonte de inspiração de meninas, moças e senhoras. Mais ainda: são a prova de que é possível viver o passar dos anos mantendo o estilo e o espírito sempre jovem.

Como diz Ines de la Fressange, 54 anos, autora do livro A Parisiense e ex-modelo francesa que emprestou o rosto para Chanel nos anos 1980: “É preciso saber revigorar o nosso estilo quando envelhecemos. Não se trata de uma questão de mudança, mas de evolução”. Há três dicas básicas, segundo ela: “Nunca seguir convenções. Nunca ser insípida. E nunca ser desleixada.”

moda1A FRANCESA INES DE LA FRESSANGE
A autora do best-seller “A Parisiense” e ex-modelo da Chanel nos anos 80 é pragmática em suas regrinhas de ouro para manter estilo e espírito jovem aos 54 anos: não seguir convenções, não ser insípida e nunca ser desleixada

É mais do que brigar com o avanço da idade, já que se trata de uma luta ignorante e perdida. O que está em conta é agradecer a passagem dos anos com saúde e compreender que a única coisa que não muda é que tudo muda o tempo todo – no corpo e na mente. Os anos trazem alguns quilos a mais, algumas curvas, manchas, flacidez, celulite, alteração de peso, rugas, cabelos brancos. O importante é manter a confiança, aceitar as mudanças e, sobretudo, aprender a se valorizar.

Busquei exemplos de mulheres que conduzem seu estilo com maestria durante a vida para a gente se inspirar e pincei seus principais truques de moda. Vamos ver?

galeria1GLORIA KALIL E CAROLINA HERRERA: CORES CLARAS PRÓXIMAS DO ROSTO
Costumam abusar de tons claros e alegres em roupas e acessórios, pois essas cores conferem mais luminosidade e jovialidade

Usar a cor certa próxima do rosto tem um poder rejuvenescedor  incrível. Você conhece quais são as cores que mais favorecem seu tom de pele, olhos e cabelos? Pois busque ajuda neste sentido. Há muitas profissionais que prestam consultoria de imagem e estão aptas a ajudar. Publiquei aqui no site uma entrevista com a consultora Rachel Jordan, amiga da Turma da Mari, sobre este assunto. Rachel foi super didática e usou mulheres famosas como exemplo para auxiliar nossa compreensão. Se tiver interesse, basta clicar AQUI.

galeria2GLORIA KALIL E INES DE LA FRESSANGE: INVESTIMENTO ALTO EM ACESSÓRIOS
Acessórios são um truque simples, rápido e eficiente de conferir ótimos ânimos ao visual. Quando falo em acessórios, incluo lenços, colares, brincos, óculos, chapéus, pulseiras, bolsas. Gloria e Ines são adeptas de todos eles.

galeria3MICHELLE OBAMA: CLÁSSICO PRETO E BRANCO SEM SER MONÓTONO
A dupla preto e branco é chique em um bebê recém nascido e em uma senhora idosa. Será sempre assim. A grande sacada está em tirar dessa combinação um ar mais contemporâneo e moderno. Para isso, a ideia é optar por peças menos caretinhas e mais ousadas. Olha que lindo exemplo de Michelle Obama, com calça estilo jogging de cintura alta e presa com faixa e camisa de alfaiataria com detalhe na gola. O mesmo espírito vale para a imagem à direita em que a bota animal print tira toda a obviedade do visual. Importante sempre lembrar quando optar pelo PB: as cores escuras “emagrecem” e os tons mais claros “aumentam”. Use o preto nas zonas que pretende disfarçar e o branco nas áreas que pretende destacar.

galeria4LINDA RODIN: JEANS NÃO TÊM IDADE E SÃO ATEMPORAIS
Linda Rodin (na imagem acima, ela está com seu cachorro) é um dos ícones máximos de estilo da terceira idade. Modelo desde a década de 1960, foi editora de moda da revista Harper’s Bazaar e conselheira de moda de personalidades que incluem Madonna e Gisele Bündchen. Depois dos 60 anos, ela criou sua própria marca, a Rodin Olio Lusso, com óleos, cremes, perfumes e outros produtos de beleza. Linda não fez nenhuma plástica e valoriza seus cabelos brancos. No seu closet? Uma coleção de jeans. Pudera! Calça jeans é peça prática e versátil em qualquer idade.

galeria6CAROLINA HERRERA E CONSUELO BLOCKER: TRENCH COAT É PERFEITO
De tecido leve, em tons neutros ou bem coloridos, esta é uma das peças chave da mulher elegante e de estilo. Já escrevi várias posts incentivando o trench coat como peça investimento, e Consuelo Blocker e Carolina Herrera estão com os seus para não me deixar mentir. Ele é perfeito na troca de estações. Quando usado aberto, cria uma linha vertical, que afina a silhueta e dá a sensação de mais altura.

galeria7GLORIA KALIL E SARAH JESSICA PARKER: SEM MEDO DAS ESTAMPAS
Florais, listrados, xadrezes, étnicos… Estampas são ótima maneira de conferir textura ao visual e textura rejuvenesce. Ao optar por padronagens maiores, prefira combinar com cores neutras, como branco, bege, preto e marinho.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

4 Comentários

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro. Estaremos te esperando, Chiquinho! Repost @chico_sperotto ♥️🐶🌞
  • • KARL LAGERFELD
10.09.1933 - 19.02.2019 🖤
•”Pense rosa. Mas não use".
•”Calça de moletom é sinal de fracasso. Você perdeu o controle sobre sua própria vida e comprou um moletom".
•”Eu acho tatuagem uma coisa horrorosa. É como viver o tempo todo em um vestido Pucci".
•”Meu maior luxo é não precisar me justificar para nenhuma pessoa.”
•”Gosto que tudo seja lavável. Eu mesmo, inclusive.”
•”Personalidade começa onde a comparação termina.”
•”As melhores coisas que fiz na minha vida, as vi nos meus sonhos. É por isso que tenho um caderno de rascunhos na minha cama.”
•”O politicamente correto, a preservação. Eu acho tudo isso extremamente chato.”
•”Coco Chanel jamais teria feito o que eu fiz. Ela teria odiado.”
•”Sou uma pessoa da moda e a moda não é somente sobre roupas. É sobre todos os tipos de mudança.”
•”Eu amo estar de passagem. Nasci em um porto, em Hamburgo. Então minha mãe disse: ‘É a porta do mundo, mas não é mais do que a porta. Portanto, já pra fora!’”.
#ripkarllagerfeld
  • - Dinda, entra no mar comigo?
- A dinda não gosta de mar gelado.
- Eu queria mergulhar com a dinda.
- Então a dinda vai te dar a maior prova de amor do mundo. E tu vai lembrar pra sempre, promete?
- Prometo, dinda.
E assim foi, e a lembrança eterna será de nós dois. #joaobenicio #amordadinda
  • Ensalada de Durazno: pêssego queimado, folhas verdes, queijo de cabra, pistache, cebola roxa e um molho vinagrete indescritível. Autor: @francismallmann @restaurantegarzon 👌🏻♥️🇺🇾 Detalhes no destaque do Stories
  • Leva um tempo até a gente perceber que por trás da figura de mãe existe também uma mulher como nós. Com gostos, desejos, anseios, vontades, expectativas, decepções. Não dizem que são nas viagens que a gente conhece profundamente a essência dos amores e amigos? Pois viagens também contribuem para aproximar mães e filhas no papel de duas mulheres adultas e companheiras. Em nossas viagens, mãe e eu convivemos com nossas imperfeições e fizemos mútuas descobertas – das profundas às mais comezinhas. Ela bebe pouca água; eu vivo com uma garrafa na mão. Ela critica a minha garrafa; eu critico a falta de água no organismo dela. Ela já planeja a Páscoa do ano que vem; eu ainda nem cheguei no próximo Natal. Ela não compreende a minha falta de planos; eu não entendo a ansiedade dela. Ela pensa em voz alta; eu reflito em silêncio. Ela diz pra eu falar alguma coisa; eu suplico que ela cale a boca por cinco minutos. Ela prefere o sol do meio-dia; eu prefiro o ar-condicionado. Ela diz que estou branca feito um bicho da goiaba; eu respondo que ela está laranja feito um nacho de Doritos. Agora estamos de novo aqui, juntas, em viagem, sentadas na grama da praça de José Ignacio. Que bom, né, mãe? Que bom que a vida nos concedeu este prazo para descobrir ainda a tempo o privilégio de passearmos juntas por aí e explorar como adultas esta delicada amizade — e o que existe de melhor em cada uma de nós. ♥️ #amordemãe #amordefilha #viajecomsuamãe
  • Né?! 👌🏻