AMIGA MARI explica por que a capa de chuva é mais do que acessório de proteção

Muita gente torce o nariz para dia de chuva, abre o armário e pensa “o que vou vestir para que meu dia hoje seja o menos incômodo possível com toda essa água lá fora?”. Me incluo completamente nessa parcela da população feminina, que não é pequena. A gente evita sapatos abertos, tecidos difíceis de secar e fáceis de encharcar, a gente costuma prender o cabelo, colar a bolsa próxima ao corpo…

A gente sai quicando feito perereca em poça d’água para fugir de todo e qualquer pingo de chuva que sempre cai bem no meio da nossa testa e escorre bem por cima da nossa máscara de cílios e nos deixa com uma bocha preta embaixo do olho como se tivéssemos já levantado com um soco na cara. Enfim, muita gente crê que dias chuvosos não têm nada a ver com moda e estilo – e transforma esses dias (que muitas vezes a natureza agradece) em um drama para escolher o modelito.

Eu sempre gostei de compreender a moda como reflexo de comportamento e sempre me interessou estudar a moda única e exclusivamente sob este aspecto: refletir as mudanças do mundo e, consequentemente, da humanidade. Estamos diante de mais uma delas. Com as variações climáticas acontecendo, as ruas exigiram – e os estilistas entenderam – que estava na hora de transformar a capa de chuva em algo muito além de um simples abrigo para proteger da água. O que tem acontecido de um ano pra cá? A capa de chuva tem sido reformulada, está mais sofisticada do que nunca e ganhou status de item fashion.

balenciaga-spring-2017-18-e1479068855493CAPA DE CHUVA PRETA DE VINIL NO DESFILE DE BALENCIAGA
Não apenas o estilista espanhol Cristóbal Balenciaga, mas também as grifes Lanvin, Valentino, Louis Vuitton e Nina Ricci vêm incorporando capas de chuva a suas coleções. Sobretudo tendo o vinil como material.

rainA RUA REFLETE A PASSARELA
E o que acontece quando grandes grifes de moda sinalizam uma tendência? As ruas refletem a ideia, como nesta imagem em que uma consumidora reproduz o estilo mostrado na passarela de Balenciaga.

capa-chuva-emanueleEMMANUELLE ALT, EDITORA DA ELLE FRANCESA
E o que acontece quando mulheres que são referência internacional de moda e estilo, como a editora da revista Elle francesa, abraça a causa e veste seu modelo preto de vinil?

capa-chuva-editora-frCARINE ROITFELD, ex-editora de moda da Elle francesa
Outras mulheres que são referência fashion vestem a nova informação e disseminam a moda que reproduz o comportamento do século.

As capas de chuva nasceram de inspirações nos trench-coats, que são muito comuns nas ruas dos Estados Unidos e Europa e ainda pouco vistos no Brasil. Eu adoro, acho uma peça absolutamente necessária, clássica, elegante e atemporal do guarda-roupa. Diferentemente do trench coat, no entanto, a capa de chuva foi criada com o único objetivo de não molhar a roupa. Daí o porquê de ter ficado tantos anos relegada a segundo plano ou mesmo em falta no armário de tantas mulheres que até então só prestavam atenção em outro acessório de proteção, o guarda-chuva.

O e-commerce Farfetch é um ótimo termômetro de novas tendências e a oferta de capas de chuva das grifes mais incensadas do planeta (e seu preços não menos incensados) é mais um sinalizador de que a capa de chuva está mais fashion do que nunca. As marcas que não costumavam investir neste tipo de peça já possuem opções disponíveis

Dá só uma olhada na variedade!

captura-de-tela-2018-03-12-as-10-57-28captura-de-tela-2018-03-12-as-11-01-19captura-de-tela-2018-03-12-as-11-01-35captura-de-tela-2018-03-12-as-11-01-47captura-de-tela-2018-03-12-as-11-08-23captura-de-tela-2018-03-12-as-11-09-05captura-de-tela-2018-03-12-as-11-00-30

O modelo preto de vinil é um dos mais vistos nas ruas do continente europeu e em Nova York. Amiga Mari que sou (me segue lá no Instagram: @mari_kalil), selecionei alguns looks de street style vistos por aí. Vem espiar!

capa-vinil1
A CAPA PRETA TEM MODELAGEM DE TRENCH COAT E É USADA COM JEANS E MULE DE SALTO
capa-vinil2
MODELO MAIS AMPLO, COM CAPUZ E USADO ESTILO JAQUETA COM SAIA TRANSPARENTE SOBRE SHORT
capa-chuva-preta3
OUTRO MODELO FECHADO NA CINTURA ALTA, AGORA COM TÊNIS. IMPORTANTE: CAPA DE CHUVA E GUARDA-CHUVA SE COMPLEMENTAM. NÃO É UM OU OUTRO, APENAS SE ASSIM VOCÊ PREFERIR
capa-chuva-preta
A TENDÊNCIA DA CAPA COM MULE ESTÁ EM ALTA, MAS AQUI ELA VESTE O CASACO SOBRE SAIA LONGA
capa-chuva-preta-6
A IT GIRL INGLESA ALEXA CHUNG VESTE CAMISETA E JEANS COM O ACESSÓRIO
capa-chuva-preta-4
COM JEANS ESCURO E MOLETOM, A CAPA COMPROVA QUE CIRCULA COM TODOS OS ESTILOS, DO CLÁSSICO AOS MAIS ESPORTIVO
cap-chuva-preta5
FECHADINHA E MAIS CURTA ESTILO VESTIDO, ELA PODE SER, POR SI SÓ, UM TRAJE ELEGANTE PARA SAIR NA RUA EM DIAS DE CHUVA

Se você andou aqui pelo site acompanhando as postagens sobre moda street wear vistas nas ruas de Londres, Paris, Milão e Nova York durante a recente temporada de desfiles, ficou sabendo que o vermelho vem despontando como cor preferida da próxima temporada. E como a capa de chuva cada vez mais insere-se no guarda-roupa atemporal feminino, ela também apareceu em diversos modelos nesta cor quente.

Espia só!

capa-red
EM TOM DE VERMELHO BEM ABERTO E OUSADA SOBRE VESTIDO MOSTARDA
capa-red1
CLÁSSICA E ELEGANTE COM CAMISETA BRANCA, CALÇA PRETA DE ALFAIATARIA E MOCASSIM
capa-red2
FECHADA ESTILO TRENCH COAT SOBRE MOLETOM DE CAPUZ E CALÇA JEANS
capa-red3
COM MODELAGEM MAIS RÍGIDA FAZENDO AS VEZES DE CASACO
Milano Fashion Week Street Style - September 21 2016 - Spring Summer 2017
ESTILO BIKER COM FECHOS E BOTÕES PESADOS
capa-chuva-vermelha1
ACOMPANHANDO A TENDÊNCIA DOS MAXI CASACOS, COM COMPRIMENTO QUE CHEGA AOS PÉS
capa-chuva-vermelha2
LEVE E SOLTINHA USADA COM SAIA, BLUSA E MEIA CALÇA

Outra tendência forte no quesito capa de chuva é a transparência e modelos confeccionados em PVC. Espia!

raincoatraincoat1raincoat2raincoat3raincoat4raincoat5raincoat6_vale

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

1 Comentário

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Penteados e escovados para a primeira de muitas noites de autógrafos de Vida Peregrina, que me levaria à lista dos livros mais vendidos do país e confirmaria Bentolino como um dos personagens mais importantes da minha existência como escritora. Seis anos hoje. Saudade, Xerife. ❤️🐶📘 #tbt #2013 #vidaperegrina #livromarikalil
  • Éramos uma família de bageenses morando no Rio e nossa família multiplicava-se com mais bageenses que chegavam no Carnaval. Tudo começava ao cair do sol com um primeiro chope para brindar a união e terminava com corpos ao mar pra curar o ressacão. Lembrança do nosso primeiro bailinho em que eu me retorci para entrar em uma fantasia de odalisca tamanho 14 comprada em uma loja infantil de Ipanema. É que ainda estava borracha da noite anterior. Borrachos entendem. 🍺
Casa da @renatabrasilvidal e do @marcelogoskes; Rio de Janeiro, Carnaval 2006. #tbt
  • Ter o privilégio de passar horas e horas conhecendo muitas das minhas perseguidoras faz a gente mais feliz. Ser recebida com carinho pelo @centrocarinaborges, que abriu suas portas para este momento tão especial de beleza e amizade faz a gente mais feliz. Poder oferecer a excelência dos produtos da @farmathuia para as amigas da Mari faz a gente mais feliz. Servir os melhores quitutes fit da @feeljoy.com.br e a delícia do capuccino proteico do @mundoverdeiguatemipoa faz a gente mais feliz. Rodopiar com um vestido de seda floral da @boutiquemariahelena capaz de traduzir com maestria meu estado de espírito faz a gente mais feliz. Felicidade é encontrar alegria na alegria dos outros; felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente. Obrigada a todas que hoje fizeram meu dia muito, muito mais feliz! ✨🙏🏻❤️
  • Quem nunca aplicou uma dessas?! 👆🏻
  • Me diga se pode existir desgraceira maior do que chegar ao vestiário de natação molhada em cima de um par de chinelos molhados, com o cabelo todo desgrenhado, com o rosto todo marcado dos óculos e ainda ter que pegar a sacola, botar a sacola em cima de um banco, abrir a sacola, retirar os saquinhos plásticos para guardar o maiô encharcado junto com a touca e o óculos, pegar a nécessaire, sair equilibrando toalha, xampu, sabonete e condicionador até o box, sempre pisando naquele chinelo nojento molhado, tomar banho na companhia de fios de cabelos de terceiros, recolher sabonete, condicionador e xampu, secar um por um com a toalha, se enrolar na tolha, voltar pingando até o armário em cima daquele chinelo nojento molhado, abrir o armário, abrir a sacola, guardar o xampu, o condicionador e o sabonete dentro da nécessaire, retirar o pente, desembaraçar o cabelo cuidando para não deixar fios caírem no chão, passar hidratante na volta dos olhos, sérum facial, creme com proteção solar, hidratante corporal, vestir a roupa toda amassada dentro da sacola, sentar no banco com o pé ainda molhado em cima daquele chinelo nojento com fio de cabelo de terceiros grudados na sola, secar dedinho por dedinho, colocar o sapato, secar o chinelo, ensacar o chinelo e terminar a maratona botando os bofes para fora do calorão que sai daquela quantidade de chuveiros quentes e secadores ligados. 
Me diga: pode existir desgraceira maior?!
  • Tenha coragem para as grandes adversidades da vida e paciência para as pequenas, e quando tiver cumprido laboriosamente sua tarefa diária vá dormir em paz. Deus está acordado. (Victor Hugo).