As nadadoras das piscinas de Tufi Duek

Depois do post Em Terra firme na Animale, recolhi meus pertences e saí correndo porta de sala de imprensa afora a fim de não empedrar e morrer feito uma estátua congelada. Faz um frio dos diabos nessa SPFW. Não na cidade, que apresenta uma temperatura amena, mas no circo da moda do verão 2015.

Mulher DoidissimaESTOU COM AS MÃOS MELECADAS

Resolvi aceitar uma tortinha de maçã que, vira e mexe, os garçons da sala de imprensa passam oferecendo e agora meus dedinhos colam no teclado. Se tem uma coisa que jornalista não pode reclamar na SPFW é do atendimento na sala de imprensa. Temos uma geladeira de água e cappuccino gelado a disposição; temos máquinas de café expresso, temos sanduichinhos e tortinhas e outras delicinhas que ficam passando e que acabam surrupiando o espaço que eu teria reservado para a janta.

Enjoo2JÁ COMI DE TUDO E MAIS UM POUCO

Bem alimentada e sem nenhum peso na consciência, uma vez que não almocei, me dirigi à sala de desfiles para a apresentação de Eduardo POmbal para Tufi Duek. Gostei bastante do que vi. Eduardo apresentou uma de suas coleções mais leves e mais fluidas dos últimos tempos. Buscou referências na arquitetura das piscinas icônicas (fico pasma com a criatividade dessa gente para buscar referências…). Também inspirou-se no movimento Art Deco e nas vestimentas de banho dos anos 1950 e 1960.

310314tufiduek1-400x600ISABELI FONTANA ABRIU O DESFILE

310314tufiduek3-400x600Tons claríssimos, com muito branco, prata, off White e rosa fizeram parte da cartela de cores, seguidos de azuis e pretos. Com o shape de um maiô da década de 1960, o falso vestido é na verdade um macaquinho que desenha o corpo

310314tufiduek5-400x600Um dos detalhes mais enfáticos na coleção de Pombal foi o shape do busto das peças, em formato ponta

310314tufiduek2-400x600Nos pés, scarpins usados com meias de neoprene fazem alusão às sapatilhas femininas da época

310314tufiduek6-400x600>ISABELI FECHOU O DESFILE COM VESTIDO PRATA DE BRILHO,
E Mariana fecha o computador para ir atrás da Cavalera

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.
  1. Oi Mari! Assunto nada haver com o post, só queria saber se vc vai passar em mais algumas cidades em sessões de autógrafo do livro. Gostaria muuuuuuuito de ter seu autógrafo, mas ainda não consegui estar presente em nenhuma sessão. Obrigada! Beijo e boa viagem de volta!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Buena siesta! 💤💤💤
  • Bom fim de semana para a porção Mari que TODAS temos dentro de nós!
#bepositive #bestrong #behappy
  • Seja forte, seja confiante em si mesmo, tenha pensamento positivo, dias melhores virão, se não for hoje ou amanhã, será depois, mas chegará. 🙌🏻🍀❤️ #bepositive
  • Edifício Império, Porto Alegre. 
Verão de 1978. Mami, Ota e eu. 
#tbt
  • Blazer sem ser caretinha?! Temos Amiga Mari mostrando no Stories! #vemver ❤️
  • Liga na @radiobandnewsfm que estamos ao vivo no @bnhappyhour pra comemorar os 14 anos da Band News POA com @icothomaz e @fzaffari no @360gastrobar 🥂 #happybirthday #happyhour #bandnewsfm