Batatas em 10 toques

Não pretendo me estender neste post como me estendi em outro anterior sobre o mesmo tema: O BLABLABLÁ DA BATATA.

BA-TA-TA!

Nem ia falar sobre batata, já que não sou muito chegada ao tubérculo, como bem admiti no post BLABLABLÁ DA BATATA.

Perceberam que estou querendo que leiam o post anterior?

Só que hoje, desde que cheguei à redação, o assunto me rodeia.

O querido quadro de boas vindas que as gurias fizeram pra mim!

Primeiro foi a Gabi Chanas e sua capacidade de comer batata sem culpa.
– Vou pedir um Batchê Batata de almoço – suspirou ela.

A Gabi Chanas almoça batata suíça durante a semana sem culpa

Quero ser a Gabi Chanas!!!

A Gabi  até ligou para o Batchê Batata (o nome é ótimo!). Mas a batata gaudéria está de férias. E a Gabi teve que comer um pedaço morno de torta fria.

HAAAAAAAHHAHAHAHAHAHAHA!!!

TORTA FRIA DE FRANGO MORNA!

PPPPPPPPFFFFFFFFFFFFFFFF!!!

HAAAAAAAAAAAHAHAHHAHAHAAH!!

QUERIA BATATA SUÍÇA E COMEU TORTA FRIA MORNA!

E DEPOIS ABRIU UM PACOTE DE RUFFLES PRA MATAR A VONTADE DA BATATA!!

HAAAAAAHAHAHAHAHAHHA!!!!

Isso tudo é saudade, viu, Gabizita?

LOVE U!

Voltando ao tema batatas. Desde que cheguei à redação, o assunto me rodeia. Depois do episódio Gabi Batata, recebi um e-mail beeeeem interessante com 10 dicas oferecidas pelo portal Comer & Aprender de como aproveitar bem as batatas. Veio junto com esta foto.

OOOOOOOOHHHHHHHHHHHH!!!!!

Então, eu pensei:
– Se eu, que não sou muito chegada a batatas, achei as dicas ótimas, imagina quem gosta de batatas!. Preciso compartilhar.

ANOTEM POR FAVOR!
Batatas em 10 toques

1) Resolveu de última hora assar as batatas? Torne o processo mais rápido fervendo-as em água salgada por cerca de 10 minutos antes de colocá-las no forno bem quente.

2) Batatas bem saborosas na salada têm um segredo: tempere-as ainda mornas, pois depois de frias elas absorvem menos os condimentos.

3) Para um purê mais cremoso e nutritivo, cozinhe as batatas, depois de descascadas e picadas, em uma panela com leite até ficarem macias e o líquido tiver sido absorvido. Outra dica: depois de espremer as batatas, junte creme de leite ou manteiga misturada com requeijão.

4) É possível, sim, guardar batatas descascadas sem que percam o gosto. Coloque-as em uma tigela, cubra com água e adicione algumas gotas de vinagre ou de suco de limão. Elas durarão de 3 a 4 dias dentro da geladeira.

5) As batatas ficaram murchas. E agora? Descasque-as e coloque-as em uma tigela com leite bem gelado. Elas ficarão consistentes novamente!

6) Fica fácil tirar a casca da batata-doce se você colocá-la em água fria imediatamente após o cozimento.

7) Antes de fritar as batatas, guarde-as já cortadas no congelador por meia hora. Assim, elas ficarão secas e macias.

8) Um jeito diferente de fritar batatas, imperdível! Corte-as em rodelas bem finas e deixe de molho por 15 minutos em uma tigela com leite bem gelado. Em seguida, enxugue e frite em óleo quente, sem sal. Supercrocantes!

9) Não jogue fora a casca das batatas! Frite-as em óleo bem quente e sirva como aperitivo

10) Para as batatas grandes cozinharem por igual, fure uma por uma com um garfo antes de levá-las à panela e ao fogo. Assim, elas ficarão perfeitas e não racharão. E mais: para que não desmanchem, coloque, na água de fervura, 1 colher (sopa) de azeite de oliva.

AAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH!!!

O QUE É ISSO, MARIANA?
ENLOUQUECEU?

ACHEI SENSACIONAL!

 

 


Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.
  1. Uma vez fui numa médica que olhou a iris do meu olho e me proibiu de comer batatas. Foi a época mais infeliz da minha vida, eu amo batata! Por sinal, Batata era o nome da minha tartaruguinha.

    ;)

  2. Uma vez fui numa médica que olhou a iris do meu olho e me proibiu de comer batatas. Foi a época mais infeliz da minha vida, eu amo batata! Por sinal, Batata era o nome da minha tartaruguinha.

    ;)

  3. SALADA COLONIAL
    Depois de cozinhar, descascar e misturar a batata em pedaços numa cebolinha refogada, ovos cozidos picados e azeitona…sem maionese…#adorosaladacolonial. Será que é esse o nome correto??? Voltaremos…

  4. SALADA COLONIAL
    Depois de cozinhar, descascar e misturar a batata em pedaços numa cebolinha refogada, ovos cozidos picados e azeitona…sem maionese…#adorosaladacolonial. Será que é esse o nome correto??? Voltaremos…

  5. Também acompanho seus relatos, imperdíveis…então fui a procura do seu livro: “Peregrina de Araque” nossa foi a legítima peregrinação…na praia não existia em livraria alguma, em Porto Alegre tive que ir até o Barra para conseguir e eu precisava muiiiito lê-lo essa semana (desejo)! De posse dele só me vejo em uma frustração…são poucas páginas…

  6. Também acompanho seus relatos, imperdíveis…então fui a procura do seu livro: “Peregrina de Araque” nossa foi a legítima peregrinação…na praia não existia em livraria alguma, em Porto Alegre tive que ir até o Barra para conseguir e eu precisava muiiiito lê-lo essa semana (desejo)! De posse dele só me vejo em uma frustração…são poucas páginas…

  7. Mari, descobri teu blog há pouco e estou viciada! Adoro a maneira como falas das coisas, amo as imagens que me fazem rir muito. O Bento é um fofo. A propósito, adorei o post!

  8. Mari, descobri teu blog há pouco e estou viciada! Adoro a maneira como falas das coisas, amo as imagens que me fazem rir muito. O Bento é um fofo. A propósito, adorei o post!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?
  • Abdominal, substantivo masculino. Preguiça, substantivo feminino. #chico #gorda
  • Observe os seus pensamentos, eles se transformam em palavras. Observe suas palavras, elas se transformam em ações. Observe suas ações, elas viram seus hábitos. Observe seus hábitos, pois eles se transformam em seu caráter. Observe seu caráter, pois ele se torna o seu destino. 🙌🏻♥️🙏🏻 Lao Tzu, filósofo e escritor da Antiga China, fundador do taoismo filosófico e religioso.
  • “Nunca estou mais acompanhado do que quando estou sozinho.” Carlos Drummond de Andrade. 🙌🏻
  • Durante anos e anos e anos que somam mais de uma década, essa foi nossa história: de aeroportos em aeroportos, nos mudamos 12 vezes de casa. Cruzamos estados, fronteiras, oceanos. Como escreveu Machado de Assis, “felizes os cães, que pelo faro descobrem os amigos”. Feliz de mim, que pelo faro também te descobri, Bentolino. E lá se vão 18 anos de jornada. 🙌🏻🐶♥️ Rio de Janeiro, 2012. #tbt #bento #xerife #companheirodejornada