Cabelo envelhece, sim, senhora! Está na hora de saber como evitar!

A gente costuma nem se dar conta ou pensar nisso, mas, assim como a pele, o cabelo também sofre com o envelhecimento causado por fatores ambientais. O mesmo sol que causa malefícios para a pele desgasta os fios capilares por meio da fotoexposição aos raios UV, por exemplo. Junte-se a isso outros fatores e chegamos ao conceito de envelhecimento capilar. Afinal, quem nunca descoloriu o cabelo (dano químico) ou usou excessivamente prancha de alisamento (dano térmico)?

Até o ato de pentear o cabelo já provoca estresse mecânico, segundo a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia:

– Todos esses danos conectam-se ao envelhecimento intrínseco ou natural dos fios e contribuem para que o cabelo fique quebradiço, com diâmetro do fio menor, menos denso e espesso, além de sem brilho, mais fraco, áspero e desidratado – esclarece.

cabeloCABELO TEM IDADE: ELE TAMBÉM ENVELHECE E PRECISA DE CUIDADOS

Segundo a dermatologista, o cabelo está submetido a diversas condições diárias que o desgastam. Como trata-se de uma matéria morta (ele só está vivo enquanto está dentro do folículo piloso), uma vez que seja danificado, não pode ser reparado em sua forma. Se, com frequência, efetuarmos secagens, processos químicos, estilização e exposição ao sol, os danos causados não poderão ser reparados naturalmente.

Cabelo sofre (muito!) com sol, mar e piscina. Mas há truques para salvá-lo!

Os danos são divididos em: químicos, térmicos, mecânicos e solares.

Danos químicos

Os processos químicos de coloração e descoloração são os mais comuns. A dermatologista argumenta que, quando se pinta o cabelo, há uma perda proteica causada pela oxidação de aminoácidos no fio.

– Essa diminuição dos níveis de queratina leva a uma redução da força capilar, além da remoção de pigmentos naturais – comenta Claudia. – Quimicamente, o processo de tintura provoca a quebra das pontes de hidrogênio e salinas, o que vai resultar na perda de água e acentuar o comprometimento da resistência, maciez e brilho dos fios.

giovanna-antonelli-loira-2-309x499GIOVANNA ANTONELLI
Descolorida master para viver a lendária Athena da novela A Regra do Jogo

Danos mecânicos
O ato aparentemente inocente de passar a escova nos cabelos, quando não são usados produtos ideais, pode comprometer os fios.

– Pentes e escovas de borracha alteram o ponto isoelétrico do cabelo, o que leva a um desgaste da cutícula (parte externa do fio) e consequente exposição do córtex (parte intermediária do fio) – diz a especialista.

loof_Electric_Vibrative_Hair_Massage_Comb_RubberPENTES E ESCOVAS DE BORRACHA: PERIGO, PERIGO, PERIGO!

Danos térmicos
A chapinha e o secador podem ser usados todos os dias, desde que seja utilizado um produto termoativo antes de submeter os fios ao aquecimento.

– A exposição da fibra capilar a altas temperaturas leva ao comprometimento da estrutura, além de perda de água. O segredo está em usar defrizantes com proteção térmica e protetores especiais para escovação – ensina Claudia.

113FIOS AO SOL: ELES TAMBÉM PRECISAM DE PROTEÇÃO CONTRA OS RAIOS UV

Danos solares
Ao ficar muito tempo em exposição ao sol, os fios passam por um processo oxidativo devido a ação dos raios UV. Por isso a importância de investir em protetores também para eles.

– A luz solar afeta a cutícula do cabelo e catalisa a degradação das proteínas, além de provocar a oxidação da melanina através de radicais livres e o comprometimento da queratina. Os danos vão de descoloração do cabelo à redução da força dos fios e perda de brilho – enumera a dermatologista.

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

2 Comentários

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • 👌🏻♥️🤣 #vivaosensodehumor
  • Das preciosidades que encontrei na @loja_loveit ♥️ Tem post completo no site e Stories aqui no Insta deste primeiro #MariIndica com cafeterias da Capital! ☕️
  • Churrasco no Jangadeiros que começa no almoço e não termina na madrugada. #tbt dedicado a vocês @aleloureirodesouza @luciakalil @carloseduardosperotto @marlova_sperotto @alesperotto  @rodrigo_pilla e ao nosso amado Cabeco in memorian ♥️ Junho de 2010
  • Selfie! 🐶📸♥️ #bento #xerife #comendador #matusa
  • VAMOS?! ♥️ Repost @rsmoda_ O olhar atento da jornalista Mariana Kalil será destaque no RS Moda 2018. Mariana já trabalhou como repórter e editora nas redações das revistas Época, IstoÉ Gente e Donna, nos jornais Zero Hora, O Estado de São Paulo e Jornal do Brasil. Foi correspondente da Vogue no Rio de Janeiro e da BBC na Espanha. Muita experiência para compartilhar com você. Inscreva-se gratuitamente no link da bio.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#RSModa #RSModa2018 #Sivergs #CentroDeEventosFiergs #Handmade #Moda #Fashion #RioGrandeDoSul #FeitoNoRS #MadeInRS #Business #FashionBusiness #ModaPlus #NegocioDeModa #Palestra #MarianaKalil #Jornalista #Conteudo
  • Quentinha #adorocapuz #coresdeoutono🍁🍂🍃