Bolsas que são peixes, peixes que são côngrios e alguns plásticos bolha pelo caminho

Fui a Bagé na quinta-feira para o bate-papo sobre moda, estilo, comportamento, tendência, passado e futuro – como parte das comemorações dos 30 anos da loja Solaetela. Estava demais. Demais também estava o frio que se instalou na rodoviária quando botei meu pé para fora do ônibus. Mais demais ainda era o famoso vento Minuano que vinha de todos os lados.
– Hey, Bagé, eu conheço o teu vento famoso – tentei negociar com ela, a fim de que me levasse um pouco mais livre numa noite que deveria ser de primavera.
Como Bagé me respondeu? Me arrastando contra um poste de luz.

bento1124BEM FEITO

O animal ficou num azedume só que não foi convidado. Ou melhor, pela Solaetela ele até foi. Eu que disse que era um bate e volta e que o melhor seria ficar em casa. Contrariado, mandou então São Pedro tripudiar em cima de mim. Mas o santo só obedeceu em partes. Na sexta, abriu um lindo dia de sol com clima mais ameno. Óbvio! São Pedro e todos os santos de todas as religiões são testemunha da minha servidão ao animal e não seriam tão coniventes com a criatura.

bento1124PISADA DAS MÉDIAS

Com a temperatura mais amena, consegui ser feliz com um trajinho que havia separado para a ocasião: macacão e blazer. Antes do bate papo, a jornalista de moda Marcelle Ceolin perguntou qual era no momento minha peça de roupa preferida. MA-CA-CÃO, respondi! Não há praticidade maior, vai dizer?

Olha!

mariana-solaetelaEU DE MACACÃO VERDE COM ESTAMPAS FLORAIS, BLAZER E ESCOVA NO CABELO
Estou numa fase “lisa” e adorando fazer escova. Acho que fazia 20 anos que não fazia escova. Ao meu lado, as queridas a talentosíssimas Maria Carmen Paiva (personal organizer), Leilah Castro (dona da Solaetela) e Marcelle Ceolin (jornalista e blogueira do Com Qual Roupa eu Vou?)

mariana-solaetela2PERCEBEM A PRATICIDADE DA COISA TODA?
A pessoa se enfia em um macacão e pronto! Marcelle também foi bem prática. No caso, enfiou-se num lindo vestido!

Voltei da jornada em Bagé na madrugada de sábado com a visão e a audição do inferno materializado ao meu lado na figura de uma senhora insone. Vizinha de poltrona no ônibus, ela insistia em apertar todas as bolhas de um maldito plástico bolha que havia levado para se distrair durante as cinco horas de viagem. Sou uma pessoa que entra num ônibus e capota. Estava sonhando com o momento de dormir da meia-noite às 5h.

Woman looking crazy.ME DIZ COMO?

As bolhas daquela desgraça daquele maldito plástico bolha não tinham fim – e quando tiveram fim, ela abriu a bolsa e tirou mais dois metros de plástico bolha de dentro.

bento1124BEM FEITO

Sem dormir, cheguei a Porto Alegre com dois peludinhos ávidos por escravizar-me. Passamos o sábado passeando pra lá e pra cá – e até ao Kapo levei os dois para fazer outra escova para outro evento. Sim, emendei dois eventos sem dormir. No caso, este segundo, o aniversário de 20 anos de casamento do meu hilário tio Jonatas e da Karen – até coreografia de Dirty Dancing eles ensaiaram para os convidados. O traje desta vez? Como não era casamento e sim festa para celebrar 20 anos de casados, achei que não ofenderia a noiva usando branco.

Olha!

img_0978NÃO DÁ PRA VER NADA
Algumas caipirinhas e alguns mojitos impediram, neste momento, Mariana, Titha e Liu de fazer uma foto que pudesse exibir qualquer coisa além do grau de álcool ecoando por seus corpos e mentes

img_09801CONTINUA NÃO DANDO PRA VER MUITA COISA
Estávamos certas de que éramos a encarnação de Fred Mercury

img_0981DÁ PRA VER MENOS AINDA
Nem a capacidade para tirar uma foto que não fosse tremida minha querida e amada irmã Liu teve. Hey, você, querida leitora: procura um blog para ver os looks do dia? Este, definitivamente, não é o seu lugar.

Cumprimos o protocolo ensinado pelos anfitriões de dançar das 8h às 5h30min da manhã. O problema é que, então, Mariana teve sua segunda noite maldormida. Foram apenas três horas de sono – e levantou novamente para satisfazer os desejos dos peludinhos.

mulher-doidissima5-594x4991COM UMA ENXAQUECA DOS INFERNOS

bento1122BEM FEITO

Foi então que, após passar o dia feito um traste servindo aos caprichos do animal e sua cúmplice, Mariana atirou-se no sofá para ver um filme por volta de 7h da noite. A NET, claro, estava fora do ar. Sempre que eu sento no sofá e penso “tenho duas horas livres para ver um filme”, a NET está fora do ar. Foi então que Mariana ficou zapeando qualquer porcaria na TV e acabou não achou nada e terminou zapeando o celular. Foi quando conheceu o trabalho da marca espanhola Don Fisher, especializada em bolsas em formato de peixes e outros animais marinhos.

Olha!

don-fisher-bolsas-peixes-02USARIA CERTO ESTA BOLSA!

don-fisher-bolsas-peixes-08USARIA CERTO ESTA MOCHILA!

don-fisher-bolsas-peixes-03FICARIA NA DÚVIDA CERTO DE QUAL BOLSA DE MÃO ESCOLHER

E foi vendo fotos de bolsas e peixes e mais peixes que usei o último neurônio que me restava para lembrar que não havia postado imagens de um jantar divino no Pampulhinha há duas semanas. Hey, você: quer comer frutos do mar em Porto Alegre? Pampulhinha! Quer uma dica de qual prato escolher, se gosta daquele peixe fresquinho com legumes? Filé de Congrio à Moda da Casa!

Olha!

congrio2 MOMENTO GARÇOM SERVINDO…

congrioMOMENTO ATACAR!
Estão vendo os aspargos ali? São croc croc croc croc! Estão vendo os brócolis e as cebolinhas? Também! E o sabor do peixe, então? Inenarrável!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

2 Comentários

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.