Cafonice nada! A pochete nunca esteve tão linda. AMIGA MARI ama de paixão!

Há cerca de dois anos, li previsões de especialistas em moda dizendo que a pochete estava fadada ao fracasso como tendência além de uma estação. Como dizem no programa Porta dos Fundos, “erraram feio, erraram rude!”. Uma das reportagens, publicada na revista Época, dizia assim:

O que não vai pegar
Adorada por muitos como ícone da cafonice, a famosa pochete deverá tentar uma reaparição em formas e estilos diferentes para enganar os mais desatentos. Para os que sentem falta de bolsos, pode até parecer boa ideia. Acredite: não é.

Foi uma bela bola fora.

A pochete é uma das apostas mais certeiras da temporada e que devagarinho começa a conquistar seu público fiel. Consagrou-se como hit do verão 2017 nas passarelas internacionais, manteve-se no guarda-roupa de 2018 e já flerta com as estações de 2019. A resistência à elas explica-se principalmente por quem viveu nos anos 1980, quando pochete ainda era uma coisa meio estranha, que fazia volume na cintura, sem design algum. Sempre que se falava em pochete, logo vinha à cabeça algum homem barrigudo com camiseta de time de futebol, chinelo estilo slide no pé (outra moda que pegou neste novo século) e aquele volume esquisito e disforme entre a cintura e os quadris. Pois esqueça essa visão ultrapassada.

Olhe para isso!

armani_1111ESTE É O MOMENTO PRESENTE DA POCHETE!

vera-bradleyISSO É MODELO DE VERA BRADLEY; FRENTE…

s-l500E VERSO!
Você se negaria a usar? Seja sincera!

Por que na minha humilde opinião de Amiga Mari ela não sai mais do guarda-roupa feminino? Porque ela é a cara e a alma da vida que levamos hoje, que exige conforto, praticidade, agilidade. Pochete na cintura, duas mãos livres! Pode existir acessório mais amigo?

+MARI KALIL: Meu nome é Mariana, mas pode me chamar de Pochete, Miss Pochete

Eu nutro uma amizade incondicional com duas pochetes de couro ecológico da Convexo, mais duas de veludo da Fátima Mello e outras tantas da PP Acessórios. Inclusive, a linha de bolsas Maricotas que lancei em 2016 e 2017 tinha como opção transformá-las em pochete! Se a ideia pegou? As peças esgotaram-se em dias!

 

Isso pra mim significa a pochete: a amiga que vai passear com os cachorros, vai para a academia, para o show de rock, buscar os filhos na escola. Sou tão entusiasta da pochete que mostro para vocês algumas opções de uso. Pense nesta ideia! Coloco minha mão no fogo que você vai aderir e nunca mais conseguir viver sem!

pochetePOCHETE COM SHORT E ALFAIATARIA
Ela é tão eclética que passeia com roupas formais e informais e muitas vezes as cores ou estampas é que fazem a diferença e dão graça ao look. Eis outra enorme diferença da pochete do passado: se antes ela era apenas um utilitário, hoje é um ícone de estilo!

pochete1POCHETE COM CINTURA ALTA E BAIXA
Recentemente, experimentei uma pochete com um vestido, marcando a cintura alta. Ficou super elegante porque deixa o corpo bem feminino. Recomendo experimentar. Ela pode ser usada por cima de casacos fazendo mais um papel – que é o de fechar o agasalho –
e também com parkas e jaquetas mais estruturadas

pochete2POCHETE COM JEANS DE VÁRIOS ESTILOS
Eis aqui uma adequação básica que adoro: jeans + camiseta ou blusinha lisa + pochete. Estamos prontas para ir a qualquer lugar, do trabalho ao show de rock. Com sandália, short, plataforma ou tênis

pochete4MOMENTO DESFILE E VÁRIAS VERSÕES DE POCHETE
Percebam como ela é eclética também no tamanho, vai da necessidade de cada uma de nós e também da ocasião. Quando é muito minúscula, nada impede de levarmos ali o celular para termos mais à mão, as chaves e o cartão de crédito e usar uma outra bolsa maior para todo o resto que for necessário.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

4 Comentários
  1. Super prático para viajar. Passaporte lá dentro, bem seguro junto ao corpo. Eu uso direto e comprei na Nova Scotia. Dá para colocar debaixo do casado no inverno…
    Não encontro aqui, em POA, infelizmente, pq queria ter algumas para usar no dia a dia.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Repost @vitalvetpoa “Desejamos que todos os nossos amigos e clientes tenham uma segunda-feira igual à do Bento: agarradinho na sua almofada enquanto curte sua sessão de acupuntura naquela sonequinha gostosa com a língua de fora”. Meu agradecimento eterno. Quem ama cuida. 🐶♥️
  • Que o vento leve o necessário e nos traga o suficiente. ♥️🐶🙌🏻 #bento #xerife #companheirodejornada
  • Figos de Elsa! 👌🏻
• Seleciona lindos figos
• Corta a tampa rente ao talo
• Retira um pouco da polpa, coloca em um pratinho fundo, acrescenta queijo gorgonzola, amassa e mistura bem os dois
• Retorna com esse recheio para dentro do figo
• Pouco antes de servir, leva ao forno para gratinar rapidinho
• Na hora de levar à mesa, escolhe um prato bonito, faz algumas ranhuras com mel, polvilha flor de sal e voilà! Bon appétit! #entradinhadofindi #dicadamari #coisasdeelsa
  • Patricia foi minha boxer dos cinco meses de vida aos 12 anos de idade. Ganhei a Patricia de presente e fiquei muito incomodada. Cachorros têm sentimento, coração, pulmão. Cachorros não são vasos, lustres, sabonetes. Cachorros não são presentes que devemos ganhar sem o nosso consentimento. E a Patricia entrou na minha vida sem o meu consentimento. Eu não estava disponível para cuidar da Patricia naquele momento, eu estava com passagem comprada para São Paulo, contratada para um novo emprego, para um outro estilo de vida que exigia demais da minha capacidade profissional. Então, curti a Patricia por alguns meses, mas precisei ir embora. Durante anos, ela viveu na casa dos meus pais, e eu pedia notícias diárias por telefone. Voltava a Porto Alegre sempre que podia para que ela soubesse que meu comportamento não significava abandono, apenas nos encontramos em circunstâncias desfavoráveis. Pra mim; pra ti; pra nós duas, Patricia. Quando regressei definitivamente a Porto Alegre, Patricia havia acabado de completar 12 anos de idade. Ela sabia desde sempre, por mais de uma década, que pertencia a mim, e eu a ela. Aproveitamos nosso último ano com passeios em ritmo lento, com suas bochechas esbranquiçadas, com a fidelidade rara que só os animais conhecem. Ela partiu pouco tempo depois. Comemos um cheeseburger juntas no nosso último dia sentadas na grama do parque - e o bafo do queijo com mollho de catchup com maionese naquele pão ela sopra de quando em vez no meu nariz, durante a madrugada. Patricia desapareceu dos meus olhos, mas segue onipresente em cada minuto da minha vida. E eu tenho certeza que quando for a minha hora de cruzar a porta que leva para o outro lado da vida, ela estará lá, abanando o rabo e com o focinho rosinha para me buscar. #tbt. Porto Alegre, março de 1999
  • Minha irmã que criou. Minha irmã que me deu. Chato ter uma irmã assim, vai dizer?! 😜#convexoshoes #lojaconvexo #convexopoa #slipon #trendalert #animalprint
  • A vida é uma via de mão dupla. Durante anos, Bento deitou aos meus pés esperando, companheiro e paciencioso, o final de uma jornada extenuante de trabalho. Agora, chegou a minha vez de adequar o meu trabalho ao seu tempo, ao seu espaço, ao seu ritmo. ♥️🐶 #bento #xerife #18anosjuntos #companheirodejornada