Como usar marrom? Marrom combina com o quê? AMIGA MARI responde esta dúvida eterna!

O marrom (com todas as suas nuances) é uma das cores mais tradicionais do outono-inverno. Fala-se mais dele ou não dependendo do que as passarelas indicam como tendência para a temporada. Em 2015, o marrom foi onipresente nas coleções e a cor vedete daquele ano. Agora em 2017, cinza, marinho, verde e bordô estão mais em evidência – o que resultou em um post publicado há uns dias aqui no site que gerou uma repercussão positiva incrível. Nele, ensinei como misturar cores no inverno para fugir um pouco do preto de sempre. Na nossa pagina no Facebook (marianakaliloficial), este post obteve 2.183 compartilhamentos, 321 mil pessoas alcançadas e 5,5 mil curtidas. Um feito estrondoso.
PS: Se tiver interesse na leitura, aqui está o link: Amiga Mari mostra 10 combinações de cores para usar no inverno e inovar nos looks.

Este post gerou um outro tipo de curiosidade nas leitoras: “E o marrom, Mari? Como combinar?”. A Gabriela Ryff Moreira Nieckle me encontrou na rua e indagou: “Mari! O que eu faço com todas as minhas peças em tons marrom?”. Amiga Mari entra em ação para ajudar!

Há uma unanimidade entre as consultoras de estilo: evitar o marrom próximo ao rosto. Ele não favorece, deixa a gente com uma aparência abatida. Em compensação, indica-se abusar de calças, shorts, saias, sapatos e bolsas em suas mais variadas tonalidades, como areia, café, camelo, caramelo, cacau, caqui, ferrugem etc.

Muitas cores combinam com marrom. se você curte cores vivas, saiba que fica lindo com laranja, vermelho, azul e verde.

marrom-13
MARROM COM LARANJA: Olha como o marrom ganha humor e alto astral quando usado com laranja. Outra dica legal diz respeito ao dourado nos acessórios. Funciona super bem com este jogo de cores.
marrom-e-vermelho
MARROM E VERMELHO: Diferentemente do preto + vermelho, que acho uma dupla bastante complicada de funcionar, marrom e vermelho combinam perfeitamente. Nesta imagem, ela ousou até incluir uma bolsa laranja. Super bacana!
marrom-e-azul
MARROM E AZUL: A atriz Amy Adams escolheu cinto e sandália marrom para usar com o vestido azul. Perfeito! Quanto mais vibrante o azul, mais astral ganha o look; quanto mais escuro, no caso da atriz, mais sóbrio!
marrom-e-verde
MARROM E VERDE: Selecionei esta imagem para exemplificar o que falava sobre o equívoco de usar marrom próximo ao rosto. Faça comigo o exercício de imaginar este look ao contrário; a calça marrom e a blusa verde. Mudaria todo o contexto, daria um up muito mais bacana ao visual!

Se você tem predileção por um estilo mais clássico, se com preto, off-white, branco. Fica chique e muito elegante.

marrom9
JAQUETA MARROM COM CAMISA BRANCA DE ALFAIATARIA: Companhia clássica e elegante para qualquer ocasião e hora do dia. A sandal Boot é tendência nesta estação!
marrom-e-preto
CALÇA DE ALFAIATARIA MARROM COM CAMISA PRETA: Esta é a combinação mais sofisticada de todas. Repara que é simples e ultra chique. Dispensa maiores acessórios e a preferência (sempre!) deve ser pelo preto próximo ao rosto. Marrom ocupa-se das calças, saias etc.

Marrom é uma cor urbana, do dia. Ele não perfila bem com looks noturnos e muito menos com vestidos de festa.

3
MARROM EM NOITE DE FESTA: A menos que a intenção seja passar bem apagada e despercebida, esqueça desta ideia!

Uma ótima alternativa para usar aquela malha ou tricô marrom que você possui (e que eu acabo de dizer que apaga nossa expressão quando próximo ao rosto), recai nos acessórios. Principalmente os grandões. Maxi brincos e maxi colares coloridos ficam lindos. O dourado e o marfim concedem um estilo mais sofisticado.

marrom-maxi-colar
BLAZER MARROM E MAXI COLAR: Vai dizer que o acessório não dá outra vibração ao look marrom? Use sem medo! Na hora de escolher as cores do brinco ou do maxi colar, leve em consideração as mesmas regrinhas que falamos até agora das cores mais adequadas.
marfim
ACESSÓRIOS MARFIM: Outra opção que fica clássica e bem moderna com peças marrom, caso você não seja muito da turma dos acessórios coloridos

 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

7 Comentários
  1. Mariii seus posts “amiga Mari” estão arrasando quarteirão!!! Pra salvar e se inspirar (sabe aquela inspiração possível? Pois então!) bjsss

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?
  • Abdominal, substantivo masculino. Preguiça, substantivo feminino. #chico #gorda
  • Observe os seus pensamentos, eles se transformam em palavras. Observe suas palavras, elas se transformam em ações. Observe suas ações, elas viram seus hábitos. Observe seus hábitos, pois eles se transformam em seu caráter. Observe seu caráter, pois ele se torna o seu destino. 🙌🏻♥️🙏🏻 Lao Tzu, filósofo e escritor da Antiga China, fundador do taoismo filosófico e religioso.
  • “Nunca estou mais acompanhado do que quando estou sozinho.” Carlos Drummond de Andrade. 🙌🏻
  • Durante anos e anos e anos que somam mais de uma década, essa foi nossa história: de aeroportos em aeroportos, nos mudamos 12 vezes de casa. Cruzamos estados, fronteiras, oceanos. Como escreveu Machado de Assis, “felizes os cães, que pelo faro descobrem os amigos”. Feliz de mim, que pelo faro também te descobri, Bentolino. E lá se vão 18 anos de jornada. 🙌🏻🐶♥️ Rio de Janeiro, 2012. #tbt #bento #xerife #companheirodejornada