Escritora lança livro e vinga os 32 anos de traição do marido

A saga de uma mulher após descobrir a traição do marido com quem esteve casada durante 32 anos é o ponto de partida do livro 32 – Um homem para cada ano que passei com você, de Isabel Dias, que terá lançamento no dia 20 de outubro, em São Paulo. Ela decidiu vingar-se do companheiro de uma maneira inusitada: sairia com a quantidade de homens proporcional ao número de anos em que esteve comprometida com ele.

Surprised woman covering with hands her mouthSÉRIO?

As experiências, descobertas e riscos que passou com cada um desses homens estão relatadas no livro, que aborda a retomada de sua autoestima ao mesmo tempo em que assume a redescoberta de sua liberdade sexual. Diz a obra: “32 pode servir como um relato encorajador para outras mulheres na mesma situação, pode despertar sonhos calientes e unissex, pode causar a ira conservadora das criaturas ditas certinhas e covardes para as mudanças… Pode tudo isso. Mas o que importa mesmo é que estamos diante de uma bela narrativa, de quem viveu para contar e de quem soube contar os homens da forma mais prazerosa possível”.

b8911969f7732db762b2b2753c429821XICO SÁ ASSINA O PREFÁCIO

O prefácio é assinado pelo escritor e jornalista Xico Sá. Escreve ele: “Descobrir uma traição depois de mais de três décadas de casamento despertou em Isabel Dias uma vingança inesperada: ela decidiu que iria sair com a quantidade de homens proporcional ao período em que esteve, até então, ao lado do marido. E resolveu relatar as experiências que teve com cada um deles. Em 32 – Um homem para cada ano que passei com você, Isabel mostra que assuntos como traição, vingança e retomada da autoestima fazem parte do cotidiano de mulheres de distintas idades e classes sociais, assumindo sua redescoberta da liberdade sexual, um tema encarado com certo tabu aos olhos da sociedade.

livro 32 isabelA AUTORA ISABEL DIAS

– Senti que era o momento de me soltar. Que também era hora de me divorciar do medo. Desquitar do recalque e tentar relaxar e aproveitar. E assim foi, pela primeira vez, naquela tarde – ela confessa em um dos capítulos.

No decorrer das páginas, esse e outros depoimentos são narrados de forma leve e dinâmica, numa espécie de diário que acaba evidenciando as transformações trazidas com a maturidade.

– Ao me olhar no espelho, incentivada por ele, enxerguei uma mulher que eu desconhecia. Eu não era o que ele dizia: gostosa, bonita, apetitosa. Tampouco era quem eu pensava ser durante esses 32 anos. Talvez fosse alguma coisa entre essas duas mulheres, algo que eu ainda estava para descobrir – desabafa em outro trecho.

Nessa caminhada em busca de um recomeço, Isabel descreve, em tom de confissão, os encontros, as fantasias e as brincadeiras de sedução que renderam noites incríveis – e outras nem tanto –, sem nunca revelar a verdadeira identidade de seus parceiros.

livro 32UMA DAS 32 CAPAS DA OBRA

Outra identidade preservada é a das mulheres que aparecem de costas nas capas do livro, que tem 32 versões distintas. São fotos de mulheres reais reproduzindo o famoso retrato da filósofa francesa Simone de Beauvoir, nua no banheiro de seu amante Nelson Algren, feito por um amigo dele, o fotógrafo Art Shay, na década de 50.

No blog Trinta e Dois também é possível acompanhar o diálogo que Isabel estabeleceu com as mulheres, a fim de inspirá-las para uma nova consciência sobre si mesmas, livre de regras e julgamentos repressores de uma sociedade.

Isabel Dias é administradora. Achou que administrava sua vida e seu casamento de 32 anos, até descobrir as traições de seu príncipe, que virou sapo. Então, aos 50 e poucos anos, ela aprendeu que existe vida após o primeiro homem da sua vida. Ulalá!

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • É uma linguiça artesanal? É um salsichão? Não!! É a língua da Gorda só pelo pastel de queijo da @jubassani 🤣
  • O melhor de uma Copa do Mundo? É motivo pra gente estar com quem ama e quer bem! ♥️
  • Céu azul anil + chimarrão + bergamota + pôr do sol do Guaíba = como ser feliz com pouco no inverno gaúcho
  • Hoje só de @ugg, né, Gorducha? #frio #péquentinho #invernogaucho
  • Ele é tão, tão famoso que já estampou as principais esquinas de Porto Alegre. Lembra, Xerife? #tbt #2014 #bento #companheirodejornada
  • Dia de esquentar a cuca. No bom sentido, claro 👌🏻#chapeu #frio #invernogaucho