Vinhos de verão: tire todas as suas dúvidas para saborear essa deliciosa bebida na praia!

A cervejinha gelada é a bebida que reina soberana nas beiras da praia ou da piscina nos dias quentes. É uma paixão consagrada dos brasileiros, comparada apenas à caipirinha, outra unanimidade. Aos poucos, porém, uma outra paixão toma conta das praias brasileiras e uruguaias: os vinhos e espumantes. Leves, frutados, saborosos e aromáticos, eles estão longe de ser uma bebida restrita ao frio do inverno.

Mas, será que tem um jeito certo para aproveitar a delícia dos vinhos à beira mar? Para nos guiar neste universo pedimos a ajuda do sommelier Vinícios Santiago, que há anos dedica-se ao estudo dos diversos tipos de vinho produzidos ao redor do mundo e, ao mesmo tempo, defende a dessacralização do consumo da bebida.

– Vinho é para ser bebido sempre, sem frescura. Eu mesmo, em casa, bebo vinho em copo, sem afetação ou rituais. O importante é inserir o vinho na nossa vida, pois além de delicioso, ele faz bem à saúde – comenta Santiago.

Confira algumas dicas e prepare o estoque para aproveitar, com um bom vinho, o seu próximo dia de folga ou as férias na praia.

Temperatura ideal
Primeiro, é importante esclarecer que existem duas temperaturas para vinhos e espumantes: a temperatura de degustação e a temperatura de beber. A temperatura de degustação de brancos leves (sauvignon blanc, torrontés, chardonnay sem carvalho) e espumantes leves (método charmat, moscatel…) é de zero a oito graus. A de brancos mais estruturados (chardonnay com carvalho, por exemplo) e espumantes mais maduros (feitos pelo método champenoise com longo tempo de contato com a levedura) é de oito a 14 graus.

Mas isso, fique claro, é a temperatura para a degustação, para extrair da bebida as suas características aromáticas e gustativas de forma mais intensa. Quando você for fazer uma degustação com os seus amigos, em casa, observe este detalhe.

vihos-veraoVINHO NA PRAIA: A TEMPERATURA IDEAL É A QUE VOCÊ MAIS GOSTA

Porém, na praia ou na beira da piscina, em um dia de sol, a temperatura deve ser a de beber, ou seja, a temperatura que você gosta. Prefere mais gelado? Capriche no gelo no interior do cooler. Gosta de mais brando? Controle a temperatura com um recipiente térmico para a garrafa. O que importa é que a bebida esteja ao seu gosto, para que o momento fique ainda mais especial.

Pode colocar gelo no vinho ou no espumante?
Existem alguns espumantes desenvolvidos para serem bebidos com gelo. A grande diferença destes é a carbonatação mais elevada, ou seja, eles possuem mais borbulhas. Mas a verdade é que pode botar gelo em tudo: no branco, no tinto, no espumante, no frisante, no licoroso… Os principais coquetéis de verão com vinhos (ponche, sangria, clericot) levam gelo em sua composição. Não há pecado nem crime em beber vinho com gelo. E o prazer será o mesmo.

23623_1_1200pxBRANCO OU TINTO: PODE COLOCAR GELO, SIM!

E os vinhos tintos, podem ser gelados?
Para beber, claro que pode! Os melhores para serem consumidos gelados são os mais leves, jovens e sem passagem por carvalho, com poucos taninos, como os feitos com as uvas pinot noir, gamay, sangiovese, tempranillo e até os vinhos verdes na versão tinta. Quando você for fazer aquela degustação com os amigos, porém, o ideal é que os tintos não estejam gelados e sim na temperatura indicada para o consumo – o que varia de acordo com a idade e a composição da bebida. Assim as características sensoriais dele ficarão mais evidentes.

+COMER&BEBER: Para tudo! Acabam de ser eleitos os melhores espumantes brasileiros

Como manter geladinho na praia?
Vale tudo para manter seu vinho ou espumante na temperatura que você gosta: cooler, caixa de isopor, bolsa térmica com gelo, enfim, quanto mais prático melhor. Leve taças de acrílico pra evitar acidentes.

Como harmonizar vinhos com os pratos de verão?
Para pratos leves e perfumados típicos do verão, como linguado com ervas, pratos asiáticos ou aquele bolinho de bacalhau da beira da praia, o ideal de harmonização são os vinhos brancos aromáticos como moscato, malvasia, gewürztraminer e sauvignon blanc. Já os pratos leves e não tão aromáticos, como o peixinho frito, vão bem com vinhos como chardonnay sem carvalho, viognier, riesling itálico. Para pratos à base de peixes ou frutos do mar ou aves com molhos mais pesados (molho branco, mostarda), prefira brancos com mais corpo e carvalho, geralmente chardonnay, ou espumantes mais estruturados.

Os espumantes também vão bem tudo, são uma espécie de coringa da harmonização. Se você for escolher um tinto, opte por um que tenha pouquíssimo tanino como pinot noir, gamay ou sangiovese simples. O mais importante, no entanto, é curtir o seu jantar ou a comidinha da praia e sentir prazer ao degustar o vinho junto com a comida. Sem muitas regras.

  • Patrícia Lima, especial para o site MK

Leia também!
Vinho azul é leve, frutado e uma delícia de beber gelado. Será que a moda pega?
Clube de Vinhos: vantagens e desvantagens de comprar pela internet. A gente testou e conta!

Compartilhar
mariana

mariana

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é sócia-diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • "Foi a melhor palestra que já assistimos". Tem coisas que o dinheiro não compra. Para todas as outras existe o testemunho da @tatilaschuk e do @betofabbrin de que ouvimos esta frase ao final da palestra na @uniritterdesignweek, né @mairafranz? ♥️🙏🏻🙌🏻 Gratas pela confiança @uniritter
  • É amanhã nossa palestra na @uniritterdesignweek! O tema: como construir uma marca com conteúdo, transparência e verdade. Obrigada pelo convite @uniritter! Dormindo cedo hoje, hein sócia @mairafranz 😜#implicandocomaloira #uniritter #uniritterdesignweek #9h #CampusdaFAPA
  • Kale Chips: folha de couve crespa, desidratada e temperada com pasta de castanha de caju, pimentão vermelho, suco de limão siciliano e pimenta caiena) 🌶Pensa numa coisa ardida e croc! #semfiltro #urbanfarmcy
  • Pipoca e altos papos ♥️#joãobenício #amordosdindos
  • Muito honrada com o convite da @uniritterdesignweek para ministrar a palestra "Conectando Marcas e Pessoas por meio de Conteúdo com Transparência e Verdade". É na próxima terça 17, às 9h, no Campus da FAPA que subo ao palco com a @mairafranz pra um papo sem fórmula mágica. Todos convidados!!! #uniritterdesignweek #uniritter
  • Então você foi a aluna eleita de hoje para posar no paredão anti-fashion. Motivo? Seu Crocs verde tartaruga 🐢🐢#yoga #sattvashala #aulaonoferiado