Casa Aveiro by Dolores: minha experiência no restaurante da família de Cristiano Ronaldo

Desde o anúncio de que Katia Aveiro e dona Dolores, irmã e mãe do jogador português Cristiano Ronaldo, haviam escolhido Gramado como local para a abertura de um restaurante de culinária portuguesa, me peguei numa espécie de frenesi gastronômico: “Preciso sentar à mesa deste lugar e precisa ser já”. Demorei exatamente um mês – o Casa Aveiro by Dolores foi inaugurado no dia 5 de julho na Avenida Borges de Medeiros, no centro de Gramado, e eu sentei à mesa em 5 de agosto. Não foi calculado.

Katia Aveiro, a irmã de CR7, é o nome por trás dos pratos do cardápio que trazem as receitas da mãe do craque, Dolores. Katia mora em Gramado, mas no dia em que lá estive encontrava-se em Portugal. Sim, perguntei por ela, pois gostaria de conhecê-la.

Chegamos na porta do restaurante em um domingo às 14h50min. Éramos duas pessoas. A primeira pergunta da hostess foi se tínhamos reserva.
– Não temos – respondi. – Só funciona com reserva? – perguntei.
– Sim – ela disse. – E estamos lotados.

Naquele momento, não havia lotação nenhuma. Duas grandes mesas na entrada estavam vazias, logo à nossa esquerda havia outra mesa vazia para duas pessoas e um pouco mais ao fundo, próximo à lareira central, mais duas mesas vazias, também para duas pessoas cada. Isso apenas na parte da frente do restaurante, onde nossos olhos eram capazes de alcançar.

– E essas mesas vazias? – quis saber o Chico, meu marido.
– Estão reservadas – a hostess respondeu.
– Ali atrás no cantinho tem uma mesa vazia para duas pessoas. Não podemos sentar ali? – eu insisti, apontando para uma das três mesas que comportavam duas pessoas.
– Aguardem só um minutinho – a hostess pediu.

Ficamos ali, em pé, na entrada do restaurante, esperando o veredito final. Em menos de dois minutos, ela estava de volta.
– Consegui uma mesinha para vocês. Pode ser aquela ali ao fundo? – ela apontou para uma das mesas que já havíamos visto.
– Claro, está ótimo – respondi.

aveiro_chaoENFIM, AQUI ADENTRAMOS
Azulejos logo na entrada do restaurante com o nome do estabelecimento

aveiro_ambienteUM DOS PRINCIPAIS RECANTOS DO RESTAURANTE
Caricatura da família do craque reunida em azulejos portugueses pintados a mão

aveiro_azulejosCLOSE NA PINTURA PRINCIPAL DO CASA AVEIRO BY DOLORES

aveiro-paredesVÁRIOS QUADROS COM CARICATURAS DE CR7 FAZEM PARTE DA DECORAÇÃO

Antes de continuar esta resenha sobre minha experiência no Casa Aveiro by Dolores, gostaria de abrir um parêntese sobre essa história de restaurantes e reservas. Nada contra restaurantes aceitarem reservas. Justíssimo com o estabelecimento e justíssimo com quem deseja se programar para almoçar ou jantar. Apenas acho que deveria haver uma porcentagem de mesas para reserva e outra para esperar pessoas que, como eu, estão passeando em uma cidade turística e gostariam de ter o prazer de almoçar em um lugar com o qual simpatizaram.

Acho o fim da picada e o cúmulo da falta de educação os clientes que fazem reserva, desistem do programa e não dão satisfação ao restaurante. É apenas um telefonema ou uma mensagem, nada mais do que isso. Por essas e outras, defendo estabelecimentos que derrubam a reserva  ao menor atraso de 10 minutos. Vai chegar atrasado? Liga e avisa: “Oi, estou um pouco atrasado, mas chego em seguida”. Não tira pedaço e a boa educação agradece. (E isso vale para salão de beleza, consultório médico…).

Para fechar o parêntese, tão feio quanto este descaso do cliente em não dar satisfação é aquele restaurante repleto de mesas vazias que manda a gente embora porque está “lotado” – de reservas, no caso. Não me interpretem mal: não estou aqui afirmando que o Casa Aveiro by Dolores é adepto desta prática. Estou dizendo apenas que esta é uma prática muito corriqueira – e falo isso por experiência própria.

Muitas, mas muitas vezes quis entrar em um restaurante vazio e, num primeiro momento, fui impedida pelo hostess em função das tais reservas. Mas daí é aquela coisa: “Veja bem, somos só duas pessoas, a gente senta naquela mesinha ali…”. Quando dá certo e nos aceitam, passamos duas, três horas no restaurante e muitas daquelas mesas seguem vazias. Conclusão: ou não havia reserva nenhuma ou os clientes realmente são um bando de mal educados que mudam a programação e não avisam. Não tem como saber.

Por outro lado, quando telefono para fazer reserva, muitas vezes ouço o discurso “estamos lotados, mas posso ficar com seu telefone”. Então, deixo meu telefone e, em menos de meia hora, recebo a ligação comunicando que “olha, veja só como a senhora tem sorte! Tivemos uma desistência e vamos fazer a sua reserva”. Será que teve desistência mesmo ou aquela reserva nunca existiu? Não tem como saber.

Fechado o parêntese, volto à minha experiência no Casa Aveiro by Dolores.

aveiro_lareiraVISÃO LOGO DA ENTRADA
Esta comprida lareira de pedra com coifa central serve de balcão de espera em que é possível degustar alguns drinques, como o Mojito de vinho verde, ou um dos vários rótulos da adega

O restaurante é uma parceria da família de Cristiano Ronaldo com a Gramado Parks e a Chocolate Lugano. Tem capacidade para 200 pessoas e o horário de funcionamento é diário, das 11h30min à meia-noite. O cardápio foi desenvolvido por Dolores e Kátia, com a consultoria do chef Eduardo Natalício, super experiente e por trás de várias estabelecimentos no RS.

aveiroEXPECTATIVA MASTER

Minha ideia era experimentar o prato preferido do Cristiano Ronaldo, o Bacalhau à Brás. Chico também queria o mesmo. Os pratos são individuais e achamos que era mais sensato pedir dois pratos diferentes e dividirmos para experimentar mais de uma opção do cardápio. Escolhemos Salada de Bacalhau e Bacalhau à CR7 (à Bras).

aveiro_cardapio_bacalhaucr7NOSSA ESCOLHA DE PRATO PRINCIPAL PARA DIVIDIR E O PREÇO: R$ 104,90
No cardápio, ele está sinalizado como o prato preferido do CR7

aveiro_cardapio_entradaPEDIMOS PASTEL DE BACALHAU DE ENTRADA
Mais conhecido aqui no Brasil como bolinho de bacalhau. Cada bolinho custa R$ 10,90 e esta imagem eu salvei do Stories que fiz enquanto almoçava (falar em Stories, deixo o convite para me seguir @MARI_KALIL)

aveiro_bolinhobacalhauPASTEL OU BOLINHO DE BACALHAU AGORA NA MESA
Gostou, Mari? Gostei, mas esperava bem mais no sabor e no tamanho, sobretudo pelo preço. Esta entrada custou R$ 21,80. Não acho que vale, nem pelo sabor, nem pelo tamanho e nem pelo tempo de espera: meia hora.

aveiro_saladabacalhauSALADA DE BACALHAU QUE ESCOLHEMOS PARA DIVIDIR
Gostou, Mari? Gostei, achei bem saborosa. Mas novamente não acho que vale quanto custa: R$ 64. Uma observação: eu estou muito longe de ser aquela pessoa que aprecia quantidade, pelo contrário. Não tenho o hábito de comer muito e acho elegantíssimas as porções da culinária francesa. Porém, nem 8 nem 80. Uma pessoa, por exemplo, que resolve pedir como prato principal apenas esta salada de bacalhau (e eu sou dessas clientes que, muitas vezes, opta por escolher salada) está sujeita a sair com fome do restaurante.

aveiro_bacalhauBACALHAU À CR7, A ESTRELA-MÓR DO CARDÁPIO
Dividimos esta porção individual. Gostou, Mari? Gostei, achei bem saboroso, sobretudo junto com a salada de bacalhau. Mas não posso dizer “meu Deus do céu, que prato divino!”, longe disso. Mas incentivo a experimentar, se o destino, o tempo e o bolso permitirem, claro.

Pensamos em pedir sobremesa, mas o serviço foi bem demorado e, como tínhamos outro compromisso, achamos melhor não pagar pra ver.

aveiro_cardapio_sobremesasO CARDÁPIO DE SOBREMESAS QUE NÃO PAGAMOS PRA VER

aveiro_pastel-de-belem-com-sorvetePASTEL DE BELÉM COM SORVETE
Esta foto eu salvei da página oficial do Casa Aveiro para vocês terem uma ideia de uma das sobremesas (a que eu pediria, no caso)

aveiro_contaO QUE COMEMOS E BEBEMOS E QUANTO PAGAMOS
R$ 357, o equivalente a US$ 100

O que tu achou, Mari?
Eu nunca vou a um restaurante ou bar apenas pela comida ou bebida. Eu vou pela experiência. Eu queria viver a experiência de almoçar no tão falado Casa Aveiro by Dolores, eu queria provar a famosa receita de bacalhau predileta do Cristiano Ronaldo, eu queria entender o tempero de Dona Dolores e estava disposta a pagar por isso. Mas esperava mais. Não muuuuito mais, mas um pouco mais.

Um pouco mais de melhor atendimento (a Yasmim, nossa garçonete, foi um amor, solícita, simpática, impecável. Não estou falando deste atendimento, mas da dinâmica do restaurante como um todo que leva meia hora para servir dois bolinhos de bacalhau).

Também não gostei da recepção que tivemos com a história de casa lotada que não estava lotada e não ficou lotada, visto que saímos de lá às 17h (duas horas depois) e várias mesas continuavam vazias. Sobre a comida, já comentei nas imagens.

Esta foto abaixo é uma gráfico do site Trip Advisor com 49 avaliações de pessoas que, como eu, experimentaram sentar à mesa do Casa Aveiro by Dolores. Se eu fosse dar a minha nota, seria “Bom”. Como “Bom” não existe no gráfico do site, fico com “Razoável”.

aveiro_trip-advisor

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

7 Comentários
  1. Fiz a reserva para ir ao restaurante pelo site. No ato da reserva on line, é cobrado 25 reais por pessoa no cartão de crédito. Esse valor depois reverte nos pratos, é feito o abatimento. Acho que ajuda a evitar que se faça a reserva e na hora não apareça, deixando outros clientes na mão. 🙂

  2. Fui ao restaurante este final se semana e também não me surpreendi com o sabor dos pratos… O atendimento, porém, estava ótimo, apesar de ser sábado à noite e estar lotado.

  3. Muito obrigada, Mari, pelos comentários sinceros! Rezo para que os Administradores do Restaurante em questão o leiam, assim como o máximo possível de outros “administradores” de restaurantes mal organizados e que continuam se achando. Show!

  4. Mari, concordo em tudo! Não acho elegante esta historia de reserva e não acho educado você reservar e não comparecer a restaurante ou qq outro lugar. Não achei q valeu a pena pelo valor pago no final apesar de não ir somente pela comida. Não sou de comer muito também. Muito sincera a reportagem. É isso! Assim q tem q ser.

  5. Também estive no Casa Aveiro e comi como prato principal o predileto do Ronaldo. Estava bom, porém não surpreendeu. Escolhi a sobremesa de pastel de nata com sorvete e achei boa. Destaco o atendimento muito cordial, estávamos com dois bebês com carrinhos e foram muito solícitos em nos acomodar em local apropriado. O ambiente é bonito, agradável e a carta de vinhos tem boas opções de qualidade e de valores. De modo geral acho que os preços são semelhantes aos demais restaurantes à la carte da cidade. Considero como mais interessante ter opções de comida portuguesa em Gramado, o que não é usual.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • O melhor pai que esses peludinhos poderiam ter 🐶♥️🐶
  • Feliz Dia dos Pais ♥️ Faltou tu @luciakalil
  • #blackisbeautiful 🖤 #porai #bandmulher #transformaçãododia #twentyfoursevenpoa
  • Quem sabe ainda sou esta garotinha. Porto Alegre, 1979 #tbt
  • Muito prazer, Half-Tuck! Sou o estilo do momento de usar camisas e a Mari já sabia disso há 20 anos. É antenada essa guria, vai dizer?👌🏻🤣 Detalhes no blog e no Stories! #amigamari #camisa #halftuck #tendencia2018
  • Porque nem só de combinados é feito o meu @daimu_poa querido, mas desta sobremesa de cheesecake, trufada e sorvete 👌🏻♥️🙏🏻 #daimu #melhorjaponêsdepoa #docevida