Estranha no ninho da moda

Eu gosto de moda, gosto de história da moda, gosto do lifestyle que acaba inspirando muitas tendências de moda. Gosto de perceber as mudanças no comportamento humano que vão influenciando novas propostas de moda. Mas me incomodo muito, muito mesmo com todo o circo que gira em torno da moda, com a falta de educação e respeito de fashionistas, com a inversão de valores, com a gritaria, a montaria, a histeria e o frenesi.

mulher tontaANDO PRECISANDO DESABAFAR

mulher-doidissima1AS SEMANAS DE MODA LOGO VÃO COMEÇAR

Faz 15 anos que cubro semanas de moda e sempre me sinto uma estranha no ninho. Eu não acho legal fazer cara de nojo só porque é editora de moda, eu não acho legal usar óculos escuros porque a luz da sala de desfiles “machuca” os olhos, eu não acho legal estar sempre com pressa e esquecer da gentileza, eu não acho legal colocar pluma na cabeça só porque vai a um evento de moda, eu não acho legal explicar a inspiração de uma coleção com termos que ninguém entende, eu não acho legal fotografar look do dia, eu não acho legal endeusar blogueira que só sabe fotografar look do dia, eu não acho legal dizer que a bolsa de 20 mil reais é “A” bolsa da estação e quem não tiver “A” bolsa não está com nada, eu não acho legal ficar ouvindo que todo mundo é fofo e feliz e está sempre indo ou voltando de Saint Tropez, eu não acho legal fazer cara de nojo para quem faz menos de uma viagem internacional por mês, eu não acho legal ficar repetindo que a maratona de moda cansa a beleza….

mulher-hysteria2EU NÃO ACHO NADA DISSO LEGAL

bento1ELA SEMPRE VOLTA BEM ABALADA

Parece exagero do Bento, mas preciso concordar com o animal. Eu sempre volto bem abalada das temporadas de moda. Porque custo a acreditar que todas aquelas pessoas que não conseguem falar uma frase sem usar expressões como “bapho!”, “phina!”, “alôca!” acreditem realmente que são seres superiores.

woman-yelling-istock-de23FALA SOBRE A PRIMEIRA FILA, MARIANA!

mulher-com-vergonhaA MALDITA PRIMEIRA FILA

Não tente arranjar lugar na primeira fila. Elas existem para os alguéns. No mundo da moda, é simples assim: quem não é alguém não é ninguém, e um ninguém é capaz das maiores baixarias para ser considerado alguém. O mundo da moda quer saber o que os alguéns sentados na primeira fila pensam de toda e qualquer coisa: da moda, do Mensalão, da situação do Oriente Médio. Entrevistados não ouvem as perguntas dos entrevistadores, que também não se importam em ouvir as respostas.

woman-question21PRA QUÊ, NÉ?!

Nesses momentos de estranha no ninho no universo fashion, me identifico demais com a escritora Danuza Leão.

danuzaMUITO PRAZER, DANUZA LEÃO

A primeira pergunta de Danuza foi durante muito tempo também a minha primeira pergunta: “Como é que se vai vestida a uma Fashion Week? Toda de preta e oclão? Nem pensar. Modete? Nããooo! Bolsona? Nãããão!!! Mas, afinal, o que é que está se usando agora? Não sei, ninguém sabe. Então, como ir vestida? De nada.”

happy-woman-fotolia12331389subscriptionxxl-300x257GRANDE DANUZA!

Resumindo: para ser uma estranha no ninho nas semanas de moda basta ser uma pessoa normal. Explica-se sobre pessoas normais: quem não sabe fazer uma trança espinha de peixe sozinha na frente do espelho, quem não sabe combinar poás + xadrez + animal print + batom pink + sombra azul + máxicolar + óculos nerd – tudo ao mesmo tempo e agora.

olivia10OU SEJA, TODAS NÓS

Compartilhar
Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.