Etiqueta da bolsa: AMIGA MARI diz onde colocar o acessório quando sentar à mesa

Há uma dúvida que acompanha as mulheres e, por mais que se esclareça o assunto, sempre fica alguma questão pendente: o que fazer com a bolsa durante um jantar informal, com amigas ou namorado, e em situações mais formais, como festas de formatura e casamento. Antes de tudo, é preciso saber que o modelo da bolsa depende da ocasião.

Bolsa grande em almoços e jantares
Digamos que você saiu para jantar com uma amiga direto do trabalho, não teve tempo de passar em casa e está com aquela sua bolsa enorme que cabe a vida dentro. Ou que tem na agenda um almoço de negócios, você saiu direto do trabalho e a bolsa tampouco é das menores. O que fazer com ela ao sentar à mesa? Peça ao garçom uma cadeira extra e coloque-a perto de você. Não pendure no encosto da cadeira, pois você pode atrapalhar a circulação dos funcionários, além de incomodar-se com gente passando e esbarrando no acessório.

Há estabelecimentos que oferecem suportes para bolsas. Eu costumo carregar o meu, que é um modelo portátil. É pequeno, prático e basta encaixá-lo na mesa. Indico este investimento.

suporte1EXISTEM SUPORTES DAS MAIS VARIADAS CORES E MODELOS
Sempre bom lembrar que não é indicado o uso de bolsas grandes em jantares e eventos, mas a gente sabe que a vida anda corrida e muitas vezes o ideal não é possível de ser cumprido. Portanto, deixo esta dica que funciona muito pra mim.

Carteira e clutch em dias e noites de festa
Casamentos, formaturas e outros eventos sociais exigem bolsas pequenas, como carteiras e clutches – e elas devem ser levadas na mão, com o braço estendido. Caso o seu modelo tenha alças ou correntes, ignore. Coloque para dentro do acessório ou segure junto com ele. Jamais pendure no braço ou no ombro.

bolsaCOM O BRAÇO ESTICADO SEMPRE
Se o modelo permitir, segure sempre pela parte de cima

bolsa4CASO TENHA UM FORMATO ESTRUTURADO, VOCÊ PODE SEGURAR POR BAIXO

bolsa5HÁ MODELOS QUE JÁ VÊM COM UMA ESPÉCIE DE EMPUNHADURA PARA ENGANCHAR OS DEDOS

Bolsa em cima da mesa pode?
Nunca, jamais coloque a bolsa (por menor que seja) sobre a mesa. Além de ser falta de respeito, também é falta de higiene. A clutch ou carteira deve permanecer no colo enquanto você estiver sentada. Ao levantar, deixe sobre o assento da cadeira.

Ah, e lembre-se sempre: o homem pode carregar o seu casaco. A bolsa deve permanecer com você sempre!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

4 Comentários

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Edifício Império, Porto Alegre. 
Verão de 1978. Mami, Ota e eu. 
#tbt
  • Blazer sem ser caretinha?! Temos Amiga Mari mostrando no Stories! #vemver ❤️
  • Liga na @radiobandnewsfm que estamos ao vivo no @bnhappyhour pra comemorar os 14 anos da Band News POA com @icothomaz e @fzaffari no @360gastrobar 🥂 #happybirthday #happyhour #bandnewsfm
  • A gente se diverte e nos minutos que sobram a gente se embeleza, né @thaylacollingmicropigmentadora 👌🏻#coisasdethayla #bandmulherrs #makedodia #goodhairday
  • Pise na grama! 🍃🐾☀️🐶
  • Toda semana acontece a mesma coisa. Lá por quarta ou quinta-feira, começo a planejar com detalhes a agenda de sábado. Eu amo sábado. Sábado é dia de fazer tudo aquilo que não deu tempo durante a semana. Sábado é dia de não acordar tão cedo, mas também é dia de arranjar tempo para tudo. É dia de ir ao salão, de fazer a mão, alguma hidratação no cabelo. É dia de ir à floricultura, na feirinha de orgânicos da Redenção, de pegar um sol, de ler os jornais sem pressa, de tomar chimarrão… É dia de almoçar tarde, mas para almoçar tarde é preciso tomar café cedo. E como sábado é dia de dormir até um pouco mais, o negócio é pular o café tradicional para almoçar na casa da mãe, ou da sogra, ou ir até o Gambrinus comer um linguado grelhado com caipirinha de limão. Todo sábado de manhã é a mesma coisa: eu me pego estaqueada no meio da sala sem saber pra que lado eu vou. 
Bentolino também.
Feliz sábado de sol pra nós! 🌞❤️🐶