“Everything Sucks” é a série sucesso da Netflix pra quem sente saudade dos anos 1990

Se você tem saudade dos anos 1990, um tempo sem smartphones, ou se você nem imagina como é sobreviver sem esse inseparável aparato tecnológico, considere a dica para começar a assistir Everything Sucks, série que estreou em fevereiro na Netflix é uma das mais festejadas do momento.

A trama dividida em 10 episódios se passa exatamente no ano de 1996 e apresenta a realidade dos estudantes de teatro e vídeo na cidade de Boring, Oregon. Apesar da tecnologia insuficiente da época (a internet era discada), o que se propõe o roteiro é mostrar que a vida daquela época não é assim tão distinta da que os adolescentes vivem nos dias de hoje. A aposta na nostalgia pelos anos 1990 e na experiência quase universal da adolescência é a grande sacada de Everything Sucks.

esucks

Como bem publicou a revista i-D, a série pode parecer meio simplória em um primeiro momento, mas o desenrolar da história traz questões mais complexas, como a descoberta da sexualidade, rejeição e problemas familiares. “Um dos maiores trunfos de Everything Sucks! é escalar adolescentes – e não jovens adultos claramente muito mais velhos do que os personagens – para interpretar os papéis principais”, diz reportagem da i-D.

esucks1

–  Você vê na série adolescentes sendo vulneráveis de um jeito não fabricado, e não a ideia de um adulto do que é ser adolescente – pondera Jahi Di’Allo Winston, o ator que interpreta Luke, um dos personagens principais.

Dá um Play no teaser!

 

Compartilhar
Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Mais uma etapa vencida; mais três corações explodindo de felicidade de voltar pra casa. Em frente. 👊🏻 #bepositive
  • Uma ideia criativa de servir pão (vou imitar) y otras delícias do Bell Café: couve-flor, kebab e húmus (sempre ele!). #telavivfood 😋
  • Se você não vem comigo, nada disso tem valor. De que vale o paraíso sem amor? Se você não vem comigo, tudo isso vai ficar. No horizonte esperando por nós dois.
  • Meu maior e mais soberano amor. ❤️
  • Juntos somos mais fortes. 💪🏻❤️🙏🏻
  • “Minha amiga Mariana Kalil está com câncer. Não é novidade, ela conta tudo a respeito nas redes sociais, e com pormenores, mas eu a acompanho mais de perto, nós conversamos sempre, estamos em permanente contato. Por dois motivos: por gostar muito da Mariana e para tentar ajudá-la com minha experiência no assunto. Mariana, agora, felizmente superou uma das etapas mais dolorosas desse processo de enfrentamento do chamado “imperador de todos os males”. É a fase das más surpresas, quando você recebe uma notícia tão ruim, que parece inverossímil. O homem é o único animal que sente medo do futuro desconhecido, algo terrível. Mas, ante o perigo real, ante o presente concretamente ameaçador, a mente protege o ser humano lançando-o para fora de si mesmo. É como se a dor não fosse dele.” Linda coluna, @david.coimbra2018 . 
Que nossa experiência sirva sempre pra ajudar mais e mais pessoas a compreender nossa complexidade, mas também toda a nossa força, coragem e determinação de ir em frente. Obrigada, amigo querido. ❤️🙏🏻