AMIGA MARI: aprenda a usar as botas da estação e a combinar com a meia calça

Quando se fala em moda no outono e inverno, uma das primeiras coisas que vêm na cabeça são as botas (se não a primeira!). Realmente, elas têm muito estilo e um dos maiores símbolos da estação fria. Alguns modelos chegam a ser atemporais, e a diversidade é enorme – da mais descolada até a mais clássica. Selecionei os principais modelos deste outono inverno 2018 e mostro como usar.

Vem espiar e encontrar seu par!

bota-overBOTAS OVER THE KNEE
Tiveram bastante espaço na temporada passada, porém continuam sendo umas das favoritas. Agora repaginadas e adaptadas às novas tendências, aparecem em versões de veludo e também no estilo “bota meia”. Mas atenção, mulheres mais baixas devem fugir dessas botas pois elas encurtam o corpo, o que cria a impressão de uma estatura menor ainda. Ficam lindas com saias, shorts e jeans skinny. Se quiser usar com meia calça, prefira preta de fios mais fino.

ESTE É UM MODELO DE BOTA MEIA OVER THE KNEE

bota-veludoBOTAS DE VELUDO
A tendência do veludo não se restringe às botas over the knees, e seja de cano longo, médio ou até curto, virou um item fashionista queridíssimo. Combiná-la parece ser difícil, mas não é. Vai super bem com aquela calça jeans básica e até com uma descolada saia midi – lisa, de preferência, pois o veludo, por si só, já chama bastante atenção e deve ser o protagonista do look.

bota-brancaBOTA BRANCA
As botas brancas voltaram diretamente dos anos 80, mas bem distantes daquele look Paquita. Apesar de parecer uma peça difícil de combinar, essas botas são extremamente versáteis, por isso podem ser usadas com muitas peças. Você apostar sem medo no clássico jeans, vestidos e roupas estampadas. Se quiser usar com saia ou vestido, jamais combine com meia calça branca. Prefira modelos de fio mais grosso e preta.

Pra mergulhar no universo bota branca, não perca este post!
+ MODA: Bota branca é o novo preto. Amiga Mari ensina como usar a estrela da temporada

Botas de cano baixo (ou curto)
As botas de cano baixo são versáteis e conseguem ser incorporadas nos mais diversos looks e estilos, do mais básico ao mais ousado. A forma mais clássica de combiná-la é com calça jeans, indo do mais casual até o mais despojado. Você também pode usar calças de couro e modelos destroyed. Seja com salto um pouco mais alto ou baixo, elas são coringas no guarda roupa.

botas-cano-curtoCANO CURTO + JEANS: A COMBINAÇÃO CLÁSSICA E CONFORTÁVEL DO FRIO

As saias também são facilmente combinadas com esse tipo de bota. Desde a mais curta, rodada, passando pela midi, até a longa. O interessante é que cada estilo de mulher pede um tipo de saia (e você certamente saberá qual é o seu!), mas o modelo da bota continua o mesmo. Ela não fica restrita à essas peças, você pode muito bem combinar com shorts mais despojados e até vestidos.

bota_4CANO CURTO + SAIA: INDEPENDENTEMENTE DO MODELO, COMBINA COM TODAS

bota-vermelhaBOTA VERMELHA
A grande estrela da estação está por tudo, em todas as nuances de vermelho e todos os modelos, do cano curto à over the knee. Em um recente post, mostrei como usar a tendência. Se interessar, basta clicar: BOTA VERMELHA PARA PRINCIPIANTES: AMIGA MARI FAZ UM GUIA PARA APRENDER A USAR

Cano médio
As botas de cano médio são aquelas que vão da canela até a panturrilha. Independente do material, tipo e tamanho do salto, são peças capazes de deixar qualquer look super estiloso. Eu acho linda a combinação desse modelo de bota com a calça pantacourt.

cano-medioCANO MÉDIO: SUPER FEMININA COM SAIA, PANTACOURT E SKINNY

Você pode apostar também nas Mom Jeans, o jeans com modelagem mais larga, destroyed ou não, ou nas clássicas skinnys. As saias midis são ótimas opções para montar um look bem bacana. Aliás, este modelo de bota fica lindo com todos os tipos e comprimentos de saias.

Cano Alto
As botas de cano alto são em sua maioria de montaria, e há algum tempo as mulheres incorporaram essa peça nos looks de inverno. Elas também são versáteis e podem compor um look desde o mais casual até o mais romântico se combinada com um vestido.

montariaMONTARIA: ADORADAS NO SUL DO PAÍS, FICAM PERFEITAS COM JEANS JUSTINHO

botas-montariaTAMBÉM FICAM SUPER ESTILOSAS COM CASACÕES, MAXI TRICOS E POLAINAS

Selecionei uma galeria de fotos de botas usadas com meia calça, já que esta também é ótima pedida a meia estação. Vem espiar (e me segue no Insta: @MARI_KALIL)

bota1
PREFIRA SEMPRE MEIA CALÇA PRETA PARA COMBINAR COM A BOTA PRETA. AJUDA A ALONGAR A SILHUETA
bota3
MEIA CALÇA PRETA DE FIO BEM ESCURO FICA LINDA COM VESTIDO DELICADO E BOTA E JAQUETA PESADAS. FAZEM O CONTRAPONTO
bota4
SE A SUA BOTA FOR CINZA OU MARROM, SAIBA QUE PODE USAR COM MEIA CALÇA PRETA. TONS NEUTROS COMBINAM ENTRE SI
bota5
SE QUISER MANTER HARMONIA NA SILHUETA E NÃO “CORTAR” A PERNA, INVISTA EM CORES DE MEIA CALÇA SEMELHANTES À COR DAS BOTAS

 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

8 Comentários
  1. Faltou a Ugg! No Sul é a nossa salvação no invernão! Aqui sem chance usar bota com calça dobradinha kkk aqui inverno é inverno, com geada, neve, chuva hahhha
    É Ugg e montaria todo santo dia! Beijos, adoro teus posts!

  2. Oi Mariana
    Tenho 1,62cm e aa pernas um pouco menores que o tronco, apesar de ser magrinha e mais logelinea. Posso usar as acima do joelho???

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Bento envelheceu. Não foi do dia para a noite. Trata-se de um envelhecimento gradativo. Uma enfermidade aqui, uma coisinha crônica acolá – e há uns bons cinco anos vamos levando esses percalços da velhice com acompanhamento veterinário, exames de rotina, troca de medicações, mas sobretudo, com amor, cuidado, amizade, lealdade e fé. Neste último ano, mais precisamente nos últimos meses, Bento deixou de ser um cachorrinho vivaz, de olhos espertos e comportamento ágil para se transformar em um senhor de seus lá 95 anos (equivalente à idade humana) que requer uma série de cuidados e a minha presença e atenção 24 horas por dia. O diagnóstico complicou, como costumam complicar os diagnósticos à medida que a idade avança, e através do olhar do Bento eu enxergo diariamente o reflexo da finitude da vida. Não pode existir sofrimento maior para um dono de cachorro do que essa despedida diária. A cada dia, menos um dia. A cada dia, também uma surpresa. Um dia feliz, caminhando melhor, disposto, com apetite e sorrisos. No dia seguinte, sono, muito sono, xixi nas calças, olhar distante, cabecinha para o lado e alheio ao mundo ao redor. Um dia vivaz; noutro, senil. Deveria ser proibido pela natureza vivermos tal experiência. Bento significa para mim muito mais do que um dos meus grandes melhores amigos.
É meu companheiro de jornada por uma vida de altos e baixos, cheia de mudanças e reinvenções – e da qual foi testemunha ocular e grande conselheiro. Nos conhecemos quando ele tinha 30 dias de vida e desde então cruzamos oceanos até. O que eu quero que ele saiba – e o que eu sei que ele sabe – é que estarei sempre aqui. E hoje estamos aqui. E assim seguiremos juntos. Com sorrisos e mãos dadas. Até o fim. Porque a única certeza que temos é a de que o fim chega para todos nós. E com ele um novo renascer.🐶♥️🙏🏻 #bento #xerife #18anos #companheirodejornada
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?
  • Abdominal, substantivo masculino. Preguiça, substantivo feminino. #chico #gorda
  • Observe os seus pensamentos, eles se transformam em palavras. Observe suas palavras, elas se transformam em ações. Observe suas ações, elas viram seus hábitos. Observe seus hábitos, pois eles se transformam em seu caráter. Observe seu caráter, pois ele se torna o seu destino. 🙌🏻♥️🙏🏻 Lao Tzu, filósofo e escritor da Antiga China, fundador do taoismo filosófico e religioso.
  • “Nunca estou mais acompanhado do que quando estou sozinho.” Carlos Drummond de Andrade. 🙌🏻