Hamburguerias de babar meu paladar e calorias que não vêm ao caso

Comerei um suculento e saboroso hambúrguer dentro de 48 horas. Está decidido. Tenho direito a duas refeições livres na semana, dentro daquele meu programa de reeducação alimentar que já me tirou três quilos do corpo e mandou para o espaço 5% de gordura. Não é sensacional? Ficou interessada no milagre? Não há milagre, darling. Isso aqui não é blog de blogueira fitness. O que há aqui é vida real: persistência, fé e, claro, alguns momentos de desespero.

mulher-doidissima5-594x4994FAZ PARTE

Mas como dizia, e hoje não vou perder o foco porque o tempo está curto e o Xerife tem fisioterapia marcada, vou comer hambúrguer dentro de 48 horas. Há muuuitas hamburguerias em Porto Alegre. Algumas eu conheço; outras ainda não tive oportunidade. Algumas me ganharam mais pelo ambiente; outras, pelo hambúrguer em si.

bento1124EU AMO O LE GRAND BURGER

Bento nos fez companhia, há um tempinho, ao Le Grand Burger. Contei no post Le Grand Burger para ser feliz. Tenho que admitir que o animal tem bom gosto. Os pratos do Le Grand Burger são simplesmente sensacionais. Não por acaso, a hamburgueria vive lotada. Sabe quando o sabor mexe com todas as papilas gustativas e transmite a gente para um universos de dopaminas e serotoninas em transe? É mais ou menos isso que acontece já na primeira mordida.

Olha!

burger1OOOOOOOOOOOOOOHHHHHHHHH!!!!
Não me peçam para descrever este sabor. É indescritível!!

Ficou a fim? Minha dica, então (sobretudo no fim de semana): organize-se para chegar cedo, ou faça reserva, ou leve um casaco bem quente para ficar de pé na calçada esperando para sentar. A coisa é movimentada. Já perdi as contas de quantas vezes cheguei lá na frente e tive que bater em retirada, lágrimas ao vento. A Le Grand Burger (Marquês do Pombal, 191, tel. 3395-1520) funciona de segunda à sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h30min. Aos sábados, das 12h às 16h e das 19h às 23h. Domingo não abre.

Uma galeria de alguns sabores do cardápio só pra provocar um pouco!

Outra hamburgueria que provei e aprovei é a The Chefs, aberta há pouco tempo ali onde era o tradicional Sanduíche Voador, na Praça Maurício Cardoso, 23. O local é super simpático, tem mesinhas na rua, dá para levar cachorro. Sempre passamos por ali e tem várias pessoas comendo com seus pets.

bento1124ELA NUNCA ME LEVOU

Pois é, a vez que fomos, estávamos Chico, eu e Marina, minha sobrinha querida de 6 anos,  que pediu apenas “pão e carne” no hambúrguer dela.
– Mas nem um molho, Marina? – insisti.
– Não gosto. Só pão e carninha – ela respondeu.
– Santo desperdício…. – falei baixinho.
– Ela é criança! – disse o Chico.
Pois até mesmo só o pão com carninha da Marina estava divino.

+MARI KALIL: Vinho combina com hambúrguer, sim senhora! A Haus Burger que o diga!

O hambúrguer do The Chefs é sem frescura, mas de qualidade maravilhosa. A carne é 100% proveniente de raças britânicas (Angus & Hereford), moída diariamente na casa. Inspirado no Brioche, o pão é artesanal e sai fresquinho da cozinha todas as manhãs. O queijo colonial, de produtor local do interior da Serra Gaúcha, se destaca pela textura amanteigada e pelo sabor suave. E o Ketchup é caseiro, receita testada e aprovada pelos chefs da hamburgueria.

Olha!

hamburguer_menuOOOOOOOOOOOOHHHHHHHHHHHH!!!!
Este é o Básico, com pão caseiro, 180 gramas de carne, queijo colonial e molho da casa!

Da série, Mariana quer atiçar o paladar de suas leitoras para garantir companhia nas calorias dentro das próximas 48 horas, mais uma galeria provocativa com as delícias da The Chefs!

 

michel-telo-jato(1)AH, SE EU TE PEGO, GALERIA…

bento1124AH, EU TE MATO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Festa junina na escola. 😂😂😂 #bento #xerifecaipira #matusa #18years
  • Volta pra casa ao amanhecer. 🙌🏻✨ #ontheroad #goodvibes #mondayiscoming #bomdia
  • Repórter Gorducha sem filtro. 🐶❤️ #sunday #fimdeferiado #fazendatapera
  • Bakasana (Crow Pose; Pose do Corvo) é uma postura de equilíbrio em que nos erguemos acima de nossas limitações percebidas. Assim como um passarinho que tem todas as ferramentas para o vôo, mas duvida da sua força e habilidade, Bakasana muitas vezes pode trazer dúvidas e medos. Aos poucos, porém, nós respiramos e começamos a confiar em nós mesmos. Quando cultivamos a força interior central, não temos de confiar apenas em nossas experiências periféricas para nos guiar. Podemos aprender a confiar em nossa voz interior, nossa intuição, em vez de olhar apenas para o que está disponível externamente. Bakasana é uma postura de yoga projetada para aprimorar a voz interior. Quando a praticamos, somos guiados a confiar em nosso espaço de força interna para que os obstáculos - muitas vezes, o braço e a força do pulso - tornem-se secundários. Assim, podemos voar para dentro do que há de mais profundo em nós. 🧘🏻‍♀️✨🙏🏻 #diainternacionaldoyoga #yoga #yogaposes #yogalife
  • Há entre nós algo melhor do que um amor: uma cumplicidade. @chico_sperotto 💕#loveu #fazendatapera #horamagica #semfiltro
  • Se não houver frutos, valeu a beleza das flores; se não houver flores, valeu a sombra das folhas; se não houver folhas, valeu a intenção da semente. ✍🏻Henfil. #camelia #fazendatapera