Deu branco! A mente não funciona, a ansiedade aumenta… É o caos!

Estou há pelo menos três dias em branco. Saí um pouco do blackout para comentar os vestidos do tapete vermelho da cerimônia do Oscar e voltei para o escuro total. Não consigo escrever. Paralisei. O pior não é isso: o pior é que deveria ter entregue ontem, segunda-feira, minha coluna para a revista Donna do próximo fim de semana. E quem disse que consegui? Passei o dia na frente do computador em um estado de confusão mental.

mulher-doidissima5SEM PARIR UMA LINHA!

Esbocei umas quatro colunas e não passei da metade. Mandei para a lixeira. O relógio marcava 9h da noite quando o Chico entrou no bunker-escritório perguntando se eu queria jantar. Sim, eu queria jantar, mas eu não conseguia sair da estaca zero.

Achei por bem levantar e ir jantar e pedir um milhão de desculpas pelo atraso na entrega. Não sou disso e não gosto disso. Mas foi algo maior do que eu. Simplesmente minha cabeça deu um tilt. Calculei que hoje  levantaria beeeem cedo e mais criativa. Levantei bem cedo, às 6h30min. Mas cadê a criatividade?

hysteria13CADÊ?

Não ter assunto, ser consumida por um branco criativo não é privilégio meu. Acontece nas melhores famílias. Só que dá um nervoso, uma ansiedade que só piora as coisas. Se eu consegui terminar a coluna? Sim, eu consegui. Há menos de cinco minutos. Mas ainda vou fazer um café para beber enquanto reviso, uma vez que estou em um tal estado de confusão mental que posso ter escrito as maiores bobagens e cometidos os maiores erros – como escrever uma grama no lugar de um grama, algo que adoooooro fazer!

imbecil-large-msg-1108329028-2111NÃO ENTRA NA CABEÇA

Isso tudo sem falar que eu achei que tivesse ficado boa da maldita otite. Após uma semana de sofrimento, o antibiótico surtiu efeito e pensei que fosse conseguir abandonar as cartelas de Tylenol, de Alivium, desses analgésicos todos. E o que aconteceu então?

mulher-arrancando-os-cabelosA DOR PASSOU PARA O OUVIDO DIREITO!

mulher-tontaDÁ PRA ACREDITAR?

Eu acho que sou o único ser humano do planeta cuja dor de ouvido migra de um ouvido para o outro. Dá para acreditar que terei que voltar ao otorrino? Agora tem uma agulha de tricô fincando meu tímpano direito. Pode isso, Arnaldo? Então, meu espírito hipocondríaco toma conta de mim – e eu começo a pensar que posso estar com algo mais grave além de uma outra otite em outro ouvido. Daí eu fico enfiando o dedo dentro do ouvido, escarafunchando lá dentro, vendo se sinto algo diferente. E a dor só piora, óbvio.

bento1123ELA NÃO ESTÁ BEM

mulher-com-vergonha1EU NÃO ESTOU BEM

Eu estou ansiosa e eu odeio ficar ansiosa – uma vez que a ansiedade não leva a lugar nenhum. Eu estou precisando levar mais a sério meus momentos de meditação, ioga e introspecção. Estou precisando me encerrar mais no meu quartinho e relaxar. Estou precisando aliviar a mente de leituras e notícias e acontecimentos e redes sociais e tudo isso que vai consumindo os neurônios da gente sem oferecer muito benefício em troca.

bento1124POR QUE TU NÃO FAZ UMA ENQUETE?

Como assim, menino?

bento1123PERGUNTA PARA A MARTHA O QUE ELA FAZ QUANDO DÁ BRANCO

manaPARA A CLAUDIA TAMBÉM

olivia101PARA A CINTIA TAMBÉM

thinking-woman_12-499x499SABE QUE É UMA BOA IDEIA?

Minhas amigas queridas Martha Medeiros, Claudia Tajes e Cíntia Moscovich, pelo amor de Deus! O que vocês fazem quando dá branco? Eu nunca pedi nada, só peço agora que me escrevam dizendo que vocês também sofrem de brancos e que eu sou uma pessoa normal, pode ser? Podem mentir também. Se vocês acharem que eu estou prestes a cortar meus pulsos com faca de serrinha, podem mentir que têm brancos e tal, inventem qualquer coisa. Mas digam para mim que vocês também sofrem brancos e esses brancos liberam um sentimento de aperto no peito que desencadeia uma crise de ansiedade.

scared-woman-679x4991ACONTECE ISSO, NÉ?

bento1123DIGAM QUE SIM, POR FAVOR

Enquanto vocês não me respondem e enquanto o doutor Lavinsky não descobre o que aconteceu no meu ouvido direito, resolvi dar uma pesquisada nos motivos de ter a mente assolada por brancos e por que esses brancos geram essa ansiedade no peito da gente. Foi então que encontrei uma entrevista bem interessante sobre o assunto com o doutor Cleanto Rogério Rego Fernandes, pesquisador em psicobiologia e especialista em memória da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

+ MARI KALIL: Body Talk, a incrível terapia alternativa baseada na escuta do corpo

Responde o doutor Cleanto à pergunta “por que acontece de dar branco às vezes?”:
– O bloqueio geralmente ocorre em situações estressoras. Nessas situações, as glândulas adrenais (que ficam logo acima dos rins) liberam o hormônio cortisol na corrente sanguínea. Esse hormônio irá promover alterações no funcionamento de várias partes do corpo, inclusive o cérebro. Isso afeta as funções cognitivas e, no caso da memória, prejudica a recordação. É natural que tenhamos dificuldade de lembrar algo quando estamos numa situação de estresse. Isso faz parte do repertório de alterações fisiológicas e cognitivas que apresentamos nessas situações, as quais incluem também taquicardia (coração acelerado), boca seca e sudorese (especialmente na palma das mãos).

screaming-woman11ESTOU ESTRESSADA

bento119QUE NOVIDADE

O “branco” costuma ter uma duração definida? Segundo o doutor Cleanto, sim. E pode demorar um pouco para passar. Diz ele:

– Na maioria dos casos, o bloqueio passa pouco tempo depois, mas, algumas vezes, a informação pode permanecer bloqueada por dias.

03-por-ai-mulher-gritando512ESTOU HÁ 24 HORAS EM BRANCO

Então, fui tentar buscar soluções, sei lá… Tomar mais café, comer uma panela de brigadeiro, deitar na rede, mexer na horta… O que eu poderia fazer de simples que me ajudasse a ter a sensação de que voltei a respirar e de que minha mente voltou a trabalhar sem sobrecarga? Não achei nada nesse sentido. Só achei reportagens sobre como os estudantes devem evitar o branco antes da prova, o que, graças a Deus, não é meu caso, já que nunca gostei de ser estudante e sempre odiei prova.

Sem solução nenhuma para o meu problema, à espera da ajuda das minhas três amigas e sem mais para o momento, resolvi que vou sair da frente deste computador para o qual só voltarei amanhã. Vou parar de olhar redes sociais, vou parar de postar, vou tirar o dia de folga da escrita, vocês me autorizam?

business-people-group-shoutingSIIIIIIIM, MARI!!

bento1123VAMOS?

Vamos aonde, menino?

bento1123PASSEAR

Como assim, passear?

bento1123TU NÃO TIROU O DIA DE FOLGA?

manaCOITADA

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

2 Comentários
  1. Mari, não te mata ainda! Comentei lá no FB. Mas, pelo que leio aqui, tens todos os caminhos das pedras. Relaxa. E bem melhor: lê. Ler relaxa e alimenta as idéias. Sabe associação de ideias? Pois então, a leitura promove foco e gera assunto, sabe assim? Loka pra saber se deu certo. Beijos!

Deixar uma resposta Cancelar Resposta

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Sobre amar e ser amada. ❤️
  • Ontem um menino que brincava me falou: hoje é semente do amanhã. Para não ter medo que este tempo vai passar; não se desespere e nem pare de sonhar. Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs. Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar. Fé na vida, fé no homem, fé no que virá. Nós podemos tudo, nós podemos mais. Vamos lá fazer o que será. #timetogohome #gonzaguinha
  • “Aqui, no entanto, nós não olhamos para trás por muito tempo. Nós continuamos seguindo em frente, abrindo novas portas e fazendo coisas novas. Porque somos curiosos - e a curiosidade continua nos conduzindo por novos caminhos. Siga em frente”. (Walt Disney)
  • Quem me conhece de toda uma vida sabe que palavrão é algo que não sai da minha boca de lady. Mas, né? Vamos combinar! 😂😂😂 #humor #bepositive
  • Baba, mami e meu bolinho de aniversário de 1 ano. Sempre com a certeza de ainda muitos e muitos outros de vida. ✨ Londres, 19/12/1973. #tbt❤️
  • Meu pai, meu norte, minha serenidade, minha calmaria, meu aconchego, meu alicerce, minha certeza, minha paz, minha alma. Meu baba, minha estrutura, minha vida. ❤️