Luxo não é mais comprar objetos caros, mas sensações e experiências únicas

Em 2017, a tendência no mercado do luxo é comprar experiências únicas. A mudança no comportamento do consumidor desse segmento é provocada, segundo o site Trend Watching, por fatores como a diminuição no turismo na Europa, a instabilidade provocada pela guerra e a migração no Oriente Médio e o enfraquecimento do crescimento econômico da China.

O fato é que o status, coração do luxo, que antes era medido pelo poder de compra de objetos e bens, passou a ser intangível. O consumidor premium quer mais do que adquirir coisas. Quer comprar sensações e experiências exclusivas. E as marcas de luxo, em consequência dessa mudança de comportamento, se adaptam ao movimento do mercado.

Marcas inteligentes vão perceber essa mudança de comportamento como oportunidades. Conheça cinco tendências são apontadas como potenciais tendências de consumo de luxo.

ddb9e7_2aefb09d9a7f4a7b937d289238738391mv2LOJA ITINERANTE DA FENDI: NA ESTRADA ENTRE ESTADOS UNIDOS E CANADÁ

1. Promover o desenvolvimento pessoal
Experiências únicas, intransferíveis, que possibilitem que a pessoa se destaque da multidão.

2. Segurança de dados
Marcas que investem na segurança dos dados de seus clientes exclusivos ganham a confiança e a preferência deste público.

3. Sustentabilidade
Marcas que agregam valor à venda de experiências e produtos porque buscam a sustentabilidade do planeta estarão à frente no mercado de luxo. Apostar no menor impacto de destruição do meio ambiente é valioso e desejável.

4. Luxo on demand
Aluguel de assento em jatinho, uber em supercarros e jantares exclusivíssimos em domicílio são exemplos de como o mercado de luxo se adaptou à necessidade de quem pode pagar muito para ter o que poucos têm acesso.

5. Flexibilização demográfica
Marcas de luxo começam a flexibilizar seus públicos. Um exemplo disso é da Fendi, que instalou uma loja itinerante num triciclo e percorreu pontos dos Estados Unidos e Canadá vendendo seus produtos.

Compartilhar
Luciane Bemfica

Luciane Bemfica

Luciane Bemfica é jornalista no mundo corporativo que foi escolhida pela profissão. Em 2015 decidiu fazer MBA em Negócios Digitais para arejar as ideias. Foi aí que descobriu sua paixão pelo branding pessoal. Fez cursos e criou um site para ensinar que o nome e a imagem são o patrimônio mais valioso de qualquer profissional - estagiário, tia do café, chefe, dono de empresa ou do seu próprio nariz. É a número três de quatro irmãs, e a dinda da Vic e da Manu.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Meu pai, meu norte, minha serenidade, minha calmaria, meu aconchego, meu alicerce, minha certeza, minha paz, minha alma. Meu baba, minha estrutura, minha vida. ❤️
  • À sombra dos Trompetes dos Anjos. #angelstrumpet #gettygarden #gettymuseum
  • Sob a luz do entardecer no Píer de Santa Monica, a confiança de que está tudo em seu devido lugar. ✨ #sunshine #vibration #california #bepositive
  • Foco, força, fé e meus dois anjos da guarda. #baba #mami #bepositive
  • No ventre de uma mãe, havia dois bebês. 
Um perguntou ao outro: “Você acredita em vida após o parto?" O outro respondeu: “É claro! Tem que haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que virá mais tarde. “Bobagem", disse o primeiro. “Que tipo de vida seria esta?". O segundo disse: “Eu não sei, mas haverá mais luz do que aqui. Talvez nós poderemos andar com as nossas próprias pernas e comer com nossas bocas. Talvez teremos outros sentidos que não podemos entender agora." O primeiro retrucou: “Isto é um absurdo. O cordão umbilical nos fornece nutrição e tudo o mais de que precisamos. O cordão umbilical é muito curto. A vida após o parto está fora de cogitação." O segundo insistiu: “Bem, eu acho que há alguma coisa e talvez seja diferente do que é aqui. Talvez a gente não vá mais precisar deste tubo físico". O primeiro contestou: “Bobagem! E além disso, se há realmente vida após o parto, então, por que ninguém jamais voltou de lá?". “Bem, eu não sei", disse o segundo, “mas certamente vamos encontrar a Mamãe e ela vai cuidar de nós." O primeiro respondeu: “Mamãe? Você realmente acredita em Mamãe? Isto é ridículo. Se a Mamãe existe, então, onde ela está agora?" O segundo disse: “Ela está ao nosso redor. Estamos cercados por ela. Nós somos dela. É nela que vivemos. Sem ela este mundo não seria e não poderia existir." Disse o primeiro: “Bem, eu não posso vê-la. Então, é lógico que ela não existe." Ao que o segundo respondeu: “Às vezes, quando você está em silêncio, se você se concentrar e realmente ouvir, poderá perceber a presença dela e ouvir sua voz amorosa".
✨✨✨
Esta foi a forma com a qual um escritor húngaro explicou a existência de Deus. #amordemae #mamieeu
  • Às vezes, @chico_sperotto consegue me pegar no flagra. #meditandonarede 🙌🏻