Mari Kalil: Procuro um jeito de sobreviver até o fim do meu Inferno Astral

Quem me acompanha no Insta Stories (@mari_kalil) sabe que estou vivenciando um período complicado da minha existência chamado Inferno Astral. Eu amo astros, acredito em astros, faço meu mapa astral anual, mas devo confessar que nunca fui muito de acreditar especificamente em Inferno Astral. Achava que era coisa da cabeça, sabe assim? A pessoa chega a 30 dias do aniversário e começa a entrar numas de que chegou o Inferno Astral e daí a cabeça faz a vida virar um inferno mesmo. Só que eu sou a prova viva de que não é bem assim que funciona.

Juro por São Francisco de Assis, meu santo querido, que acordei no dia 18 de novembro diferente. Meu aniversário é 19 de dezembro. Ou seja, o Inferno Astral ainda me roubou um dia de trégua. Pesada, cansada, desmotivada, mau humorada. Achando que o peso do mundo é carga além da que sou capaz de suportar. Parei, pensei, fiz os cálculos e me perguntei. “Será que isso é coisa do tal Inferno Astral?”. Não tem outra explicação.

bento1122ELA SÓ FALA NISSO AGORA

mulher-arrancando-os-cabelosESTOU IMPEDIDA DE SER FELIZ

Li muito a respeito do Inferno Astral e uma das melhores definições encontrei no site WeMystic. Lá explica que esta fase que compreende 30 dias anteriores à data do nosso aniversário é chamada de “inferno” porque é quando as pessoas relatam uma fase de má sorte e mau humor.

“A astrologia não considera esse período como negativo, mas ele é diferente dos demais meses do ano pois é um período de balanço, como se fosse o Réveillon da pessoa. É no inferno astral que ela acaba, consciente ou inconscientemente, analisando como viveu os últimos 11 meses e a idade que está deixando para trás”.

Sempre disse isso. Sempre sinto que meu ano novo começa no dia do meu aniversário e não exatamente na virada do 31/12. Na virada, minha mente está ali mais pra pró-forma mesmo, mas meu ano de verdade já começou alguns dias antes.

olivia10-350x499ELA AMA O ANIVERSÁRIO

bento1122PASSA 24 HORAS FAZENDO FESTA

hysteria23PRA COMPENSAR O FIM DO INFERNO ASTRAL

httpwpclicrbscombrporaifiles201211sacougifNÃO FAZ TODO SENTIDO?

Woman-Asking-Question-20-749x499COMO ENFRENTAR O INFERNO ASTRAL, MARIANA?

mulher-com-raivaCOMO É QUE VOU SABER, IMBECIL?

manaFALA O QUE DIZ NO SITE

A melhor forma de enfrentar o inferno astral seria não enxergá-lo de forma tão depreciativa, diz o site.

mulher-doidissima5-594x4994SUPER FÁCIL

Durante esse período de 30 dias antes, aconselha-se a fazer a reflexões e meditações sobre como foi o nosso ano, o que fizemos de bom, o que não foi bom e o que pode e precisa ser melhorado.

“Aprendendo com os nossos erros e procurando formas de melhorá-los iremos tirar um peso das costas. Reconhecendo que coisas boas aconteceram nesses 11 meses vividos também. É hora de comprometer-se com novos desafios, prometer-se não cometer os mesmos erros e tentar ser uma pessoa cada vez melhor para que nas vésperas do próximo aniversário você nem se lembre que existe o termo inferno astral”.

mulher-blusa-vermelha-nao-quero-ver2COMO SE ISSO FOSSE POSSÍVEL

bento1122ELA PRECISA MELHORAR MUITO COMO SER HUMANO

enxaqueca115ALGUÉM RECOLHE O ANIMAL, POR FAVOR

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

3 Comentários
  1. Oi, Mariana.
    Tudo bem que o Inferno Astral esteja cooperando p que vc se sinta tão “pesada, cansada, desmotivada, mau humorada”.
    Entretanto, podem estar acontecendo outras coisas q estão te fazendo sentir assim. Esse período da humanidade está muito delicado, com os lados positivo e negativo da Força muito evidentes e até meio descontrolados (pp o negativo). As vezes, sem perceber, sem querer (claro!) a gente se abre p o lado negativo, se contamina.
    Te desejo muita Luz, Paz e Força.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.