Mari Kalil: “Procuro uma nova série para chamar de minha quando Homeland terminar

Meio que me perdi neste feriado. Ora acho que hoje é sexta-feira; ora acho que é segunda – e vamos combinar que ninguém merece duas sensações de segunda-feira em uma semana só. O que fiz no feriado? Nada, além de rever queridos amigos de Bagé, o que já é muito, vai dizer? O que mais fiz no feriado? Terminei a segunda temporada de Homeland agora que resolvi dar um tempo em todos os noticiários do Brasil e do mundo. Andava meio obcecada por notícias 24 horas. Há um ano vivia num ciclo de assistir todos os jornais da noite. Pulava de um para o outro. Quando via, estava discutindo até com o apresentador em voz alta. Achei que passou um pouco do ponto e resolvi arejar a cabeça.

bento1122PELO MENOS ELA TEM NOÇÃO

Agora, me informo uma única vez na TV, complemento com leituras de jornais nos sites, sigo os jornalistas que me interessam e dedico o tempo em que ficava estrebuchando contra tudo e contra todos os inquilinos de Brasília assistindo Homeland. Quando a quarta temporada terminar e eu ficar órfã do Sargento Brody e de Carrie Mathison, há muitas outras séries com muitas outras tramas que já começam a me deixar um pouco angustiada na hora da escolha.

+ LER, VER & OUVIR: The Collection é a nova série sensação pra quem curte moda e seus bastidores

Minha cunhada Lila diz pra eu começar a assistir Billions. “É MARAVILHOSA!!!”, escreveu, assim, em caixa alta. Manu, minha sobrinha emprestada, sugere que eu veja Touch. “Eu e o Pedro estamos viciados”, contou. Alemoa, minha amiga que me enche de impropérios porque resolvi flagrá-la no meu Insta Stories de biquíni na beira da piscina, manda (sim, ela não sugere, ela manda) eu começar já a acompanhar The Good Wife: “É a tua cara!”, determinou.

MULHER-PANICESTOU UM POUCO CONFUSA

 Então, fui pesquisar a respeito de cada uma para tentar saber o que fazer. Me acompanham? Vai que eu acabo dando uma ótima dica… Sobre Touch, da Manu, eis a sinopse.

“Martin Bohm (Kiefer Sutherland) é um ex-jornalista que, após o falecimento da esposa nas Torres Gêmeas em 11 de setembro, passa a exercer uma série de trabalhos diferentes tentando dar um novo sentido à própria vida. Isso inclui tomar conta do filho, Jake (David Mazouz), de 10 anos, que desde que nasceu foi diagnosticado com autismo. Mas Martin começa a acreditar que Jake é mais do que os olhos podem ver. Usando uma série de números em padrão, o garoto leva o pai a fazer descobertas e, assim, começa a traçar um certo equilíbrio entre vários acontecimentos ao redor do mundo. Martin passa então a investigar para descobrir qual é o grande propósito do filho, e os motivos de ele estar no mundo”.

Eis o trailer da primeira temporada da Touch!

Fiquei um bocado impressionada com o “É MARAVILHOSA” da Lila ao falar de Billions. Inclusive, porque o próprio Netflix já havia sugerido que eu iria gostar desta série – sim, ele fica cruzando o que assistimos e traçando nosso perfil, o que me assusta um pouco, confesso. Fora que sempre que a Lila recomenda algo (livro, filme), eu amo de paixão. Diz a sinopse de Billions: “No mundo das altas finanças de Nova York, o Procurador de Justiça Chuck Rhodes (Paul Giamatti) bate de frente com o brilhante e ambicioso Bobby “Axe” Axelrod (Damian Lewis). Entendi: poder, intriga e dinheiro. Gosto disso!

Eis o trailer de Billions!

The Good Wife, da Alemoa, é uma série mais antiga e com várias temporadas disponíveis (diferentemente de Billions que só agora começa a ter a segunda temporada gravada). Qual é o problema de assistir uma série mais nova: terminar de ver uma temporada e ter que controlar a ansiedade enquanto a segunda não fica pronta – e assim sucessivamente. Se eu começo a ver uma série que já tem sete temporadas disponíveis, por exemplo, posso dormir mais sossegada.

+LER, VER & OUVIR: Stranger Things, a série do momento tem a melhor trilha sonora dos anos 1980

Sobre The Good Wife, diz a sinopse: “Alicia (Julianna Margulies) passa por uma humilhação pública quando seu marido, o procurador Peter Florrick (Chris Noth), é envolvido em um escândalo sexual e político. Após a prisão de Peter, ela precisa deixar a sua vida de dona de casa para sustentar os seus filhos, Grace (Makenzie Vega) e Zach (Graham Phillips). Alicia consegue uma vaga na firma de advocacia de Will Gardner (Josh Charles), um antigo colega da universidade, mas logo irá enfrentar a competição com jovens advogados, como o ambicioso Cary Agos (Matt Czuchry)”.

O trailer!

Essas são apenas as recomendadas. Tem ainda Orange is the New Black (que assisti três episódios), House of Cards (que terminei a primeira temporada), The Newsroom (que não lembro onde parei), sem falar na sensação do momento: Stranger Things. Assim que eu agradeceria imensamente se você, querida amiga e leitora, ao terminar de ler este post não viesse indicar uma vigésima oitava, pode ser?

woman-feel-irritatedPELO BEM DA MINHA SANIDADE MENTAL

bento1117PIOR É QUE ELA ACHA QUE AINDA TEM ALGUMA

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

7 Comentários
  1. Olha querida Mari … eu tb me vicio em series.. e esta não perco por nada … How to get away with a murderer, já tem a 3ª temporada e é 10! Super recomendo. Bjs

  2. Mariana, como não é para sugerir uma outra, Stranger Things cativa no primeiro episódio, super recomendo. MAS, como toda chata que se prese, comecei a ver THE CROWN e estou amando. Beijinhos

  3. Oi Mari! Pois eu recomendo Grace and Frankie, com Jane Fonda e Lily Tonlin. Engraçada e séria, para adultos. Tem no Netflix. Assiste o primeiro episódio! Vais adorar!

  4. Dica de quem ficou órfã de Homeland após o fim da quarta temporada e passou a ver sentido na vida de novo? Blindspot, e seus mistérios roubaram meu coração.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • “Aqui, no entanto, nós não olhamos para trás por muito tempo. Nós continuamos seguindo em frente, abrindo novas portas e fazendo coisas novas. Porque somos curiosos - e a curiosidade continua nos conduzindo por novos caminhos. Siga em frente”. (Walt Disney)
  • Quem me conhece de toda uma vida sabe que palavrão é algo que não sai da minha boca de lady. Mas, né? Vamos combinar! 😂😂😂 #humor #bepositive
  • Baba, mami e meu bolinho de aniversário de 1 ano. Sempre com a certeza de ainda muitos e muitos outros de vida. ✨ Londres, 19/12/1973. #tbt❤️
  • Meu pai, meu norte, minha serenidade, minha calmaria, meu aconchego, meu alicerce, minha certeza, minha paz, minha alma. Meu baba, minha estrutura, minha vida. ❤️
  • À sombra dos Trompetes dos Anjos. #angelstrumpet #gettygarden #gettymuseum
  • Sob a luz do entardecer no Píer de Santa Monica, a confiança de que está tudo em seu devido lugar. ✨ #sunshine #vibration #california #bepositive