Mari explica a origem da bolsa balde e conta por que ela conquistou a alma feminina

Ela foi criada pela Louis Vuitton em 1932 e viveu seu auge na década de 1990. Olha daqui, espia dali, era inevitável constatar a hegemonia da bolsa saco ou bolsa balde – também conhecida como bucket bag. Desde o ano passado, já vinha dando indícios de que havia voltado para dominar o verão. Pois a suspeita confirmou-se. A bucket bag é a bolsa chave da estação no dia a dia urbano.

nyfw-ss15-day-4-5-11BUCKET BAG: PARA TODAS AS HORAS, COM TODOS OS ESTILOS

Muito prática e versátil, ela tornou-se tão popular porque atende à necessidade básica da maioria das mulheres que é o quê? Colocar a vida dentro da bolsa. O bom é que combina com tudo – vai de ambientes mais formais a mais descontraídos. Faz o estilo clássico e também o boho. Dá um ar bem moderno a produções casuais do dia a dia. Combina com calças, shorts destroyed e leggings. Também com vestidos acinturados, saias curtas e longas.

Uma marca que vale a pena citar no que diz respeito à referência como criadora de bolsa balde é a Mansur Gavriel. Ela é formada pela dupla Rachel Mansur e Floriana Gavriel. Radicadas em Nova York, em pouco mais de dois anos as gurias ganharam o mundo com suas bolsas feitas de couro tingido de cores fortes e sem nenhum tipo de rococó.

mansur-mais

mansur1mansur2mansur3mansur4

Passo para a próxima marca: Delphine Delafon. Foi em 2011 que a designer franco-americana criou suas primeiras bolsas-saco, revestidas de tapeçarias com motivos étnicos. Deste então, a marca virou sinônimo deste modelo especificamente. E restou, a cada estação, lançar a mesma bolsa com novos modelos e materiais. Elas são todas numeradas.

Olha!

delfhine1delphine2delphine3delphine4

Dá uma espiada na galeria de imagens que selecionei de como usar a bolsa balde no dia a dia da cidade – e como as principais ícones de estilo estão usando as suas no hemisfério norte.

bucket-bag-3bucket-bagbucket-bag1bucket-bag2bucket4bucket5bucket6bucket7bucket8bucket9bucket10

bucket12

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • O trio trabalhador deste feriado em que contamos para a @reginalimaoficial no Band Mulher nossas aventuras pelo Uruguai 🇺🇾♥️🐶 #porai #bandrs #bandemmovimento #turismoquatropatas #uruguay #uruguaynatural
  • Meu #tbt lembra minha primeira carteira de jornalista. Em uma época em que o jornalismo era imparcial, ouvia os dois lados e reportava a realidade dos fatos. Esta escola se perdeu, mas eu acredito que ela pode seguir viva entre aqueles que, como eu, fizeram o juramento pela verdade. Março de 1993
  • Três anos de adoção. Feliz Aniversário, minha Gorducha querida. Obrigada por este amor e este olhar ♥️🐶♥️ #18desetembro #adotaretudodebom
  • Né?! 🍫
  • Chipirones a la plancha ♥️ #puntadeleste #uruguay
  • Cumplicidade é saber que temos alguém pra dividir o que não podemos carregar sozinhos ♥️