Quer tirar o pijama e não sabe com qual roupa ficar em casa? Amiga Mari tem ideias!

Quem me acompanha há mais tempo, sabe que não tenho apego por roupas. De tempos em tempos, pelo menos duas vezes ao ano, a cada troca de estação, realizo aquelas faxinas necessárias no armário. Costumo dar, costumo deixar em consignação em brechós, costumo trocar… Criatividade não falta nessas horas. Desde que deixei de trabalhar fora para assumir a rotina do home office, meu estilo no dia a dia mudou. Passei a usar mais a tal “roupa de ficar em casa“. De repente, olhei para meu guarda-roupa e percebi que todas as minhas roupas eram “de sair”. E agora? Não tinha roupa. Não tinha nada para ficar em casa, além do pijama – e trabalhar de pijama não dá.

A consultora japonesa Marie Kondo, autora do best-seller A Mágica da Arrumação, descobriu que seus clientes costumam ter uma coleção de “roupas de usar em casa”. O que são essas roupas? São peças que estão em perfeitas condições de uso, mas que, por alguma razão, ou já não caem muito bem, ou já deram o que tinham que dar, ou bateu um certo arrependimento na hora de comprar e estão impedidas de ver a luz do dia.

Segundo Marie Kondo, não faz nenhum sentido manter roupas de que não gostamos para usá-las em casa e na hora de relaxar. Nossos momentos em casa são preciosos e não devem ser menosprezados só porque ninguém vai nos ver. Portanto, aconselha ela, “acabe com o hábito de reaproveitar peças que não lhe agradam como roupas de usar em casa”.

homewear-jackeHOMEWEAR É TENDÊNCIA QUE CRESCE NO MUNDO

Cresce no mundo inteiro a porcentagem de pessoas em rotina de home office, ou seja, que trabalham em casa. De olho neste segmento, muitas marcas já passaram a criar coleções específicas para atender a este consumidor. O Homewear tornou-se um segmento forte. O que vem a ser Homewear? Roupas literalmente de fica em casa, peças que primam pelo conforto e simplicidade, com modelagens folgadinhas e tecidos bem confortáveis.

jogeLINHA AFTER WORK DA JOGÊ
A loja especializada em pijamas, camisolas e lingeries criou uma linha exclusiva de roupas de ficar em casa batizada de “After Work”. Este jumpsuit de malha cinza faz parte da coleção!

Nem toda roupa de ficar em casa, no entanto, permite que a gente atenda a algum compromisso de última hora do lado de fora do lar doce lar. Por exemplo: preciso ir ao supermercado e estou com roupa de ficar em casa. E agora? O pior acontece: troca tudo. Foi após o aprendizado do dia a dia de home office, ao me ver obrigada a trocar tudo o tempo todo (levar cachorros na pet shop, ir ao supermercado, passar na farmácia, almoçar na mãe etc.) que acabei criando minha lista de peças preferidas de usar em casa – e agora cheguei exatamente aonde queria chegar neste post.

Senhoras e senhores, as peças que Amiga Mari ama e indica para ficar em casa e que servem para dar aquela escapulida na rua quando necessário!

leggingLEGGING
Não sei se vocês sabem, mas alguns bureaus de tendências mundo afora já apontam a legging como o “novo jeans” dentro dos preceitos de que o futuro nos reserva um tipo de roupa mais esportiva, confortável e prática. Realmente, está para nascer uma peça mais prática. A legging serve para ficar em casa trabalhando, para fazer ioga, pilates, academia, ir ao supermercado, à feira, almoçar fora…. Basta trocar o Crocs ou a pantufa por um All Star, Keds ou uma sapatilha, vestir um maxi tricô ou uma camiseta com colete comprido ou casaquinho SEMPRE tapando o dérriere – e bater a porta! Eu gosto muito de comprar leggings não tão apertadas exatamente para primar pelo conforto!

Além da legging, olhando para um extremo oposto, Tecidos mais molinhos, como moletom, cashmere, tricô de algodão, lã de alfaiataria são ótimas ideias. Peças amplas, como maxi suéter, kimonos, vestidos longos, calças esportivas estão valendo. Gosta de jeans e gostaria de ficar em casa com ele? Então, olha a dica!

zaraJEANS BOYFRIEND
Amo de paixão, já que amo jeans e amo conforto. Ele nada mais é do que a união dessas duas coisas. Sentar na frente do computador de jeans é uma coisa; sentar de jeans boyfriend é outra beeeeem diferente, vai dizer? Na hora de sair, basta passar a mão na bolsa, trocar de sapato (eu vivo de Crocs em casa) e fui!

Selecionei imagens de mulheres adeptas da boyfriend para inspirar na hora que o mundo chama lá fora. É só trocar sapato e acessórios e pegar uma jaquetinha para sair – ou nem isso, como é o caso de Jennifer Lopez, que bateu a porta de casa de camiseta podrinha e Havaianas mesmo!

home9home8home7home6home5home4home2

saia longaSAIA LONGA
Liberdade de movimento total, sobretudo se ela for de malha. Tenho uma cinza mescla que amo de paixão. No inverno, coloco uma meia de lã até o joelho (só uso meia calça sob protesto. Não há quem me convença do conforto do elástico apertando a cintura). Se preciso sair, enfio uma bota de cano médio e pronto. Em cima, um tricô, uma camiseta, um cashmere (dependendo da estação) e era isso!

lookcalçajoggerCALÇA JOGGING
É minha grande paixão e descoberta nesta nova vida de um pé dentro e outro fora de casa. Apesar de bastante alardeada em sites de moda como uma peça que é referência de estilo, ainda vejo pouca gente usando na rua. Posso dar uma dica? Use. Invista. Agora! Você nunca mais vai querer outra coisa. Ela tem punho na barra e elástico ou cadarço na cintura e fica super elegante com salto mais altinho na hora de sair de casa. Faz o contraponto ao jeitão mais esportivo, sabe assim? Oxford, sapatilhas, tênis e rasteirinhas também ficam ótimos com ela. O modelo de moletom é o mais tradicional, mas já anda sendo confeccionada até em lurex e paetês!

Por fim, algumas inspirações para que você veja como ela pode ser desde já uma grande amiga!

jog1 jog2 jog3

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

1 Comentário

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram has returned invalid data.