Mari explica como não desperdiçar o suado dinheirinho na próxima ida às compras

Qual mulher nunca abriu o guarda-roupa, soltou um suspiro e resmungou “não tenho o que vestir?”. Independentemente da única porta de armário ou do super closet, esta afirmação é uma máxima feminina. Sabe por quê? Porque em muitas idas às compras a gente acaba não pensando direito, não avaliando nossas peças e prioridades antes de sair de casa, adquirindo mais do mesmo.

Na hora de passar o cartão de crédito no caixa da loja você tem a certeza de estar fazendo um grande negócio, mas quando abre o guarda-roupa três dias depois pergunta-se onde estava com a cabeça ao pagar por aquilo naquele momento? Relaxa. Acontece nas melhores famílias. O melhor é que há solução para não incorrer sempre no mesmo erro.

Desperdício de espaço no armário e de dinheiro no banco podem ser evitados se mantivermos o estado de alerta para alguns hábitos que às vezes nem nos damos conta. Vamos espiar quais são? Vamos, Mari!

blairENCARAR COMPRAS COMO ENTRETENIMENTO: VAI DAR ERRADO!
Estudo recente revelou que 61% das pessoas que compram sem uma necessidade específica adquirem entre uma a três peças a mais do que realmente precisam, sabia? A dica é pensar sempre naquilo que você precisa de verdade antes de entrar em uma loja

shopCOMPULSÃO NÃO LEVA A LUGAR NENHUM, SÓ À FALÊNCIA
Mulheres com idades entre 18 e 33 anos estão mais propícias a este tipo de comportamento de consumo compulsivo. Solução? Exercite o autocontrole. No meu segundo livro, “Vida Peregrina”, conto uma técnica que desenvolvi em Barcelona, onde morei durante dois anos sem muito dinheiro para gastar: sempre que alguma coisa realmente me enchia os olhos, e eu tinha certeza de que jamais conseguiria sobreviver sem, corria até uma sorveteria mais próxima e me deliciava com duas bolas de sorvete de chocolate. Com os neurônios devidamente alimentados de serotonina, nem lembrava mais o endereço da loja! Este tipo de consumo compulsivo, dizem as pesquisas, costuma atacar mais as compradoras online

kimCOMPRAR PEÇAS PARECIDAS DÁ A SENSAÇÃO DE NÃO TER ROUPA
O ser humano é uma criatura de hábitos. Natural, portanto, que repita mais de uma vez uma mesma compra. Eu faço mea culpa: tenho mania de comprar camisetas brancas. Quando quero vestir algo diferente, só vejo camiseta branca na minha frente. Já dei um jeito de me policiar. Faça isso também! Veja quais são os itens que você já tem demasiado e tente não cair na tentação de repeti-los só por causa de uma gola ou uma manga diferente

rawPAGUE 1, LEVE 2: MAS PRECISA MESMO?
Recentemente, minha amiga Alemoa voltou de uma viagem a trabalho a Miami escandalizada com o que viu: dezenas de brasileiros em um outlet comprando naquelas promoções de “pague 1, leve 2”. Se realmente necessitavam daquele investimento? Não. Mas, veja só: pagava um e levava dois! Grande coisa! Alemoa foi coagida por um grupo a comprar um tênis Puma, afinal estava na tal promoção. “Mas eu não preciso desse tênis, não gosto desse tênis, por que tenho que comprar?”, perguntou. E ouviu: “Por que você paga um e leva dois”. Tsc, tsc, tsc. Partiu mudar essa mentalidade!

shopping-gifCOMPRAR PELO SIMPLES FATO DE QUE GOSTOU DA PEÇA
Então, você se apaixonou por uma blusa com estampas de palmeiras e colocou na sacola. Aquela calça floral caiu feito uma luva e você passou o cartão. E a saia azul petróleo foi um achado e você parcelou. A pergunta que eu faço é a seguinte: você tem peças no guarda-roupa para combinar com tudo isso? Pois é bom que saiba antes de sair variando em cores e estampas.

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Aquele sorriso que enche o coração da gente e faz toda a dedicação a um cachorrinho idoso valer a pena ♥️🐶 #bento17
  • Meus três filhos lindos e exibidos na Banca 14 da @feiradolivropoa ♥️ Neste último fim de semana, estão com descontão, avisa a @luthome e a @dublinense 😱
  • Sempre fui uma moça séria 😜 #fotodeportaretrato #estanciadonagenoveva #bage
  • Sanduiche de sorvete com #stroopwafel devorado em... Acho que cinco dentadas! 😜 Onde? Como? Quando? Por que? Conto em detalhes no meu blog no site MK! #www.marianakalil.com.br
  • Um feriado feliz ♥️🐶♥️ #casadaalemoa #diadepiscina
  • Abrindo os trabalhos do feriado! Banana + mirtilo + água de coco + canela + gengibre! 🙌🏻♥️🙏🏻 #vitaminados 💪🏻