Na linha de chegada havia uma Original!

Foram tantas emoções de feriado que nem sei por onde começar. Haha! Mentira. Não teve emoção nenhuma. Emoção mesmo foi levantar numa segunda-feira pós feriado e enxergar uma semana inteira pela frente. Essa, como diz o Bento, foi uma emoção das grandes.

scared-womanDEFINA MAU HUMOR

Não existe ser humano em sã consciência que, após um feriado, acorde feliz numa segunda-feira. Mas não vou transformar o blog em muro das lamentações, não é este o caso agora. Agora eu vou contar um pouco do feriado com meias emoções. Primeiro, falarei sobre a sexta-feira. Sexta-feira, resolvemos pegar as bicicletas e fazer um super passeio até a beira do Guaíba. Com o Bento junto, é claro. Imagine se o animal me deixaria sair de casa sozinha.

bento1NUNCA

Como Bento é um senhor idoso e sofre de um pouco de artrose no cotovelo, a ideia é sempre fazer o passeio com paradinhas estratégicas para que ele possa esticar as perninhas. Saímos de casa, passamos pela Goethe, entramos na ciclovia da Vasco da Gama, chegamos na Redenção e fizemos o primeiro pit stop. Comemos pipoca, tomamos água, ficamos por ali uns 20 minutos, subimos nas bicicletas e seguimos viagem.

mulher-arrancando-os-cabelosPELA AVENIDA JOÃO PESSOA

Você, querida amiga, já se aventurou a andar de bicicleta pela Avenida João Pessoa? E pela calçada da Avenida João Pessoa? E caminhar na calçada da Avenida João Pessoa, já caminhou? Saiu viva? Meus parabéns. Bom, pelo meio da avenida, com um cachorro na cestinha, não dá mesmo para andar de bicicleta, sob pena de eu virar um pastel amassado no asfalto por um ônibus; e o Bento, o recheio. O jeito foi andar pela calçada da Avenida João Pessoa e parecer estar dentro de uma centrífuga trepidando em buracos e mais buracos. Quando, enfim, chegamos na Ipiranga, ahhhh!!

mulher-com-raivaQUE FEDOR DE ESGOTO

Que fedor de esgoto! Que fedor daquele Arroio Dilúvio horroroso. E ainda há quem cante que Porto Alegre é demais… Por sorte, à medida que a ciclovia avança rumo ao rio, o fedor do esgoto vai melhorando. Chegamos até o Anfiteatro Pôr do Sol, Bento deu mais uma descida, esticou mais as perninhas – e eu comecei a ficar com remorso de ter levado o cachorro tão longe. Ainda tinha toda a volta, e ele estava um pouco manco.

mulher-doidissima-300x187“PRECISO DE UMA CERVEJA”, PENSEI

“Estou começando a ficar estressada”, pensei. “O que era para ser um passeio divertido começa a me gerar uma certa ansiedade e estresse e eu preciso agora sentar num boteco e tomar uma cerveja bem gelada”, continuei pensando. Como eu já tenho fama de meio louquinha, fiquei quieta para não contaminar o passeio com meu estresse. Pegamos as bicicletas e fizemos todo o caminho de volta. Resolvemos parar na Redenção de novo para que o Bento esticasse mais um pouco as perninhas.

– Vamos tomar um café? – convidou o Chico.
– Preciso de uma cerveja – falei.
– Do quê? – ele quis saber.
– Preciso de uma cerveja. Uma cerveja gelada – murmurei.
– Boa ideia! – ele disse.

mulher-doidissima-300x187PRECISO DE UMA CERVEJA GELADA AGORA

Onde o Bento seria bem-vindo para que a gente pudesse tomar uma cerveja gelada? Ahá! lembramos de uma micro churrascaria localizada na diagonal do Bar do Beto da Venâncio Aires. Tínhamos passado ali outro dia e pareceu bem simpática. Atravessamos a Venâncio e estacionamos as bicicletas.

Olha!

IMG_4430ESTACIONAMENTO DE BICICLETAS COM AS DUAS BICICLETAS!

 IMG_4431SENTAMOS EM UMA MESINHA PRÓXIMA DAS BICICLETAS
A micro churrascaria estava vazia porque não era mais horário de almoço. O relógio marcava por volta de 17h

Perguntamos qual cerveja havia. Quando o Gringo, o dono, falou a palavrinha mágica Original, respondemos em uníssono: “Uma Original bem gelada!”.

Olha!

IMG_4435OOOOOHHHH!!
Com a térmica e a palavra “gelada”!
Quase me ajoelhei no chão e dei graças ao Senhor!

IMG_4434OLHA QUEM ESTAVA EMBAIXO DA MESA!
Momento cafungadinha no cachorrinho, quando eu já havia parado de tremer pela Original gelada!

Perguntamos, então, se havia algo para comer, já que o churrasqueiro chegava mais tarde. O Gringo sugeriu pasteizinhos de queijo. “Ótimo”, respondemos em uníssono.

Olha!

IMG_4436CROC, CROC, CROC, CROC, CROC

Obviamente, alguém embaixo da mesa começou a latir e a dar mortal de costas; obviamente eu tive que dividir a minha porção de pastéis com este alguém; obviamente este alguém continuou com fome; obviamente pedimos mais uma Original; obviamente o churrasqueiro chegou; obviamente pedimos mais uma polentinha; obviamente tive que dividir a minha porção de polentinhas com alguém; obviamente pedimos mais uma Original; obviamente pedimos a quarta Original….

11192761_1602996143281623_1930333639_nE ESTE FOI O ÚLTIMO REGISTRO QUE SE TEM NOTÍCIA DE UM CASAL E UM CACHORRO DE BICICLETA NA SEXTA-FEIRA DE FERIADO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • “Minha amiga Mariana Kalil está com câncer. Não é novidade, ela conta tudo a respeito nas redes sociais, e com pormenores, mas eu a acompanho mais de perto, nós conversamos sempre, estamos em permanente contato. Por dois motivos: por gostar muito da Mariana e para tentar ajudá-la com minha experiência no assunto. Mariana, agora, felizmente superou uma das etapas mais dolorosas desse processo de enfrentamento do chamado “imperador de todos os males”. É a fase das más surpresas, quando você recebe uma notícia tão ruim, que parece inverossímil. O homem é o único animal que sente medo do futuro desconhecido, algo terrível. Mas, ante o perigo real, ante o presente concretamente ameaçador, a mente protege o ser humano lançando-o para fora de si mesmo. É como se a dor não fosse dele.” Linda coluna, @david.coimbra2018 . 
Que nossa experiência sirva sempre pra ajudar mais e mais pessoas a compreender nossa complexidade, mas também toda a nossa força, coragem e determinação de ir em frente. Obrigada, amigo querido. ❤️🙏🏻
  • Ouviram, queridas Alices?! ❤️
  • Cabelo fortalecido para seguir vigorosamente em frente. 💪🏻❤️
  • Há 10 anos aqui estive nesta Terra Santa encontrando minha fé. Agora retorno com meus dois anjos da guarda para reafirmar a certeza de que ela move montanhas. #holyland
  • Cores e sabores de Tel Aviv. #carmelmarket 👌🏻
  • Modo: carregando as baterias. ☀️ #sol #folga #praia #luz #israel #goodvibes #bepositive