“No te olvidaré”, No Me Olvides!

Preparamos a geleira com frutas, cervezas, frutas secas, água, pegamos cadeiras, guarda-sol e partimos para um dia de praia em Solanas na linda tarde de ontem. A ideia era passar o dia na praia até a puesta del sol. Mas…. Solanas não é mais a mesma. A praia que teve seus áureos tempos de glória está decadente. O paradouro que muito agito promoveu está fechado e abandonado. Em ruínas. Descemos do carro, até armamos guarda-sol, Bento circulou pela volta, apaixonou-se por uma vira-lata muito simpática, quis arrumar briga com um poodle e refestelou-se com carinhos de unas chicas que tomavam sol. Mas ficamos pouco tempo por lá. Quando o terceiro guarda-sol voou na direção do meu olho esquerdo, achamos que estava por bem levantar e ir embora.

Chegamos a estacionar na Parada 5, mas a minha cota de praia (que já não é lá muito elástica) tinha se esgotado.
– Não estou muito a fim de descer – resmunguei.
– Então não descemos – respondeu o Chico. – Tenho uma ideia. Vamos testar as rabas a la romana do La Marea?

almondegas12VAAAAMOS!

Chegamos ao LA MAREA, na ponta do Porto, pegamos uma mesinha na rua, embaixo dos guarda-sóis, pedimos uma Zillertal bem gelada, não precisamos pedir balde com gelo (ela já veio lindamente dentro dele) e as rabas a la romana.

Olha!

LA MAREA1OOOOOOHHHHH!!!
De cara, já vi que estavam crocs!! Postarei as fotos um pouco menores pra não sofrer tanto com a demora do upload, ok? Ah, sim, e algumas invertidas também… Mas isso não comprometerá as imagens, eu juro!

 LA MAREA2Cara de satisfação do Chico ao perceber que as rabas estavam croc croc croc! Ali atrás, chamada Il Porto, é uma sorveteria nova que abriu, dos mesmos proprietários do Artico e do La Marea. Pareceu bem boa, mas ainda não experimentei.

LA MAREA5
O animal embaixo da mesa, observando, entretido, o vaivém das pessoas!

LA MAREA4O segundo prato de rabas que pedimos de tão boas que estavam!

LA MAREA
A conta e nosso consumo: R$ 117. Está caro sentar para comer aqui em Punta. Bem caro. O supermercado também está caro. Alimentos em geral estão caros. Este é o preço médio que se paga para beber e beliscar

Do La Marea viemos para casa, de casa aceitamos o convite da Ju e do Lamacchia pra jantar no Elmo. Eu já falei sobre o Elmo no ano passado, no post CENAS DOS ÚLTIMOS CAPÍTULOS. O Elmo, assim como a GELATERIA ARLECCHINO, é um verdadeiro fenômeno de Punta. Abre o ano inteiro, está sempre com lotação máxima – e o mais incrível: está muito, muito escondido. Indo para a Barra, passando Manantiales, a caminho de José Ignacio, há um momento na estrada em que devemos pegar à esquerda e entrar numa estradinha de chão. Sempre nos perdemos quando vamos lá. E sempre encontramos outros carros , alguns perdidos, outros não, que estão indo para o mesmo lugar: o Elmo.

Lá pelas tantas, uma frota de carros está estacionada e uma pequena entradinha, só com luz de velas, aparece. Chegamos. O Elmo é uma casinha de madeira muito simpática e com bastante lugares, com iluminação baixa, mesinhas na rua e na parte interna, que faz reservas para dois horários. Conseguimos para as 11h da noite. Sentamos, pedimos pizzas (especialidade do Elmo) de pancetta, de queijo de cabra com rúcula e de tomate com alho e manjericão. Não fiz fotos pois já tinha publicado no post anterior que falo acima e também porque a muvuca estava bem grande.

Saímos de lá e fomos em direção à Barra. Há muito tenho muuuiiita curiosidade de conhecer a No Me Olvides, uma pizzaria em Manantiales que vive lotada. Sempre penso que a pizza deve ser muuuito boa, que algo especial existe ali. Pois a caminho de casa, passamos pela No Me Olvides e estava botando pelo ladrão.
– Vamos descer? – falei pro Chico.
– Vamos.

Ju e Lamachia encostaram o carro do lado.
– Vamos descer? – perguntaram.
– Vamos.

NO ME OLVIDES1Aqui descemos, no meio da muvuca. A foto ficou meio escura, mas é melhor do que nada, vai dizer? Estava lotado, não havia uma mesa sobrando. Por sorte, um dos donos viu quando pedimos mesa e ofereceu para sentarmos junto com ele (que também é o DJ do lugar) logo ali em cima, na varanda!

NO ME OLVIDESVamos fazer uma selfie da gente no “camarote”?
Vamos!!
Alface!!

NO ME OLVIDES5Vamos pedir uma pizza para experimentar?
Vamos! Sem óculos para ler o cardápio, Chico pediu algum sabor com rúcula. “Pode ser queijo e rúcula”, disse. Sim, esta é uma pizza apenas de queijo e rúcula. Podia ter alguma coisa a mais? Sim, claro que sim. Mas foi só queijo e rúcula. E mesmo assim estava uma delícia. Croc croc croc!!

O No Me Olvides é um daqueles lugares de juventude a fim de uma baladinha em um bar com pizza deliciosa, sabe assim? O movimento começa ao cair do sol e segue madrugada adentro, com o DJ tocando de Tracey Chapman a Macarena. É beeem divertido. Já entrou para a minha listinha de lugares preferidos em Punta. Há três dias, os guris do No Me Olvides armaram uma superfesta no Bosque.

Olha!

 0012040247EL GRAN BAILE NO ME OLVIDES
Para celebrar os 15 anos do bar/pizzaria de Nicolás Palacios e Francisco García

0012040275ESTE O CLIMA DA NO ME OLVIDES, COM FESTA NO BOSQUE OU COM PIZZA EM MANATIALES
Felicidade, diversão e alegria pura!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.