O Beagle voador e o Bloody Mary sem asas

Se tivesse ao alcance das mãos, colocaria neste momento dois palitos de fósforo para manter os olhos abertos. Sim, tenho problemas com a virada do horário de verão. Passo os primeiros dias lesada, como se tivesse participado de uma rave madrugada dentro sem dormir.

Cheguei hoje de manhã na redação direto para a geladeira do bar atrás do Burn, o energético que vendem por aqui. Não é o meu favorito, prefiro o Red Bull no sugar, que, apesar de não me dar asas, não me convenceu a mover qualquer processo contra a empresa.

bento1PODÍAMOS ESTAR RICOS

Assim pensa um animal que vive de mesada e que veio ao mundo a passeio. Poderia ser diferente? Sim, poderia se ele se espelhasse no Beagle da KLM e oferecesse seus serviços a alguma companhia aérea brasileira.

Vejam, por favor, o novo serviço oferecido pela KLM. Não por acaso eu sou fã dos holandeses, que há anos luz descobriram a bicicleta como meio de transporte e agora este serviço que não poderia ter mais empatia com os passageiros.

Olha!

Se o animal se entusiasmou? Se ao animal que veio ao mundo a passeio e passa as tardes de pelotas se entusiasmou e vai procurar emprego semelhante?

bento1NEM MORTO

Como essa conversa não surtirá nenhum efeito financeiramente positivo, mudemos de assunto: acabo de saber que um dos meus drinques prediletos está de aniversário. E não é qualquer aniversário, mas um senhor aniversário.

De quem estou falando? Do Bloody Mary, esta maravilha com tomate.

absolut-bloody-mary1OOOOOHHHH!!!!

Da série vamos simplificar a vida, eu tenho em casa uma garrafa de suco de tomate temperado já prontinho para receber uma dose de vodca e algumas pedrinhas de gelo. Nunca me atrevi a fazer o Bloody Mary, mas sou daquelas que adora experimentar bloody maries pelos bares da vida.

professoraCONHECEM A HISTÓRIA DO DRINQUE?

Credita-se o surgimento do Bloody Mary à Revolução Russa, em 1917. Esta é a história que o tradicional Harry’s New York Bar, em Paris, gosta de contar para a clientela.

É lá que teria surgido a bebida, já que foi lá que o barman Ferdinand Petiot teria descoberto o suco de tomate enlatado dos imigrantes americanos e a vodca dos russos que fugiam dos bolcheviques – e juntou uma coisa com a outra.

httpwpclicrbscombrporaifiles201211sacougifCAPTOU?

Com o tempo, a bebida passou a receber outras variações. Em Londres, por exemplo, os barmans costumam servir a receita substituindo a vodca pelo uísque. Em Bangcoc, acrescenta-se um toque de coentro e outro de capim-limão.

:Bons drinques com o lobo chamado Leo
:Vinho, vilão das mulheres?

O uso de temperos também faz parte da diversão de preparar o Bloody Mary. Vale infusionar a vodca com pimentas, dill, cominho e outras especiarias. Dá até para substituir o molho inglês por shoyo, o sal comum por sal de aipo, e o tomate italiano por tomate-cereja.

alto-la12PERAÍ

Está tocando meu celular. (Mariana espia o visor e ali está escrito Hospital Veterinário).
– Alô?
– Mariana?
– Oi, Bianca!
– O Bento está pronto.
– Ah, tá, obrigada. Vou avisar o Chico, ele vai buscar.

bento1ELA ADORA ME ABANDONAR NO BANHO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • “Hello, doctor Renato! Good morning and good news! Doctor Guy can receive us the coming monday at Sheba Medical Center. The cells grew very well, they are approved for protocol in Israel”. ✨✨✨
Não perca, nunca perca, jamais perca tua força, tua coragem, tua fé.
  • O amor e o carinho de todos vocês, perseguidoras e perseguidores, me impulsiona como uma malabarista que voa pelo céu encantado em seu trapézio mágico. O amor e o carinho da minha família e amigos é o que me mantém firme e forte até aqui, com desequilíbrios e tropeços, sim. Mas com muito aprendizado. Não foram dias fáceis, não tem sido nada fácil e tampouco será daqui por diante. Mas, com fé, força e coragem, chegará o dia em que vamos emergir juntos lá do fundo desta tempestade - e então bastarão algumas braçadas e já estaremos do outro lado da margem deste mar revolto. O lado da cura. Amanhã, já posso voltar a comer batatinha em casa. E vamos em frente. 💪🏻 #bepositive
  • A dinda vai cair e levantar quantas vezes forem necessárias para te ver crescer e florescer em um mundo lindo de rosas amarelas, meu pequeno Johnny. 💛
  • Mais uma etapa vencida; mais três corações explodindo de felicidade de voltar pra casa. Em frente. 👊🏻 #bepositive
  • Uma ideia criativa de servir pão (vou imitar) y otras delícias do Bell Café: couve-flor, kebab e húmus (sempre ele!). #telavivfood 😋
  • Se você não vem comigo, nada disso tem valor. De que vale o paraíso sem amor? Se você não vem comigo, tudo isso vai ficar. No horizonte esperando por nós dois.