O Beagle voador e o Bloody Mary sem asas

Se tivesse ao alcance das mãos, colocaria neste momento dois palitos de fósforo para manter os olhos abertos. Sim, tenho problemas com a virada do horário de verão. Passo os primeiros dias lesada, como se tivesse participado de uma rave madrugada dentro sem dormir.

Cheguei hoje de manhã na redação direto para a geladeira do bar atrás do Burn, o energético que vendem por aqui. Não é o meu favorito, prefiro o Red Bull no sugar, que, apesar de não me dar asas, não me convenceu a mover qualquer processo contra a empresa.

bento1PODÍAMOS ESTAR RICOS

Assim pensa um animal que vive de mesada e que veio ao mundo a passeio. Poderia ser diferente? Sim, poderia se ele se espelhasse no Beagle da KLM e oferecesse seus serviços a alguma companhia aérea brasileira.

Vejam, por favor, o novo serviço oferecido pela KLM. Não por acaso eu sou fã dos holandeses, que há anos luz descobriram a bicicleta como meio de transporte e agora este serviço que não poderia ter mais empatia com os passageiros.

Olha!

Se o animal se entusiasmou? Se ao animal que veio ao mundo a passeio e passa as tardes de pelotas se entusiasmou e vai procurar emprego semelhante?

bento1NEM MORTO

Como essa conversa não surtirá nenhum efeito financeiramente positivo, mudemos de assunto: acabo de saber que um dos meus drinques prediletos está de aniversário. E não é qualquer aniversário, mas um senhor aniversário.

De quem estou falando? Do Bloody Mary, esta maravilha com tomate.

absolut-bloody-mary1OOOOOHHHH!!!!

Da série vamos simplificar a vida, eu tenho em casa uma garrafa de suco de tomate temperado já prontinho para receber uma dose de vodca e algumas pedrinhas de gelo. Nunca me atrevi a fazer o Bloody Mary, mas sou daquelas que adora experimentar bloody maries pelos bares da vida.

professoraCONHECEM A HISTÓRIA DO DRINQUE?

Credita-se o surgimento do Bloody Mary à Revolução Russa, em 1917. Esta é a história que o tradicional Harry’s New York Bar, em Paris, gosta de contar para a clientela.

É lá que teria surgido a bebida, já que foi lá que o barman Ferdinand Petiot teria descoberto o suco de tomate enlatado dos imigrantes americanos e a vodca dos russos que fugiam dos bolcheviques – e juntou uma coisa com a outra.

httpwpclicrbscombrporaifiles201211sacougifCAPTOU?

Com o tempo, a bebida passou a receber outras variações. Em Londres, por exemplo, os barmans costumam servir a receita substituindo a vodca pelo uísque. Em Bangcoc, acrescenta-se um toque de coentro e outro de capim-limão.

:Bons drinques com o lobo chamado Leo
:Vinho, vilão das mulheres?

O uso de temperos também faz parte da diversão de preparar o Bloody Mary. Vale infusionar a vodca com pimentas, dill, cominho e outras especiarias. Dá até para substituir o molho inglês por shoyo, o sal comum por sal de aipo, e o tomate italiano por tomate-cereja.

alto-la12PERAÍ

Está tocando meu celular. (Mariana espia o visor e ali está escrito Hospital Veterinário).
– Alô?
– Mariana?
– Oi, Bianca!
– O Bento está pronto.
– Ah, tá, obrigada. Vou avisar o Chico, ele vai buscar.

bento1ELA ADORA ME ABANDONAR NO BANHO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.