Para aliviar a dor vai o quê? Gelo, água quente ou anti-inflamatório tópico?

Após um dia de treino puxado, é possível que surjam dores em alguma região do corpo, devido ao esforço e à repetição de movimentos. Quando isso acontece, logo vem a dúvida: qual seria o melhor recurso para melhorar a dor: Gelo, água quente ou anti-inflamatório tópico?

DoubtQUEM NUNCA?

Gerente médica da unidade MIP (medicamentos isentos de prescrição) do Aché Laboratórios, Talita Poli Biason ajudou a esclarecer as dúvidas. Diz Talita que as três alternativas podem ser utilizadas, porém é preciso ficar atenta quando usar cada uma das opções. Vamos entender melhor o que serve para quê?

diferentes-maneiras-de-usar-geloGELO: MINIMIZA A EXTENSÃO DO EDEMA

O gelo é utilizado, classicamente, quando há um trauma musculoesquelético. Deve ser iniciado assim que o evento acontecer e sua principal ação é minimizar a extensão do edema reduzindo, assim, o incômodo. Recomendam-se aplicações de cerca de 20 minutos feitas com proteção (pano, toalha) entre o gelo e a região tratada para não a machucar a pele.

bolsa..sanityÁGUA QUENTE: O AQUECIMENTO PROVOCA RELAXAMENTO MUSCULAR

A água quente utilizada por meio de bolsas térmicas ou em compressas é o método indicado quando há dores musculares, principalmente secundária à contratura muscular, pois o aquecimento promove o relaxamento muscular, diminuindo os espasmos e reduzindo o desconforto. O procedimento também é um grande aliado após os momentos de grande tensão e estresse, promovendo uma sensação de conforto.

DORANTI-INFLAMATÓRIO TÓPICO: ALÍVIO DA DOR LOCAL

O medicamento no formato aerossol (spray) tem a função de diminuir o processo inflamatório e auxiliar no controle da dor dos locais acometidos por lesões, ajudando na recuperação do atleta. Esse método pode servir de complemento tanto ao uso do gelo, quanto ao de água quente.

MARI KALIL: Os cinco benefícios de dormir do lado esquerdo do corpo

Mas é importante ficar atento, segundo a médica.

– Caso nenhum dos métodos citados traga alívio ao problema, procure um especialista imediatamente para avaliação. Quanto mais rápido o diagnóstico, mais ágil será a recuperação e a volta aos treinos.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.