Pesquisa revela quais são as principais queixas das mulheres com seus cabelos

O Brasil é o quarto maior mercado consumidor de produtos para higiene pessoal, perfumaria e cosméticos do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, China e Japão, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. E em um setor com constantes lançamentos de produtos, a maior preocupação das mulheres brasileiras em relação a seus cabelos é com a caspa. É o que aponta a Avaliação de Beleza, levantamento conduzido pelo Grupo Minha Vida com 25.800 mulheres maiores de 18 anos.

Para a dermatologista Bhertha Tamura, a preocupação com as caspas, apontada por 26% das respondentes da pesquisa, condiz com as queixas das pacientes que atende em seu consultório:

– Juntamente com a queda de cabelo, a caspa está entre as principais preocupações das mulheres. Estresse do dia a dia, usos de produtos não indicados, alergias e químicas podem causar o surgimento da caspa, que, por sua vez, é um dos motivos da queda de cabelo maior do que o normal. Nesses casos, o acompanhamento médico, a suspensão de cosméticos que podem causar irritação e o uso de produtos adequados resolvem o problema – diz ela.

cabelo-volume-03CABELO COM VOLUME: BONITO NA PASSARELA, MAS UMA DAS PRINCIPAIS QUEIXAS DAS MULHERES

Outra preocupação comum relatada pelas respondentes da Avaliação de Beleza é com excesso de volume. No total, 16% das mulheres declaram se preocupar com esse problema, sendo um apontamento mais relatado por mulheres que não têm cabelos lisos. Dentre as demais preocupações apontadas pelo levantamento está a falta de crescimento dos fios, questão citada por 15% das respondentes. A médica explica que é comum mulheres mais velhas relatarem problemas com o crescimento dos fios:

– A partir dos 50 anos, o corpo começa a mudar. Os folículos capilares vão ficando atrofiados e as glândulas da região passam a produzir menos gordura. Em consequência disso, os cabelos ficam mais finos e mais ralos, e o crescimento mais lento – explica.

+BELEZA: Chega de frizz! Amiga Mari aponta soluções e apresenta produtos para todos os cabelos

A especialista chama a atenção que, quando observada em pessoas mais novas, pode se tratar de um problema genético.

queda-de-cabelo-femininoCALVÍCIE FEMININA: DEZ POR CENTO DAS MULHERES TÊM ESTA PREOCUPAÇÃO

A Avaliação de Beleza aponta ainda outras apreensões da mulher brasileira em relação a seu cabelo. Para Márcia Netto, diretora do Minha Vida, essa pesquisa possibilita aos usuários uma reflexão sobre seus hábitos diários:

– A ferramenta online proporciona aos respondentes autoconhecimento e análise do nível de cuidados com corpo, pele e cabelos. Como temos muitos acessos em nosso site, chegando a mais de 25 milhões de visitantes mensais, as pesquisas periódicas que realizamos são fundamentais para entender como nosso público pensa e toma decisões.

frizzFRIZZ: PROBLEMA ESSENCIALMENTE ESTÉTICO, MAS RELEVANTE PARA ELAS

O aparecimento de frizz (10%), a calvície (10%) e a oleosidade na raiz com ressecamento das pontas (5%) são as demais preocupações apontadas na análise. De acordo com a dermatologista Bhertha Tamura, a oleosidade excessiva pode estar relacionada com problemas mais complexos:

– Geralmente, o cabelo oleoso é mais observado em adolescentes que estão passando por mudanças hormonais típicos da puberdade. Quando ocorre em mulheres mais velhas, é necessário investigar a causa, pois pode ser sinal de problemas de saúde, como desregulação hormonal e síndrome do ovário policístico – alerta.

A médica ainda explica que ressecamento e pontas duplas são sinais de que o cabelo precisa de cuidados mais intensos:

– São indicações de que o cabelo precisa de hidratação e nutrição, para que os fios se recuperem de danos causados por procedimentos químicos e pela alta temperatura de chapinhas e escovas.

pontas-duplas-1PONTAS DUPLAS: SINAL CLARO DE QUE O CABELO NECESSITA DE TRATAMENTO

Dicas para os cabelos bonitos e saudáveis

Bhertha Tamura dá dicas para garantir que os cabelos estejam sempre saudáveis e bonitos:

· Alimentação Balanceada: “Quando o corpo tem deficiência de vitaminas, os cabelos e as unhas são os primeiros a refletirem. É importante ter cuidado com dietas restritivas e procurar sempre acompanhamento de nutricionista para garantir o consumo de vitaminas e proteínas esteja adequado com as necessidades do corpo”.

· Vida Equilibrada: “Os cabelos também revelam quando não estamos bem psicologicamente. Estresse, ansiedade e depressão podem causar enfraquecimento e queda dos fios”.

· Higiene: “É mito de que lavar demais enfraquece os cabelos. A limpeza contínua é fundamental, mas cada cabelo, dependendo da oleosidade natural, tem uma necessidade diferente, que pode variar de lavagens todos os dias ou uma vez por semana. O importante é evitar prender e dormir com cabelos ainda úmidos”.

· Produtos adequados: “O brasileiro é muito vaidoso e costuma usar muitos produtos de beleza, inclusive no cabelo. O problema está em usar muitos produtos fortes, que podem irritar o couro cabeludo. Às vezes, a pessoa usa tantos produtos, que nem sabe qual está fazendo mal. É necessário tomar cuidado na aplicação, evitando passar na raiz e, ao notar alguma reação adversa, é importante suspender o uso e procurar um dermatologista”.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Ensalada de Durazno: pêssego queimado, folhas verdes, queijo de cabra, pistache, cebola roxa e um molho vinagrete indescritível. Autor: @francismallmann @restaurantegarzon 👌🏻♥️🇺🇾
  • Leva um tempo até a gente perceber que por trás da figura de mãe existe também uma mulher como nós. Com gostos, desejos, anseios, vontades, expectativas, decepções. Não dizem que são nas viagens que a gente conhece profundamente a essência dos amores e amigos? Pois viagens também contribuem para aproximar mães e filhas no papel de duas mulheres adultas e companheiras. Em nossas viagens, mãe e eu convivemos com nossas imperfeições e fizemos mútuas descobertas – das profundas às mais comezinhas. Ela bebe pouca água; eu vivo com uma garrafa na mão. Ela critica a minha garrafa; eu critico a falta de água no organismo dela. Ela já planeja a Páscoa do ano que vem; eu ainda nem cheguei no próximo Natal. Ela não compreende a minha falta de planos; eu não entendo a ansiedade dela. Ela pensa em voz alta; eu reflito em silêncio. Ela diz pra eu falar alguma coisa; eu suplico que ela cale a boca por cinco minutos. Ela prefere o sol do meio-dia; eu prefiro o ar-condicionado. Ela diz que estou branca feito um bicho da goiaba; eu respondo que ela está laranja feito um nacho de Doritos. Agora estamos de novo aqui, juntas, em viagem, sentadas na grama da praça de José Ignacio. Que bom, né, mãe? Que bom que a vida nos concedeu este prazo para descobrir ainda a tempo o privilégio de passearmos juntas por aí e explorar como adultas esta delicada amizade — e o que existe de melhor em cada uma de nós. ♥️ #amordemãe #amordefilha #viajecomsuamãe
  • Né?! 👌🏻
  • Início de namoro no balanço. Fazenda Tapera, Santo Augusto, RS. Junho 2007. #tbt #valentinesday2019 ♥️
  • Uma tarde em família descobrindo @pueblogarzon e as maravilhas da cozinha do @restaurantegarzon do super chef @francismallmann 👌🏻🇺🇾🐶 #uruguay #poraí #francismallmann
  • “Não existe uma raça superior. Tem tanto valor um porteiro quanto um médico, porque cada um desempenha o seu trabalho com dignidade e cada um é importante para toda a sociedade. Nós não vamos acabar com os problemas sociais enquanto não mudarmos nossas cabeças e exigirmos dos que estão acima de nós o respeito que o povo tem que ter e merece ter. Tem que nos dar respeito, e não caridade pública, mas respeito”. Dona Mercedes, mãe de Ricardo Boechat. A fruta não cai longe do pé. 🖤 #rip #ricardoboechat