Atenção aos sinais

Foi há dois anos, colocando a mesa para o jantar, que senti uma coceirinha num ponto em cima do ombro direito. Parecia mordida de mosquito. Sem perder a concentração quanto ao lado certo do garfo e da faca (sim, eu adoro regras de etiqueta!), passei o dedo naquele pontinho e cocei. Senti algo molhado. Olhei para o dedo.

blood-drop-injured-finger-15708923ESTAVA SUJO DE SANGUE

Espiei por cima do ombro. O que sangrava não era uma mordida de mosquito qualquer, era um sinal. Um sinal entre tantos outros sinais que tenho pelo corpo. Na manhã seguinte, fui ao dermatologista. Na semana seguinte, veio o diagnóstico: meu sinal era um melanoma. No outro dia, dei entrada na Santa Casa de Misericórdia para, sob efeito de anestesia geral, remover o máximo de tecido do ombro a fim de tentar cortar pela raiz qualquer célula cancerígena que pudesse ter se espalhado.

homem-vade-retroVADE RETRO, SATANÁS

A história completa e em detalhes da descoberta do melanoma, do pré e pós-operatório, está contada, entre tantas outras histórias, em meu segundo livro, Vida Peregrina.

vidaperegrina280OI, BONITÃO!

Melanoma representa 5% dos tipos de câncer de pele e é o mais grave, com alta taxa de mortalidade nos estágios mais avançados, visto que aumenta a probabilidade de formação de metástases – o que complica o quadro e dificulta a cura. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o câncer de pele é responsável por cerca de 70 mil mortes a cada ano, 80% das quais causadas por melanomas. Mais da metade dos pacientes tem menos de 59 anos. É considerado um câncer que atinge pessoas jovens e o tipo que mais vem crescendo a cada ano.

grafico-alcista-ibexPARA O ALTO E AVANTE

Dia desses, fazia exames de rotina na Unimed (mesmo após a retirada, o melanoma exige anos de exames de rotina) e conversava com a médica sobre o assunto, quando ela contou sobre o impressionante crescimento do câncer de pele nos últimos tempos. Tive que concordar ao lembrar que, só nas minhas relações, conheço quatro pessoas diagnosticadas com a doença. “Os pacientes estão conseguindo se curar, doutora?”, eu quis saber. “Os mais jovens, sim, pois estão mais informados e procuram auxílio a tempo. Já as pessoas mais velhas ainda desconhecem bastante a gravidade dessa doença e não dão bola quando alguma mancha nova aparece ou sofre mutação”, ela respondeu.

angry-woman-585x389FAÇAM O FAVOR DE DAR BOLA, PESSOAS MAIS VELHAS!

bento1ELA FICA DANDO LIÇÃO DE MORAL NOS MAIS VELHOS

Uma das mais respeitadas revistas científicas do mundo, a americana Science, divulgou uma reportagem semana passada alertando para o fato de que um quarto das células da pele de pessoas de meia idade já deram os primeiros passos em direção ao câncer de pele. Análise de amostras de pele de pessoas com idades entre 55 e 73 anos descobriram mais de cem mutações de DNA ligadas ao câncer em cada centímetro quadrado de pele. Desde a descoberta do melanoma, tenho sido absurdamente observadora de sinais em mim e nas outras pessoas.

olivia10ELA PERDEU UM POUCO A NOÇÃO

bento1ELA FALA COM QUEM NÃO CONHECE

Não me reprimo mesmo a chamar atenção para um sinal feio que percebo em alguém – seja no vendedor da Vivo, na caixa do supermercado, no garçom do restaurante, na moça da sorveteria… Eu falo – e falo mesmo. “Desculpa se parece uma intromissão, mas já consultou sobre este teu sinal?”, pergunto. Cem por cento das vezes, ouvi a resposta “não”.

18-por-ai-mulher-apontando1POIS DEVERIA CONSULTAR JÁ!!

olivia10BENTO NÃO QUER MAIS SAIR COM ELA

bento1SÓ DE PERUCA E ÓCULOS ESCUROS

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Daí a dona Maria, responsável pela limpeza da Secretaria de Turismo de Porto Alegre, viu no Band Mulher que a Mariana falava sobre a Nova Orla do Guaíba e do desejo de andar no ônibus de turismo. Daí a dona Maria chamou o diretor da secretaria, Roberto Snel, pra ver aquela menina falando maravilhas da cidade na TV. Daí o Roberto Snel e sua equipe chamaram a Mariana para mostrar as mil e uma iniciativas de turismo em Porto Alegre. Daí a Mariana ficou encantada e prontamente aceitou ser a embaixadora informal do turismo da nossa cidade. A seguir cenas de incríveis próximos capítulos! #visitportoalegre ♥️
  • Ninguém pode se queixar da falta de um amigo podendo ter um cão ♥️🐶♥️ #20dejulho #diadoamigo
  • De uma viagem a trabalho para o Oriente Médio, nasceu um livro. Deste livro, uma carreira de escritora. Desta carreira, o desejo de empreender. Deste empreendedorismo, um blog que agora virou coluna no Band Mulher e na BandNews FM. E muito ainda está por vir. O #tbt de hoje é pra relembrar com carinho o início de tudo ♥️ Deserto do Sinai, Egito. Outubro/2010. #peregrinadearaque #livro #porai #bandrs
  • Quando um bolinho de bacalhau é um bolinho de bacalhau ♥️ #pampulhinha
  • Vamos dar uma dormidinha e já voltamos 😴🐶♥️ #domingonoparque
  • Quando a gente trabalha com o que ama! ♥️ Imagens: @carloseduardosperotto #porai #bandmulherrs