Estou na fase da comida congelada. Afinal, para que complicar a vida?

Me sinto um pano de chão fedorento, surrado. Me sinto um traste exausto neste início de tarde de quarta-feira. Já almoçaram? Eu ainda não. Tenho uma refeição de astronauta da Delight me esperando. Chico chama minhas comidinhas congeladas de refeição de astronauta porque elas vêm lindamente embaladinhas e parecem prontas para embarcar para o espaço.

Olha!

unnamedEIS O MEU CONGELADOR ABARROTADO DE COMIDA DE ASTRONAUTA NA PRATELEIRA DO MEIO

unnamed1EIS O QUE VOU ALMOÇAR DAQUI A POUCO…
Peixe Escabeche!

PEIXEEIS O QUE TEM DENTRO
Peixe com molho de tomate, pimentão, azeitonas e suflê de legumes

Depois de uma noite insone, em que despertei com os olhos esbugalhados às 3h, não consegui dormir até às 4h pensando em tudo o que tinha para fazer, resolvi levantar e vir para o computador até à 6h, voltei para a cama e dormi mais um pouquinho até às 8h, cá estou eu, em meu bunker-escritório com os olhos vermelhos e a sensação de ter corrido uma maratona quando ainda nem são 2h30 da tarde.

bento1125HOJE FOI DIA DE BANHO

Após o passeio com as criaturas, voltei correndo para casa, peguei a chave do carro e larguei um em cada pet – Bento na Pet da Rita; Mana na Pet Parcão. Mas por que largar um em cada pet, Mariana? Porque a logística é a seguinte: eu tenho sempre consulta psiquiátrica às 11h de quartas-feiras (daí o motivo de eu ser uma pessoa com plenas capacidades mentais). Então, saio de carro com os dois, largo Mana, largo Bento, consulto, pego Mana, pego Bento e venho para casa.

scared-womanQUASE NADA CANSATIVO

bento1125A GENTE VEM BERRANDO NO CARRO

mulher-arrancando-os-cabelosÉ QUASE ENLOUQUECEDOR

Felizes e faceiros por estarem limpos (depois do estresse de serem arrastados para a pet) e morrendo de fome, os dois vêm fazendo concurso de gritos, uivos e latidos. Chegam em casa se deslizando para a cozinha e continuam berrando – sobretudo o animal.

bento1168SINTO DAS FOMES DEPOIS DO BANHO

Eu? Eu que me dane se estou com fome ou não. Preciso preparar a comida dos anjinhos – e, claro, dar o arsenal de medicamentos de cada um. Sim, porque eles sempre têm alguma coisa para tomar. Feito tudo isso agora há pouco, ainda fui me atirar no chão para limpar um xixi (do animal, ressalte-se). Sim, porque agora Bento tem o álibi de que a Mana ainda está aprendendo a não fazer xixi em casa (e está evoluindo muuuito, diga-se de passagem) e acha que eu não sei que ele está usando este álibi para aliviar a água do joelho de vez em quando.

bento1168SOU DOS ESPERTOS

Assim, exausta e ainda sem almoçar minha comida de astronauta, vim aqui contar toda essa lenda. É que escrever me acalma e coloca minhas ideias no lugar, sabe assim?

woman-praying13-332x499OBRIGADA POR EMPRESTAREM OS OUVIDOS

Mas por que diabos eu resolvi comprar 14 refeições da Delight ali na Casa do CREEO? Explico: cheguei a um impasse aqui em em minha humilde residência: meu marido gosta de jantaaaaaar. Já comentei sobre isso. Gosta de comer um carreteiro, um arroz com linguiça, um feijão, sabe assim? E assim não há cristo (no caso, eu) que consiga emagrecer. Como ando absolutamente sem tempo de fazer pesquisas de comidinhas light para dar para a Rosa preparar, apelei para a praticidade. Fui ao CREEO e comprei minhas porções. Assim sendo, enquanto ele come faceiro o arroz com linguiça dele, eu como a minha comidinha light e todo mundo fica feliz.

POR UMA MESA MAIS DIVERTIDA

Não é a primeira vez que eu apelo para esse tipo de praticidade. Quando trabalhava na redação de Donna, costumava levar minha marmita com bandejinhas congeladas. Teve uma época em que variava entre Sabores Light, Aninha Comas e Delight (que vem a ser a empresa que fornece as comidas do CREEO). Todos oferecem ótimas refeições congeladas. Indico muito para quem tem o mesmo problema que o meu. Pretendo voltar a fazer esse revezamento agora, nesse tempo de lançamento de livro, de novo portal, de viagens de divulgação, de palestras, de cachorros mijões, em que o tempo que menos tenho é para pensar em forno e fogão. Afinal de contas, se a gente pode simplificar, pra que complicar, não é mesmo?

a-felicidade-nas-coisas-simples-da-vida-por-fabricia-ribeiro1A VIDA É MUITO CURTA PARA PERDER TEMPO COM FALSOS PROBLEMAS

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram has returned invalid data.