Não sou mais a mesma depois dos 40

Hoje coloquei em prática mais uma das minhas resoluções para 2015: (re)iniciei as aulas de ioga. Foi ótimo. Ótimo, não. Foi incrível. Foi uma bênção na minha vida. Foi a melhor e maior resolução que eu poderia ter tomado em meu benefício nos últimos tempos. Jamile, minha professora da BIJAM YOGA, ali na rua Fernandes Vieira, entendeu direitinho meus anseios e desejos com as aulas.

Sofri! Nossa, como sofri neste recomeço. Senti como se meu corpo estivesse desatando muitos nós. Terei um trabalho árduo e danado para me tornar a iogue que fui um dia, mas vou chegar lá. No final da aula, conversava com a Jamile sobre as mudanças que os anos promovem no nosso corpo e no nosso metabolismo. Cada vez que toco neste assunto na minha casa, minha mãe manda eu calar a boca e diz que eu não sei o que é fazer 60. Não sei mesmo. Um dia, oxalá, venha a saber. Mas sei o que é fazer 40. E sei que 40 é um marco.

mulher-doidissima1PARECE QUE TUDO CAI

Cai a visão, cai a velocidade do metabolismo, cai a facilidade de emagrecer, cai a capacidade de beber uns bons drinques numa noite e trabalhar como se nada tivesse acontecido na manhã seguinte. Tudo cai. Não estou reclamando, que fique claro. É apenas uma constatação. E encontrei na Jamile uma boa ouvinte.

bento1CONTA O QUE ELA DISSE

mulher-doidissima1QUE EU NÃO SEI O QUE É FAZER 50

Sério agora. Jamile ficou me contando de coisas que mudaram quando ela completou não 50, mas 52. E eu respondi “bingo”! Também senti mudanças não com 40, mas com 41. Achei que a coisa já tinha chegado ao seu limite. Mas então, ontem, cheguei aqui na redação e havia um cartãozinho na minha mesa. Peguei para ler, como sempre faço. Foi quando aproximei dos olhos e tudo embaralhou.

MULHER PANICO QUE É ISSO?

Atirei aquele cartão longe e fiquei olhando meio de lado para ele. Peguei de novo e aproximei dos olhos. Tudo embaralhado de novo. Foi quando eu percebi que, aos 42, minha visão também estava pior. Eu não enxergava mais de perto. Me tornei, do dia para a noite, uma daquelas pessoas que vai ao restaurante e tem que afastar o cardápio para escolher o prato, sabe assim?

bento1QUE MICO

Se antes eu fechava a boca, no outro dia acordava mais magra. Hoje, posso fechar a boca durante uma semana. Nada acontece. Se eu não me matar estrebuchada em cima daquela maldita esteira, não perco um grama. É lei: o metabolismo torna-se mais lento depois dos 45 anos porque, a partir dessa faixa etária, há redução da massa muscular, responsável também pela queima calórica. Unindo o sedentarismo à menopausa, tem-se o risco de ganhar cerca de meio quilo por ano.

mulher-rezando-sepiaMEIO QUILO POR ANO

A verdade é que, depois dos 40, o organismo entra em outro ritmo, motivado pelas mudanças hormonais. Não é mais apenas a dificuldade de engravidar ou de emagrecer que vem junto com a idade. Mas toda uma série de dificuldades de um conjunto de funções biológicas que é nosso corpo. Alterações na tonicidade muscular, na densidade óssea e no metabolismo acontecem. E não dá pra se entregar.

httpwpclicrbscombrporaifiles201210mulherbrava1pngJAMAIS!

Fui estudar mais a fundo para entender porque sinto não ser mais a mesma depois dos 40 e descobri várias razões cientificamente comprovadas. Não é apenas uma impressão esta minha mudança. É fato. Nesta idade, costuma ocorrer a sarcopenia – nome que se dá à redução da tonicidade muscular. Ocorre principalmente a partir dos 45 anos, quando estima-se perder cerca de 200 gramas de músculo por ano. Ou seja: só piora.

enxaqueca21SÓ PIORA

A gordura abdominal é outro fator… Abominável! Sim, eu sou uma pessoa com mais gordura abdominal – e ela apareceu do dia para a noite. Após os 40, o corpo feminino fica mais propenso ao aparecimento desta, digamos assim… Protuberância. E isso nem sempre é desleixo ou gula, sabe assim? E sou um exemplo vivo disso: me alimento como sempre me alimentei e não tenho mais o mesmo corpo.

mulher-blusa-vermelha-nao-quero-ver2… E TUDO VAI PIORAR

Próximo ao período da menopausa, os níveis de cortisol e insulina são reduzidos, o que incentiva o acúmulo de gordura justamente no abdome. Outra mudança impressionante que tenho sentido é na capacidade aeróbica. Ok, nunca fui muito de fazer exercício aeróbico, mas já sofri beeem menos. De novo é uma questão da idade: a capacidade aeróbica começa a ficar menos vigorosa ainda na juventude em torno dos 25 anos. A partir daí, o sistema cardiovascular sofrerá quedas de aproximadamente 10% a cada década.

mulher chorandoDEZ POR CENTO A CADA DÉCADA

Diminuição da densidade óssea é outro problema que chega com a idade. Pode começar a ocorrer após os 35 anos, principalmente se houver sedentarismo e alimentação pobre em cálcio (daí a gritaria da minha médica para que eu coma queijo e iogurte). Pesquisas indicam que até os 70 anos, há possibilidades de a massa óssea ser diminuída em 30%.

: A arte de envelhecer

Lembro sempre da musa Jane Fonda que deu como exemplo de uma beleza eterna a disciplina de exercitar-se com regularidade + descansar profundamente à noite. Esses fatores, ela contou, melhoram a aparência, retardam os sinais de envelhecimento e sintomas de cansaço e ajudam a evitar a queda imunológica e o aparecimento de doenças.

professoraEXERCÍCIO + BOA NOITE DE SONO = LONGEVIDADE

Acho esse ensinamento sobre o poder de uma boa noite de sono incrível: durante o sono profundo, o organismo lança mão de uma série de processos bioquímicos, como a produção intensa de proteína, que restaura o corpo e a mente, revigora os órgãos, beneficia a pele, potencializa a disposição e equilibra os hormônios. Traduzindo: à noite, durante o sono, o corpo “aproveita” tudo aquilo de bom que lutamos para dar a ele ao longo do dia.

:Nova esperança para o reumatismo

Outro fator interessante é a produção do hormônio GH, conhecido como sendo o do crescimento, que acontece durante o sono. Nos adultos, a função dele é estimular a disposição física, fortalecer ossos e cabelos e contribuir para a manutenção da massa muscular. Se você dorme bem, produz taxas satisfatórias de GH e favorece o estado geral do corpo, suavizando os sinais de envelhecimento.

bela2QUERO SER VOCÊ AMANHÃ

Agora, a parte na qual estou investindo muito: ganho de massa muscular. Tenho feito ioga e treinamento funcional. Tudo porque é possível, sim, aumentar o metabolismo de 20% a 40% com atividade física de moderada a intensa. Ainda me falta encontrar mais tempo para a esteira, mas é aquela coisa: o que a gente não gosta sempre fica para depois…

mulher com raivaMALDITA ESTEIRA

Meio quilo de músculo faz o corpo gastar três vezes mais calorias – e, ao trabalhar a musculatura, o corpo volta a ficar definido, o metabolismo é acelerado, o gasto calórico estimulado e até mesmo a densidade óssea é intensificada. Assim, pode-se reverter o quadro “anunciado” pelo passar dos anos.

A conclusão que tiro de tudo isso?

03-por-ai-mulher-gritando5HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL

Compartilhar
mariana

mariana

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é sócia-diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

1 Comentário
  1. Me identifico em tudo….
    Antigamente fechava a boca e malhava afinava rapidinho… depois dos 40 fechoa boca, malho pra caramba e NADA!!! Também não é ssimmm… antes perdia fácil 1 kg por semana com dieta e exercício. Hoje, com 41, como muuuito menos, malho mais e preciso de 3 semanas para reduzir 1,5 kg.
    Ainda não senti diferença na visão, mas deve ser porque sempre usei óculos para miopia e astgmatismo, então está compensando, rsrsrs…
    A diderença maior eu senti em relação a filhos. Quando tive o meu primeiro filho, tinha 26 anos, engordei 21 kg (absurdo), mas perdi 23 kg rapidinho. Já na segunda gravidez, aos 37 anos, engordei 14 kg e demorei praticamente 1 ano e meio para reduzir, acho até que armazeno alguns deles até hoje, rsrs. Bendito metabolismo… Abraço.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • "Foi a melhor palestra que já assistimos". Tem coisas que o dinheiro não compra. Para todas as outras existe o testemunho da @tatilaschuk e do @betofabbrin de que ouvimos esta frase ao final da palestra na @uniritterdesignweek, né @mairafranz? ♥️🙏🏻🙌🏻 Gratas pela confiança @uniritter
  • É amanhã nossa palestra na @uniritterdesignweek! O tema: como construir uma marca com conteúdo, transparência e verdade. Obrigada pelo convite @uniritter! Dormindo cedo hoje, hein sócia @mairafranz 😜#implicandocomaloira #uniritter #uniritterdesignweek #9h #CampusdaFAPA
  • Kale Chips: folha de couve crespa, desidratada e temperada com pasta de castanha de caju, pimentão vermelho, suco de limão siciliano e pimenta caiena) 🌶Pensa numa coisa ardida e croc! #semfiltro #urbanfarmcy
  • Pipoca e altos papos ♥️#joãobenício #amordosdindos
  • Muito honrada com o convite da @uniritterdesignweek para ministrar a palestra "Conectando Marcas e Pessoas por meio de Conteúdo com Transparência e Verdade". É na próxima terça 17, às 9h, no Campus da FAPA que subo ao palco com a @mairafranz pra um papo sem fórmula mágica. Todos convidados!!! #uniritterdesignweek #uniritter
  • Então você foi a aluna eleita de hoje para posar no paredão anti-fashion. Motivo? Seu Crocs verde tartaruga 🐢🐢#yoga #sattvashala #aulaonoferiado