O estresse que vem com um texto e as medidas que se vão com um chá

Acabo de finalizar minha coluna que sai publicada na revista Donna do próximo fim de semana e é impressionante o cansaço mental que ela me provoca. Inclusive, peço licença para pegar um café bem forte antes de continuar.

(Mariana levanta-se e vai até a cozinha preparar seu café).

Pronto, voltei. Levei este assunto até para a cadeira da psiquiatra, dá para acreditar? Nenhum post que escrevo aqui no Por Aí, meu querido e amado blog-diário me provoca tanta estafa dos neurônios como esta coluna. Sempre foi assim, desde quando era editora da revista. Minha médica me provocou sobre o assunto na tentativa de tentar entender – e de me fazer entender, sobretudo – por que me deixo chegar a este nível de estresse. Se eu cheguei a uma conclusão? Sim, cheguei: excesso de perfeccionismo, desejo de agradar todos os leitores.

bento1123NEM JESUS CRISTO CONSEGUIU

manaMAS ELA TENTA TODA SEMANA

crying2-425x499TENTO E SOFRO

Não estou dizendo com isso que não me esforce para agradar aqui também. Claro que sim. Claro que desejo que minhas histórias passem alguma mensagem, façam algum sentido ou, ao menos, ofereçam alguns minutos de distração, algumas risadas e esquecimento das mazelas da vida cotidiana. Mas é diferente escrever aqui e escrever no papel. Aqui, sei quem são vocês, a gente fala a mesma língua, vocês me acompanham diariamente, estão por dentro da minha vida, assistem à minha novela particular… E aqui eu posso despejar mais conteúdo, posso ir escrevendo o que me dá na telha, refletindo e escrevendo ao mesmo tempo, sabe assim?

coluna 54453_4844618100920687058_nAQUI NÃO!

Neste espaço de uma página, eu tenho que, primeiro de tudo, fazer o texto e as fotos caberem no espaço de uma página. Tenho que ser muito mais objetiva, do contrário sairia escrevendo pelas páginas seguintes. Então, o fato de ter que sintetizar pensamentos já é um passo para aquele bloqueio mental. O outro passo maior para este bloqueio estressante é selecionar o assunto.

mulher-arrancando-os-cabelos1SOBRE O QUE VOU ESCREVER, JESUS?

mulher-com-vergonha1TODA SEMANA É O MESMO DILEMA

Quando comecei a coluna, pelo fato de escrever em um suplemento feminino, levava este assunto mais livre. Falava de mulher para mulher e pronto – e neste terreno cabia desde batom nude até conquistas feministas. Só que este público ampliou-se – e a quantidade de emails de homens que venho recebendo dizendo que me leem só faz aumentar. Fora as crianças, fora as professoras que levam a coluna para servir de assunto em sala de aula! Agora me diz: como é que eu não vou ficar neurótica sabendo que meu texto é levado para salas de aula para servir como objeto de estudo?

mulher-doidissima5-594x499COMO?

586crazy-woman-calls-her-ex-boyfriend-65000-times-1050998-flash-1050998-flash4ME DIZ?

É claro que fico lisonjeada por contribuir para a educação, é claro que adoro saber que homens também abrem a revista e gostam de me ler – e mandar emails. É por isso mesmo que não quero decepcionar ninguém. Dá para entender? E nesse afã de pensar sobre qual assunto devo escrever e que será interessante para mulheres, homens, senhoras, senhores, crianças, estudantes e professoras que fico nesse estado catatônico de blecaute.

scared-woman-679x4991É UMA SENSAÇÃO HORRÍVEL

anigifenhanced-buzz-5444-1354297408-3NEURÔNIOS SE DEBATENDO EM ESTADO CONVULSIVO

Mas agora passou, obrigada. Obrigada pelos ouvidos para o desabafo. Acabei de enviar a coluna. Fim de sofrimento por esta semana. Deixa eu falar de outro assunto para não parecer que vivo me lamuriando, o que não deixa de ser verdade.

bento118PELO MENOS ELA TEM NOÇÃO

Aprendi uma receitinha barbada de um chá termogênico para ser tomado quente ou frio. Para quem não sabe, chás termogênicos contribuem para acelerar o metabolismo, o que contribui para o emagrecimento. Trata-se de chá de hibisco com canela e gengibre. Quem me ensinou foi a super Carina Borges, amiga da Turma da Mari. Atentem para a barbadinha. Apenas precisamos de:
– 2 colheres de sobremesa de Hibisco
– 2 unidades de canela em pau
– 2 lascas de gengibre.

Então, basta ferver 500ml de água, colocar o hibisco, a canela e o gengibre dentro, tampar, esperar uns minutos (fui tomar banho ontem de noite, sem lavar o cabelo, o que demorou uns 10 minutos) e pronto. Daí é só levar para a geladeira e beber no outro dia de manhã e também à tarde.

Olha!

índiceOOOOOOOOHHHHHH!
Linda cor, né? Fiz ontem à noite e coloquei neste pote com tampa para não pegar cheiro de geladeira, sabe assim? Hoje de manhã, bebi geladinho

bento1123QUE FOTO HORRÍVEL

mulher-doidissima5-594x4992QUE CACHORRO MALA

índice1CHÁ DE HIBISCO E CANELA EM PAU
Comprei ontem no Zaffari junto com o gengibre

Confesso que pensei: “Onde raios eu vou encontrar hibisco?”. Mas foi barbada. Ok, eu sei que poderia ter colocado o chá numa linda xícara e ter feito uma foto digna de Instagram, mas vocês entenderam a operação, né? Ótimo. Então, é isso! Aconselho o chá de hibisco. Refrescante e emagrecedor.

Ahhhhhhh!!SÓ ISSO, MARIANA?

olivia101TU NÃO VAI CONTAR MAIS NADA DE NOVO?

manaSÓ RECLAMAR, DAR UMA RECEITA DE CHÁ E IR EMBORA?

mulher-desconfiada1É QUE ESTOU COM A CABEÇA UM POUCO CANSADA…

bento1123QUANDO EU DIGO QUE ESSE BLOG É UM DESSERVIÇO, ELA BRIGA COMIGO

Compartilhar
mariana kalil

mariana kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

3 Comentários
  1. Mari não te cobres tanto. Tua coluna é incrível e o teu blog é o meu mundinho a parte, é um lugar que vou pra relaxar uns minutos em meio à correria. Um dia tu vai conseguir equilibrar e não estressar tanto, mas tens que treinar. Bjs.

  2. Amei seu texto… Excelente trabalho… Mas não fique assim, a vida nos exige muito, ainda mais nós q somos mulheres e que corremos atrás do mundo, q não paramos nunca, chega uma hora q tudo entra em colapso e não podemos nos abalar, pois apesar de sermos consideradas como sexo frágil, não somos frágeis não, somos fortes, guerreiras e vamos a luta sempre… Parabéns pela jornalista q és… Muito sucesso p vc… Bj

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram has returned invalid data.