O peixe de forno que é uma barbada!

Tenho o “azar”de ter na família um cunhado que sabe tudo de cozinha: o Magro, mais publicamente conhecido como Pila, de nome completo Rodrigo Pila, músico da banda BIDÊ OU BALDE. O que eu gosto na comida do Magro é que ela é descomplicada, é pra gente que trabalha, que chega em casa meio cansada, mas não abre mão de uma comidinha saudável no lugar de congelados.

Sempre que estamos desfrutando de férias em família, Magro gosta de ir para a cozinha. Por ele, iria todos os dias, mas a gente não deixa, pois lembra que ele também está de férias – apesar de ele insistir que cozinha é sinônimo de férias também. No início do ano,  Magro fez um prato que deixou a todos com água na boca: peixe no forno. Algo simplíssimo de fazer, mas que passa batido pelas nossas ideias quando estamos naquela roda viva de trabalho em Porto Alegre. Peixe é sempre a última coisa que lembramos de fazer em casa às 9h da noite, quando chegamos exaustas, vai dizer? Pois não deveria ser assim.

O peixe ao forno do Magro não tem mistério algum. Tanto não tem mistério algum que eu e o Chico conseguimos reproduzir esta semana – estamos os dois bastante lejos de sermos alguma coisa importante na cozinha. No dia do nosso peixe, uma tempestade desabava sobre Punta del Este. Não havia como sair de casa. Vento e chuva fortes. Passamos o dia pelo computador, com a TV ligada e os jornais à disposição. Lá pelas tantas, lá pelas 6h da tarde, como suele acontecer aqui em Punta, o dia abriu e fez sol. Estava fresquinho, o tempo ideal, sol e friozinho, e saímos a passear com o animal.

bento1ESTAVA DOS ENCLAUSURADOS

Saímos de casa com a roupa de ficar em casa mesmo e decidimos dar uma esticada até o Porto. A ideia era comprar ingredientes para reproduzir o peixe do Magro, abrir um vinho tinto e continuar por casa até o dia seguinte. Primeira parada foi supermercado para a compra de… Comece a anotar!
1) Gengibre
2) Alho
3) Cebola
4) Tomate
5) Pimentão amarelo (acho os outros fortes, mas vai do gosto de cada um)
6) Limão
7) Salsinha
PS: Tínhamos em casa o arroz negro para acompanhamento

A segunda parada foi nosso destino final, o Porto.

FEIRA 1489211_773533329402165_6467392895249630076_nMariana nas banquinhas do Porto atendendo ao chamado de seu marido para o “olha o passarinho!”

FEIRA 10915263_773533382735493_3827895597173492636_nMariana com roupa de ficar em casa interessada nas mercadorias de uma das bancas

FEIRA 10930183_773533352735496_7654951102043248584_nBento de sentinela preso próximo às bancas, mas sob vigilância ainda que à distância da Mariana. Motivo: não molhar as patinhas com a água que escorre no chão perto das bancas da lavagem dos peixes e frutos do mar

FEIRA 10924725_773533296068835_5361855365315882914_nOferta de uma das bancas! Buscávamos o melhor linguado e as melhores rabas

FEIRA 10933847_773533659402132_6345831438771195809_nA dona de outra banca arrumando sua mercadoria

FEIRA 10882376_773533499402148_1359361841441956366_nNossa compra entregue em duas sacolas plásticas separadas: 600 gramas de linguado e 200 gramas de rabas. Pagamos R$ 25 pela aquisição!

FEIRA 1966816_773533526068812_2678509458415957152_nGanhamos esse punhado de salsinha de brinde

FEIRA 10917081_773533476068817_1097437002756932372_nAs três lindas postas de linguado e as rabas devidamente colocados em uma fôrma para ir ao forno

FEIRA 10403385_773533429402155_3312357270839962115_nAgora, as postas e as rabas (lulas) cobertas com os ingredientes da receita. A quantidade vai muito do gosto de cada um. Nós colocamos três dentes de alho picados e a mesma quantidade de gengibre picado. Em seguida, esprememos por cima o suco de meio limão para cada posta e regamos com azeite de oliva. Neste momento, em levantei as postas para que o líquido entrasse por baixo delas também. Segui colocando cebola (cortamos uma inteira, mas usamos menos), um tomate, a salsinha, pimenta negra e um pouco de sal. Para finalizar, mais azeite por cima. Bastante azeite, sem pena. Quando achar que está ficando exagerado de azeite, é aí que está ficando bom. O ideal é cobrir o prato com papel laminado, que jurávamos ter em casa. Na falta dele, colocamos assim mesmo no forno. Sem papel, deixamos ficar um pouco mais, aproximadamente 30 minutos (íamos espiando, claro). Coisa de marinheiros de primeira viagem!

FEIRA 10646713_773533409402157_4348482508197924789_nTCHARAN!
O prato pronto para ir à mesa. Assim que coloquei o peixe no forno, comecei a fazer o arroz. Só que arroz negro demora um pouco mais para cozinhar do que o branco. Então, se essa for a sua ideia de acompanhamento, comece a fazer um pouquinho antes. Meu arroz não tem nada demais. Eu frito um pouquinho no azeite (aprendi com a Ju) e, em seguida, coloco o dobro de água e deixo cozinhando em fogo baixo. Como Chico é fissurado em amêndoas – e eu ainda não tenho em mãos a receita da Elis de arroz negro com amêndoas -, salpicamos mal e porcamente essas amêndoas por cima do arroz. E olha que ficou bom!

Sobre o prato: ficou uma delícia. Ficamos muito orgulhosos de nós mesmos e já entrou para nossa listinha de receitas fáceis de fazer em Porto Alegre. É aquela coisa: chega em casa, pica tudo, coloca no forno e vai tomar um banho. Quando volta, jantinha pronta para ir à mesa.

a-felicidade-nas-coisas-simples-da-vida-por-fabricia-ribeiroPORQUE A FELICIDADE ESTÁ MAIS DO QUE NUNCA NAS DESCOMPLICAÇÕES DA VIDA

Compartilhar
mariana

mariana

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é sócia-diretora de conteúdo do portal MK. É autora dos livros "Peregrina de Araque - Uma Jornada de Fé e Ataque de Nervos no Oriente Médio" (2011), "Vida Peregrina - Uma Jornada de Desequilíbrios, Tropeços e Aprendizado" (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. Dona do Bento, da Papaqui e tia da Olivia, vive em Porto Alegre ao lado do marido e dos peludos. Escreve diariamente na seção Por Aí, que funciona como uma espécie de blog e diário do site, e também nas outras seções do portal MK.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Privilégio fazer parte de um time genial de palestrantes ♥️ Repost from @feirabrasileiradovarejo Lançamento da #FBV17. De 12 a 14 de julho, esperamos você para um dos maiores eventos do varejo brasileiro.
  • É nós na #feirabrasileiradovarejo 💪🏻 "Negócios criativos em Moda na Internet"! Vai ser legal! Participe!! #sindilojas80anos #entreosgigantes
  • UMA TARDE PARA SEMPRE ♥️🐶 Repost from @mairafranz @TopRankRepost #TopRankRepost Foi cheio de amor 💜 gente querida e histórias inspiradoras! Um beijo bem carinhoso pra todo mundo que fez essa tarde ser pra lá de especial. Obrigada 🙌🏼🙏🏼#matilhafranzfabbrin #bento #papaqui #pets #lovepets #lovepetspoa #viralatas
  • Vó Arleta ♥️ #renato70 #diadefesta
  • Partiu aniversário do baba! #renato70 #diadefesta
  • DEFINA UMA TARDE FELIZ ♥️Repost from @carinaborgesnutrifisio @TopRankRepost #TopRankRepost Estava incrível, falar sobre saúde com este time foi demais!#mundoverdetalkspoa #mundoverdetalks #gratidão #nutricarinaborges #carinaborgescentrodermatofuncionalenutricao @paloremo @lucaspretto @carinaborgesnutrifisio