Por que você deve parar (hoje!) de lavar a lingerie na hora do banho

Se você não é adepta de lavar a lingerie na hora do banho, embaixo do chuveiro, pelo menos conhece alguma amiga que é. Trata-se de um hábito muito comum entre as mulheres no mundo inteiro. Os motivos variam: aproveitar o momento, economizar água e energia, tratar melhor a peça do que ela seria tratada em uma máquina de lavar. Fique sabendo, no entanto, que este hábito não é correto.

O banheiro é um local propício para a proliferação de bactérias e deixá-las secando neste ambiente úmido pode contribuir para trazer doenças. Mais: por serem confeccionadas com tecidos leves e sensíveis, o uso da água quente tampouco é indicado – e menos ainda o sabonete, que é feito para lavar a pele do corpo e não o material usado para confeccionar as lingeries.

washSAQUINHOS DE NÁILON PARA MÁQUINA: LINGERIE SEM DANOS

O ideal é lavar as calcinhas à mão no tanque, separadamente de todas as outras roupas, e não misturar as cores. Como são peças que ficam em contato com partes sensíveis do corpo, recomenda-se utilizar sabões líquidos específicos. Isso evita a proliferação das tais bactérias e não irrita a pele.

Se a rotina corrida exigir apelar para a praticidade da máquina, invista em saquinhos próprios para armazenar peças delicadas e que contribuem para evitar o desgaste proporcionado pela lavadora. Mas atenção: só podem ir para a máquina calcinhas que não tiverem detalhes, aplicações ou rendas delicadas, assim como sutiãs sem aros e sem bojo. Apenas os básicos mesmo. Prefira sempre sabão neutro e água fria e jamais deixe de molho, pois a umidade em excesso prejudica as fibras do material da peça.

+MARI KALIL: Agora pijama se chama “After Work”

Outra dica importante: jamais use amaciantes, pois muitas lingeries são compostas de fibras sintéticas que precisam da lavagem correta para se manter respiráveis. O amaciante tem silicone na fórmula, que impermeabiliza as fibras, fazendo com que percam as propriedades de absorver e secar o suor. A peça fica impermeável em vez de respirável. Isso vale até para uma toalha de algodão, que fica menos absorvente com o uso do amaciante. Na hora de secar, não torça, estenda-as no varal e deixe secar à sombra.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.