Preciso falar sobre o tesouro que encontrei ao conhecer Helen Rödel

Quando voltei para Porto Alegre, em 2007, depois de 10 anos longe, com uma mão na frente e outra atrás, porém convicta de que a prioridade naquele momento era estar perto do meu namorado (hoje marido) e da minha família – e que emprego Deus haveria de prover em algum momento -, fazia um trabalho de freelancer para o site Radar55. Era a responsável pelo Radar POA. A Ju Pinheiro Mota, minha amiga querida, dona do Radar e com quem havia trabalhado no Rio, confiou a mim a tarefa de postar uma novidade a cada dia da cidade.

Lembro que, por estar há uma década fora do circuito, não conhecia mais muita gente e tampouco o mercado daqui. Mas fui tateando, me informando, conversando – e uma das primeiras grandes maravilhas a que fui apresentada chamava-se Helen Rödel. Eu simplesmente fiquei abobalhada diante do trabalho da Helen, uma misto de personalidade + delicadeza + talento + perfeição + romantismo que havia muito não identificava em uma marca.

helenESTA FOI UMA DAS PRIMEIRAS IMAGENS DO TRABALHO DE HELEN QUE CONHECI
Trabalho artesanal! Não é um absurdo de lindo?

Passei a querer saber tudo o que Helen fazia e, sobretudo, quem era essa guria?? Onde ela morava? Como havia começado neste ofício? De que mundo tinha vindo? Porque para mim ela era de outro mundo. Tentei algumas vezes, sem sucesso, entrevistá-la – às vezes por motivo de agenda de ambas, às vezes porque Helen estava grávida (tem duas lindas filhas)… Eu sei é que o tempo passou e eu permaneci apenas à distância acompanhando o trabalho dela.

Helen-Rodel-MMXII-RunwayE QUE TRABALHO, VAI DIZER?

Na época, Helen tinha como foco o tricô e o crochê. Ela queria desconstruir a ideia arcaica e ultrapassada de que tanto o tricô como o crochê eram atividades de vovó apenas – não desmerecendo as vovós, claro. Mas ela queria buscar aliar uma roupagem fashion a este ofício. Com o tempo, acabou deixando de lado o tricô e investiu com tudo no crochê.

Há quatro anos, por pura coincidência do destino, meu primo, Sergio Kalil, ajudou a dirigir e a produzir um documentário sobre a carreira de Helen. Um baita documentário. Reproduzo aqui abaixo. Vale a pena dar o play!

Não preciso dizer que assistir a todo esse processo de criação instigou ainda mais minha curiosidade em conhecer Helen. Então, eu achei que bastava, que havia chegado a hora. Na segunda-feira passada, estive em seu ateliê. Ficamos umas boas duras horas de papo para uma matéria que estou produzindo para a revista Donna.

Valeu a pena ter esperado tanto. Tivemos o que posso denominar de um encontro de almas. Falamos sobre tudo: trabalho, vida, tempo, maternidade, sonhos. Nos entendemos no silêncio. Foi muito legal. Helen aproveitou a ocasião para me mostrar em primeiríssima mão sua mais nova empreitada: a linha de acessórios. Eu quase morri. Sério. Porque é de morrer do coração.

Olha!

HR colar pipocaCOLAR PIPOCA MELLOW
Chama-se Pipoca porque ela me explicou que este pontinho rechonchudo do crochê é o ponto Pipoca

HR MG_1210_2OLHA O QUE FICA NO PESCOÇO!!!!

HR MG_1334_1COLAR JABÔ PRATA

HR Helen-Rodel-MMXVI-Shop-33COLAR NEFERTITI PRATA

HR Helen-Rodel-MMXVI-Shop-03CARTEIRA CONCHA PÊSSEGO
Tive um princípio de taquicardia quando vi e toquei

HR Helen-Rodel-MMXVI-Shop-42OLHA ELA, POR FAVOR!!!!

HR Helen-Rodel-MMXVI-Shop-43REPARA NO CUIDADO DO ACABAMENTO, POR FAVOOOOOR!

HR Helen-Rodel-MMXVI-Shop-54BOLSA FLAT MELLOW

HR MG_1486MAIS DE PERTO
Repara que a alça faz menção a agulhas de crochê!!

Helen-Rodel-MMXVI-Shop-17BOLSA NAVIO PÊSSEGO

Helen-Rodel-MMXVI-Shop-51NÃO TIRO DA CABEÇA DESDE ENTÃO

Helen-Rodel-MMXVI-Shop-48ABRIU, JOGOU TUDO LÁ DENTRO!
Beeeem como eu gosto!

Helen-Rodel-MMXVI-Shop-05PALA PIPOCA ARTICULADA PRATA
Pelo-amor-de-Deus! O que é a delicadeza dessa peça, me explica?

Tem mais, muuuito mais. Indico muuuito olhar no e-shop da marca. E tem mais ainda! Pela primeira vez, a Helen fará uma loja temporária em Porto Alegre. Será nos dias 4, 5 e 6 de dezembro (próxima sexta, sábado e domingo), na Rua Vasco da Gama, 1020. Corre!!!  Helen vai expor as novas linhas de acessórios e vestidos, bem como exemplares marcantes de seu rico acervo em uma loja pop-up.

O objetivo, além de oferecer os mundialmente desejados itens da marca, é conectar a equipe do estúdio ao público de Porto Alegre, onde as peças são criadas e construídas. Serão aceitos pagamentos em dinheiro, cartões de débito e crédito.

Para celebrar este momento, ela está fazendo o pré-lançamento online da nova linha de acessórios Helen Rödel. Ou seja: dá pra comprar AGORA pelo e-shop do site.

bento1122JÁ VI TUDO

depressed-woman-1NÃO VOU AGUENTAR, MEU DEUS

olivia10-350x4995LEMBRA QUE AGORA TU É AUTÔNOMA

manaNÃO TEM FÉRIAS NEM DÉCIMO TERCEIRO

bento1121NÃO ADIANTA FALAR ISSO PRA ELA

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

3 Comentários
  1. Bom dia! Não estou surpresa com o teu deslumbramento ao trabalho dela. Pois, foi bem assim que fiquei quando conheci através da revista Donna, 27 de setembro de 2015. Tenho o caderno guardado com muito carinho, as vezes folheio para encher os olhos com aquelas peças lindas. Adoro trabalhos artesanais, estou nesta empreitada também. Trabalhava no comércio, mas não fazia o que gostava. Este ano decidi, com apoio do meu marido, estou em casa fazendo o que gosto, invento minhas peças, faço sob encomendas e ganho meu dinheirinho fazendo o que gosto. Obrigada pela oportunidade de compartilhar com pessoas que valorizam os trabalhos manuais. Abraço Mônica.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.