Paris vai pagar às grávidas que não fumarem durante a gestação

Francesas em geral e parisienses em particular são bastante conhecidas pelo cigarro à tiracolo – nas ruas, nos cafés e bistrôs ao ar livre. Essa fama tanto é notória que a capa do livro Como Ser uma Parisiense em Qualquer Lugar do Mundo, escrito por quatro francesas, traz a ilustração de uma mulher segurando em uma mesma mão uma xícara de café e um cigarro aceso. Só que esse hábito tem se estendido durante a gestação – e acendeu o sinal de alerta do governo.

Na França, 17% das fumantes que se descobrem grávidas continuam fumando durante a gestação – percentual considerado alto pela prefeitura parisiense, que resolveu tomar uma providência que toca no bolso de cada uma delas. De que forma: o departamento de saúde de Paris lançou uma iniciativa que busca incentivar as mulheres que esperam um filho pagando 20 euros (cerca de R$ 81) com cheques em compras após cada visita médica. Se a gestante não fumar durante todo seu período de gestação pode conseguir até 300 euros (R$ 1,2 mil) em cheques-bebê.

capaetorre cópiaCOMO SER UMA PARISIENSE EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO
O hábito é tão tradicional entre as francesas que o bet-seller mundial traz a ilustração de uma mulher segurando o cigarro aceso

O projeto é financiado pelo Instituto Nacional do Câncer e conta com participação de 16 hospitais em Paris e Ile-de-France. Para fazer parte do programa as mulheres devem cumprir com alguns requisitos, como estar grávida de menos de quatro meses e meio, ser maior de 18 anos, fumar pelo menos três cigarros por dia e não utilizar cigarros eletrônicos e outros substitutos da nicotina. A previsão é que pelo menos 400 mulheres com motivação suficiente para se comprometerem a deixar de fumar sejam beneficiadas.

+ SAÚDE: Por que você deve parar (hoje) de lavar a lingerie na hora do banho

Com esta iniciativa, o governo de Paris espelha-se na Escócia, que fez experiência semelhante – e com ótimos resultados em 2015. Seiscentas e doze grávidas foram recompensadas com cheques-bebe, e o resultado positivo estendeu-se pela vida delas após o nascimento dos filhos: 22% delas abandonaram o vício.

A maioria das mulheres que participou do estudo vinha de ambientes pobres, mas a ideia de um incentivo financeiro “parece funcionar” em todas as categorias sociais, segundo o coautor do estudo David Tappin em entrevista à agência France Presse.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

1 Comentário
  1. Mari, nunca fumei mas fui fumante passiva durante muitos anos por conta dos meus pais, irmãs, várias amigas e até um ex-namorado… me preocupo muito com o que esse vício horrivel traz e causa à saúde das pessoas… acabo de saber da morte de um conhecido que fumava muito, era lindo com 2 filhinhas, teve uma parada cardíaca e não resistiu… meu sogro fumou por muitos anos e agora está com câncer no pulmão, toda a família sofrendo muito… enfim não consigo entender como as pessoas podem manter esse vício nos dias de hoje . E como um país culto e civilizado como a França ter de pagar para grávidas não fumarem???? Achei o fim do mundo. Isso deve estar na conciência das mães q estão gerando seus filhos…o que será desses fumantes ativos, passivos no futuro? Me preocupo e muito com esse assunto, acredito que esse mal deve acabar mas como???

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • “Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.” Passeio na janela. Pra ti, Xerife! #bento #companheirodejornada ❤️
  • E que a gente nunca esqueça que a autoestima é o que há de mais divino no ser humano. Pois, quando nada lhe resta, resta-lhe a si mesmo. #sejaluz #sejavoce #sejaleve #sejaforte #sejapositivo #sejafeliz
  • Quem acertar o peso de cada uma (com roupa!) ganha um chope com as duas!! 🍻 #145quilosjuntas
  • Favor manter sempre em mente! 👆🏻
  • Só as gatas! 💅🏻 #miau @marina_tkalil @cami_abbott
  • “Façamos da interrupção um caminho novo. Da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sonho uma ponte, da procura um encontro.” (Fernando Sabino). Estância Dona Genoveva, Bagé, março’19. #tbt