Quando nenhuma inspiração me resta

A facilidade que tenho para escrever todos os dias aqui no blog é inversamente proporcional à facilidade de escrever minha coluna aos domingos na revista Donna.

27 panic460VIVO UM PESADELO SEMANAL

É um pesadelo tão grande que já levei o assunto até para a terapia.

bento clássicaTEM COISAS QUE TU NÃO PRECISA CONTAR

Bento, as gurias são de casa!

feliz SmileNÉ, GURIAS?

Sobre o meu pesadelo semanal, não sei o que acontece. Eu simplemente fico três dias olhando para a tela em branco. Escrevo posts e mais posts no blog, mas, na hora de escrever a coluna, me bate uma paralisia mental. Não sai nada, acho que nenhum assunto é relevante para estar na revista, penso na menina, na mulher, no senhor, na senhora que lê Donna, quero agradar a todos os gostos, idades e estilos e não saio do mesmo lugar.

mulher arrancando os cabelosESTOU ASSIM NESTE EXATO MOMENTO

Ao mesmo tempo, tento não ser tão cruel comigo mesma. Tenho uma revista inteira para editar e muitas outras coisas para tratar. De vez em quando, acho que é normal ter brancos criativos mesmo.

woman screaming2O PROBLEMA É QUANDO VIRA REGRA

Então, cada vez que me pego assim, procuro fazer outras coisas para desopilar e mudar o foco. Coisas que não exijam muito neurônio, sabe assim? Neste exato momento, estou admirando o trabalho extraordinário da designer Gloria Erthal.

Olha!

biojoias bracelete7 OOOOOOHHHHHHH!!!

Gloria é especializada em biojóias, transforma elementos da natureza em uma linda joia. São folhas, grãos, sementes e até insetos dissecados e mergulhados no ouro. Um dos mais diferentes é o pingente feito com escorpião da espécie amarelo, produzido de forma consciente, com autorização do IBAMA.

Olha!

DSC_2111baixaOOOOOOOHHHHHHHHH!!!

Todas as peças são antialérgicas e passam por oito fases de fabricação: seleção matéria prima, recorte, montagem, metalização, impermeabilização, destemperação, banho de cobre e banho de ouro 18K. Depois de pronta, a peça é polida e recebe acessórios complementares.

Olha!

biojoia brinco folha bolas copyOOOOOOOHHH!!!!!
Estou perdidamente apaixonada por este brinco

Pelo que percebi, a biojóia pode ser considerada uma nova categoria de joia, ainda pouco conhecida. Eu, pelo menos, nunca tinha ouvido falar. Consiste em trabalhar com materiais extraídos da natureza, onde a matéria prima utilizada para a sua confecção é composta por folhas, pedras, grãos, sementes in natura e animais exóticos como o escorpião.

Olha!

biojoia geral1OOOOOOHHHHHH!!!!

Mais um, mais um!

biojoias4OOOOOOHHHHHHHH!!!!!

PanicOOOOOOOOOHHHHHHH!!!

crazy-girl-74034AAAAAAAAHHHHHHHH!!!!

angry-woman-22AAAAAAAAAHHHHHHH!!!!

Furious-woman-500x333NÃO ME VEM A MALDITA INSPIRAÇÃO

Vou ter que pegar o elevador, vou ter que descer até o térreo, vou ter que caminhar até o bar e vou ter que comer um brigadeiro.

feliz SmileHE HE HE HE

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mariana, coincidência ou não, eu sonhei que tinham lançado uma linha de jóias com teu nome ! ! ! Já pensou ? Eu recebia o catálogo da coleção e lá estava “linha Mariana Kalil”. Chic, não ? Lembro que havia um brinco em ouro fosco, um misto entre o despojado e o delicado, de muito bom gosto. Vá saber o que o futuro reserva, hein ? rsrs.

  2. Há algum tempo, numa feira, não sei onde, vi essas jóias feitas com coisas da natureza e me encantei. Na época não pude comprar (pouco dindim). Agora, já em situação de compra, não sei onde encontrar. Já foi feita alguma matéria no Donna? Abraço

  3. Mariana, sei bem o que é esse branco… E sempre lembro da Isabel Allende dizendo que “somos muito perfeccionistas. Queremos agradar a todos”. Ela recomenda: “Não pense. Escreva.” Quando faço isso e releio depois tenho ótimas surpresas. Beijos

  4. Bah Mariana, que espetáculo de trabalho!
    Só tu mesmo pra nos trazer essa novidade!
    Quanto à inspiração, relaxa. Entendo que queres agradar a todos, mas procura agradar a ti mesmo, e as coisas vão fluir.
    Bjs

  5. Mariana ,branco!?!! Nem pensar ,viciei na coluna !,!!!você escreve muito!,imagina abrir domingo sem vc !!!!! Na na na na nao!!!!! Pressão????? !!!!!! Kkkkk ……escreve!!!!!!
    Brincadeirinha!!!
    Bujão te adoro,!!!,……. bj no Bento

  6. Ué… fala dessas biojóias aí e uma pequena reflexão sobre como alguém se sentiria carregando um escorpião de verdade no pescoço… só uma ideia. HAHAHA

  7. Mariana, que tal escrever algo sobre como o tempo faz ficarmos ´parecidos com nossos pais, não falo de aparencia fisica e sim de manias, gostos, trejeitos etc.
    Vivo me perguntando será que vou ter mania de tomar remedios como minha mã, daqui ha alguns anos?

  8. Oooi!
    As peças são lindas mesmo, mas… tem mesmo um escorpião de verdade por baixo de todo aquele dourado do pingente???
    Tadinho do bichinho, gente!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.