Quem disse que devemos caminhar 10 mil passos por dia? Não foi a ciência!

Em plena ebulição das corridas de rua, os médicos andam debruçados em uma atividade menos olímpica e mais corriqueira, possível de ser feita por mais pessoas e que pode ser iniciada com simples mudanças de hábito: a caminhada. Santo remédio para contribuir para uma saúde em ordem, avisa Francisco Camarelles, integrante do Grupo de Educação sanitária da Sociedade Espanhola de Medicina de Família e Comunitária. Diz ele ao jornal El País:

– Não se trata de calçar o tênis e sair correndo feito loucos, mas de caminhar a um ritmo que nos permita perceber um aumento da frequência cardíaca, mesmo que passeando e conversando com amigos, e durante um tempo suficiente para produzir efeitos notáveis ao organismo.

Sobre os famigerados 10 mil passos por dia, tão incentivados por especialistas que promovem o uso de um pedômetro ou passômetro, ele alerta: não existe nenhuma comprovação científica neste sentido.

– Esta recomendação não se baseia em nenhum estudo médico, mas em uma campanha de marketing da marca japonesa de podômetros Yamada – esclarece.

caminhar10 MIL PASSOS POR DIA: CAMPANHA DE MARKETING SEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA

De fato, trata-se de uma eficiente campanha publicitária que data dos anos 1960 e que começou na época das Olimpíadas de Tóquio, em 1964. Segundo Catrine Tudor-Locke, professora que estuda o comportamento de caminhada no Centro Biomédico Pennington, da Louisiana State University, a empresa japonesa Yamada criou um “man-po-kei”, ou seja, um pedômetro.

“Man” representa 10 mil; “Po” quer dizer passos; “Kei” significa medidor.

De acordo com Theodore Bestor, pesquisador de Harvard e estudioso da sociedade e cultura japonesas, o número 10.000 é visto no Japão como muito auspicioso. Daí a confusão com 10 mil passos.

– Assim, me parece provável que a meta de 10 mil passos por dia tenha sido decorrência da escolha de um nome que venderia bem. Seja por que razão esse número específico foi escolhido, ele encontrou ressonância entre as pessoas na época, e elas passaram a caminhar por toda parte com o man-po-kei – explicitou Tudor-Locke ao site Huffington Post

podometroPODÔMETRO: DO TAMANHO DE UM CHAVEIRO, ELE MEDE AS PASSADAS

Dez mil passos seria equivalente a quantos quilômetros? Vale a mesma distância para homens e mulheres? Quanto tempo leva-se para andar esse percurso? As respostas são muito subjetivas, justamente por se tratar de indivíduos – e cada indivíduo, como sabemos, é único. Para alguns especialistas, 10 mil passos seriam aproximadamente 8 quilômetros ou 40 quarteirões, distância que, com passadas rápidas, cumpre-se em torno de uma hora – o dobro dos 30 minutos recomendado pela OMS.

caminhar-grupoCADA INDÍVIDUO É ÚNICO: O TEMPO DE CAMINHADA DEPENDE DA ALTURA, AMPLITUDE DA PASSADA E COMPRIMENTO DAS PERNAS

O Ministério de Saúde do Japão sugere andar de 8 mil a 10 mil passos por dia. O Fórum Nacional contra a Obesidade do Reino Unido recomenda entre 7 mil e 10 mil. Na Espanha, os especialistas estão satisfeitos com 6 mil. A conclusão disso tudo? Mexa-se.

– O importante é incentivar que as pessoas se movimentem. Se todo mundo sair a caminhar ao mesmo tempo, cada indivíduo dará uma quantidade diferente de passos. Mas uma coisa é certa: todas ganharão em saúde – conclui Tudor-Locke

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?
  • Abdominal, substantivo masculino. Preguiça, substantivo feminino. #chico #gorda
  • Observe os seus pensamentos, eles se transformam em palavras. Observe suas palavras, elas se transformam em ações. Observe suas ações, elas viram seus hábitos. Observe seus hábitos, pois eles se transformam em seu caráter. Observe seu caráter, pois ele se torna o seu destino. 🙌🏻♥️🙏🏻 Lao Tzu, filósofo e escritor da Antiga China, fundador do taoismo filosófico e religioso.
  • “Nunca estou mais acompanhado do que quando estou sozinho.” Carlos Drummond de Andrade. 🙌🏻
  • Durante anos e anos e anos que somam mais de uma década, essa foi nossa história: de aeroportos em aeroportos, nos mudamos 12 vezes de casa. Cruzamos estados, fronteiras, oceanos. Como escreveu Machado de Assis, “felizes os cães, que pelo faro descobrem os amigos”. Feliz de mim, que pelo faro também te descobri, Bentolino. E lá se vão 18 anos de jornada. 🙌🏻🐶♥️ Rio de Janeiro, 2012. #tbt #bento #xerife #companheirodejornada