Questões de horta


Já falei sobre a pequena horta que tenho na sacada de casa. Na floreira, plantei manjericão, hortelã, tomilho, orégano, menta, alecrim, pimenta e sálvia. Coisa de marinheira de primeira viagem. Na verdade, o que consumo mesmo, pra valer, é o manjericão. O tomilho coloquei uma vez em um frango na grelha. Ficou bem bom. Mas sabe quando é que eu vou ligar a grelha e fazer toda a função de novo? Talvez em 2014. Infelizmente, tenho muito menos tempo do que gostaria para essas coisinhas prosaicas do cotidiano e que dão tanto prazer à vida.
***
Sobre menta e hortelã: se você gosta de chá, tem mais é que ter em casa. O problema é que eu não suporto chá. Pelo menos não esses chás de saquinho. Talvez, se um dia eu for à Índia e me oferecerem um daqueles chás perfumados incríveis, eu mude de ideia. Por enquanto, essa coisa de saquinho não dá. Eu até experimentei fazer chá de menta e hortelã. Ficou horrível. Botei limão, coisa e tal. Neca. Minha última tentativa foi comprar abacaxi para fazer suco de abacaxi com hortelã – uma coisa meio família de comercial de margarina que tem jarra de suco de abacaxi com hortelã fresquinho na geladeira, sabe assim? Sabe quanto tempo durou a ilusão? O tempo da descascada de um abacaxi e de ter que limpar o liquidificador.
***
Orégano bom é orégano seco, daqueles que a gente compra em supermercado, cheguei à conclusão. A pimenta não dá para comer. Fui saber disso depois de apimentar uma pizza e chamar a ambulância para me resgatar.

– Tu comeu essa pimenta da horta???? – ralhou meu pai comigo.
– Sim, não é pra comer? – perguntei, pálida, numa maca.
– É óbvio que não, né, Mariana?
– Esta não é comestível, senhora – esclareceu, uns dias depois, o funcionário de uma floricultura.

Pois bem. Então as pimentas estão na horta apenas para enfeite. A questão toda é o manjericão. Estou desolada com o manjericão. Rola o mouse que eu explico. (foto: mariana kalil)

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Ri muito Mariana, quando li a matéria. Não sou especialista em horta, mas aí vão três dicas pra vc. 1 – Separe a hortelã, a raiz é muito invasora e prejudica as demais plantas, sufocando-as. 2 – Manjericão não gosta de frio, e ele deve ser sempre bem podado para se desenvolver melhor para os lados, e não só pra cima. Corte em cada galho cerca de uns 10 cm. Eu gosto sempre de manter as bifurcações para ficar mais cheio. 3 – Na grade da varanda estique um plástico transparente até a altura das plantas para proteger um pouco do vento.

    Boa sorte.

  2. Ri muito Mariana, quando li a matéria. Não sou especialista em horta, mas aí vão três dicas pra vc. 1 – Separe a hortelã, a raiz é muito invasora e prejudica as demais plantas, sufocando-as. 2 – Manjericão não gosta de frio, e ele deve ser sempre bem podado para se desenvolver melhor para os lados, e não só pra cima. Corte em cada galho cerca de uns 10 cm. Eu gosto sempre de manter as bifurcações para ficar mais cheio. 3 – Na grade da varanda estique um plástico transparente até a altura das plantas para proteger um pouco do vento.

    Boa sorte.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.