Receitinha básica de pesto para comer com tudo que a gente desejar

Tenho vindo bastante à casa de mamãe agora que ela inspira cuidados – e eu também tenho mais tempo para conviver. No ano passado, dei de presente para ela no Dia das Mães uma muda de manjericão. Mãe me mostrou que plantou a mudinha na terra, num cantinho do pátio. Pedi pra ver – e qual não foi a surpresa. Estava enorme.

Olha!

IMG_5435QUE GRANDES, QUE LINDOS!

Sou alguém que não vivo sem manjericão e me emociono muito com manjericão. Sentir o cheirinho da folha dele mexe com todos os meus instintos e desencadeia uma sensação de bem-estar incomum. Não por acaso, amo pesto com todas as minhas forças. Gosto de pesto em tudo: em torradinhas, na massa, em cima do peito de frango, na salada em cima do tomate, misturado com arroz, com pão, até puro dou umas colheradas. Tenho um livro de salsas que trouxe da Espanha repleto de receitas de molhos e pastinhas para tapas – que vira e mexe consulto.

: Por menos caldos prontos e mais temperos naturais em nossas vidas

Foi dele que retirei uma receitinha simples de pesto para ser usado de todas essas formas que citei acima. Aproveitando as folhas de manjericão de mamãe, prepararei na noite desta linda sexta-feira para degustar na varanda, ao cair do dia, com uma cervejinha gelada no bico. Me acompanham?professoraVAMOS AOS INGREDIENTES

Ingredientes
1 xícara de azeite de oliva extra virgem.
2 xícaras de folhas de manjericão.
2 xícaras de queijo parmesão ralado.
2 dentes de alho amassados.
2 nozes picadas
Sal a gosto

professoraVAMOS AO MODO DE PREPARO

Modo de Preparo

Coloque no liquidificador o azeite, o alho amassado e as nozes e triture tudo.
Acrescente as folhas de manjericão e bata novamente.
Por fim, acrescente uma xícara de parmesão e bata. Depois, a segunda xícara e bata de novo.
Passe o dedo e experimente. Se achar que precisa de sal, coloque sal a gosto.
Guarde na geladeira e coma aos poucos. Se quiser fazer bastante, ele aguenta muito bem refrigerado. Inclusive, vai ficando cada dia melhor, assim como a ceia de Natal que a gente come no dia seguinte, sabe?

bento1SEI MUITO BEM

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • “Minha amiga Mariana Kalil está com câncer. Não é novidade, ela conta tudo a respeito nas redes sociais, e com pormenores, mas eu a acompanho mais de perto, nós conversamos sempre, estamos em permanente contato. Por dois motivos: por gostar muito da Mariana e para tentar ajudá-la com minha experiência no assunto. Mariana, agora, felizmente superou uma das etapas mais dolorosas desse processo de enfrentamento do chamado “imperador de todos os males”. É a fase das más surpresas, quando você recebe uma notícia tão ruim, que parece inverossímil. O homem é o único animal que sente medo do futuro desconhecido, algo terrível. Mas, ante o perigo real, ante o presente concretamente ameaçador, a mente protege o ser humano lançando-o para fora de si mesmo. É como se a dor não fosse dele.” Linda coluna, @david.coimbra2018 . 
Que nossa experiência sirva sempre pra ajudar mais e mais pessoas a compreender nossa complexidade, mas também toda a nossa força, coragem e determinação de ir em frente. Obrigada, amigo querido. ❤️🙏🏻
  • Ouviram, queridas Alices?! ❤️
  • Cabelo fortalecido para seguir vigorosamente em frente. 💪🏻❤️
  • Há 10 anos aqui estive nesta Terra Santa encontrando minha fé. Agora retorno com meus dois anjos da guarda para reafirmar a certeza de que ela move montanhas. #holyland
  • Cores e sabores de Tel Aviv. #carmelmarket 👌🏻
  • Modo: carregando as baterias. ☀️ #sol #folga #praia #luz #israel #goodvibes #bepositive