Retrorunning: a moda agora é correr de costas!

Da série “a humanidade produz cada uma…”, leio no jornal La Nación, da Argentina, que a onda agora é correr para trás, correr de costas. Na verdade, não tem nada de novo. Trata-se de uma prática antiga (nasceu na China, onde era uma disciplina esportiva), mas vem ganhando mais e mais seguidores no mundo todo.

Alguns estudos realizados sobre a modalidade mostraram que a corrida de costas promove a estimulação e sincronização dos hemisférios cerebrais, estimula a abertura da caixa torácica, melhora a postura e a circulação sanguínea, além de desenvolver a visão periférica e interior. Como o movimento é antinatural, o corpo precisa se esforçar para se adaptar e esse esforço aumenta a queima calórica. É indicada para todas as idades, desde crianças até idosos. Só deve ser evitada por quem sofre de labirintite e hérnia de disco.

:Sal grosso na dor ciática

Os adeptos e os profissionais do esporte, entre eles o medalhista Venezuelano Franklin Daniel Vásquez, relatam vários benefícios para a prática. É um desafio para a concentração e o equilíbrio, atestam. Os profissionais aconselham a só experimentar a técnica quem já tem um certo conhecimento da corrida para frente, pois correr de costas requer uma coordenação muito maior.

vesga-gande3TÔ FORA

Olhar para trás ou não olhar? Eis a questão! Na prática batizada de retrorunning, os especialistas dizem que o corredor não corre olhando o tempo todo para trás. Pouco a pouco, ao adquirir maior habilidade, até pode tentar a proeza. A ideia é que a pessoa, enquanto corre, dê uma olhadinha para trás, memorize os obstáculos do caminho e tente desviar deles – até, claro, ser obrigado a olhar de novo, desviar de novos obstáculos, e assim sucessivamente.

woman-question19COMO A GENTE COMEÇA A TREINAR O RETRORUNNING, MARIANA?

Os professores ensinam que se começa com caminhadas curtas e de costas de até 10 metros de distância, combinadas a caminhadas de frente, de costas, de frente… Para ir se ambientando e entrando no clima. Essa alternância funciona para perder o medo natural de tropeçar e cair.

:Estrebuchada e endividada

O retrorunning beneficia trabalhar glúteos e panturrilha – e a pisada é diferente. Obriga o praticante a manter-se na ponta dos pés. Trabalha-se mais também todos os músculos da parte posterior das pernas – e os músculos da frente realizam uma contração distinta da corrida habitual. Ao praticar a alternância de ora correr de frente, ora de costas, dá pra sentir direitinho a diferença de trabalho de respectivos músculos, dizem os professores.

O impacto nos joelhos é menor do que correr para frente, a postura fica mais ereta, os ombros ficam mais para trás e isso provoca um relaxamento maior dos músculos abdominais e da lombar. É bastante útil para quem pratica esportes em que a necessidade de correr para trás está presente, como tênis, futebol, vôlei e basquete.

bento1FALA DA TEORIA VIAJANDONA

enxaqueca9QUE CACHORRO BEM RABUGENTO

Os profissionais defendem que o retrorunning estimula a confiança e a segurança. Os praticantes desse esporte consideram que, claro, é importante andar para frente na vida, mas que muitas vezes precisamos dar alguns passinhos para trás. Por mais que não vejamos alguns obstáculos, sabemos que eles estão ali, mas isso não deve ser motivo de retrocesso, estresse ou demasiada preocupação.

bento1TU VAI PASSEAR COMIGO DE COSTAS?

Não tinha pensado nisso, mas podemos tentar já a partir de agora, que tal? Vamos?

bento1QUE MICO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Penteados e escovados para a primeira de muitas noites de autógrafos de Vida Peregrina, que me levaria à lista dos livros mais vendidos do país e confirmaria Bentolino como um dos personagens mais importantes da minha existência como escritora. Seis anos hoje. Saudade, Xerife. ❤️🐶📘 #tbt #2013 #vidaperegrina #livromarikalil
  • Éramos uma família de bageenses morando no Rio e nossa família multiplicava-se com mais bageenses que chegavam no Carnaval. Tudo começava ao cair do sol com um primeiro chope para brindar a união e terminava com corpos ao mar pra curar o ressacão. Lembrança do nosso primeiro bailinho em que eu me retorci para entrar em uma fantasia de odalisca tamanho 14 comprada em uma loja infantil de Ipanema. É que ainda estava borracha da noite anterior. Borrachos entendem. 🍺
Casa da @renatabrasilvidal e do @marcelogoskes; Rio de Janeiro, Carnaval 2006. #tbt
  • Ter o privilégio de passar horas e horas conhecendo muitas das minhas perseguidoras faz a gente mais feliz. Ser recebida com carinho pelo @centrocarinaborges, que abriu suas portas para este momento tão especial de beleza e amizade faz a gente mais feliz. Poder oferecer a excelência dos produtos da @farmathuia para as amigas da Mari faz a gente mais feliz. Servir os melhores quitutes fit da @feeljoy.com.br e a delícia do capuccino proteico do @mundoverdeiguatemipoa faz a gente mais feliz. Rodopiar com um vestido de seda floral da @boutiquemariahelena capaz de traduzir com maestria meu estado de espírito faz a gente mais feliz. Felicidade é encontrar alegria na alegria dos outros; felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente. Obrigada a todas que hoje fizeram meu dia muito, muito mais feliz! ✨🙏🏻❤️
  • Quem nunca aplicou uma dessas?! 👆🏻
  • Me diga se pode existir desgraceira maior do que chegar ao vestiário de natação molhada em cima de um par de chinelos molhados, com o cabelo todo desgrenhado, com o rosto todo marcado dos óculos e ainda ter que pegar a sacola, botar a sacola em cima de um banco, abrir a sacola, retirar os saquinhos plásticos para guardar o maiô encharcado junto com a touca e o óculos, pegar a nécessaire, sair equilibrando toalha, xampu, sabonete e condicionador até o box, sempre pisando naquele chinelo nojento molhado, tomar banho na companhia de fios de cabelos de terceiros, recolher sabonete, condicionador e xampu, secar um por um com a toalha, se enrolar na tolha, voltar pingando até o armário em cima daquele chinelo nojento molhado, abrir o armário, abrir a sacola, guardar o xampu, o condicionador e o sabonete dentro da nécessaire, retirar o pente, desembaraçar o cabelo cuidando para não deixar fios caírem no chão, passar hidratante na volta dos olhos, sérum facial, creme com proteção solar, hidratante corporal, vestir a roupa toda amassada dentro da sacola, sentar no banco com o pé ainda molhado em cima daquele chinelo nojento com fio de cabelo de terceiros grudados na sola, secar dedinho por dedinho, colocar o sapato, secar o chinelo, ensacar o chinelo e terminar a maratona botando os bofes para fora do calorão que sai daquela quantidade de chuveiros quentes e secadores ligados. 
Me diga: pode existir desgraceira maior?!
  • Tenha coragem para as grandes adversidades da vida e paciência para as pequenas, e quando tiver cumprido laboriosamente sua tarefa diária vá dormir em paz. Deus está acordado. (Victor Hugo).