Shark Sauce: o sérum para o rosto criado por uma sul-coreana que virou febre mundial

Trata-se de um produto de beleza coreano que há um ano e meio vende sem parar pela  internet. O nome é um tanto insólito: Shark Sauce (molho de tubarão, em tradução livre). Mas antes que ambientalistas comecem a gritar contra a matança de tubarões nos oceanos em prol da vaidade feminina, um aviso: tubarão existe só no nome. Não há nada deste peixe no cosmético. Comercializado por US$ 29, o Shark Sauce caiu nas graças das blogueiras mais influentes – e daí ver seu estoque esgotado a todo instante virou questão de segundos.

Mas o que tem de tão especial o Shark Sauce a ponto de provocar esta comoção internacional no universo da beleza e contar com o aval dos dermatologistas sul-coreanos (nacionalidade de sua criadora)? O principal benefício deste sérum é a capacidade de hidratar a pele e ao mesmo tempo reduzir as manchas (de sol, acne, melasmas etc.). Quem já experimentou garante que o resultado é visível em pouco tempo e comparte o progresso nas redes sociais com a hashtag #sharksauce

Não é de se estranhar que acabou coroado como o produto de beleza mais eficaz de 2015 por blogs e sites especializados e que, vira e mexe, aparece esgotado na Holy Snails, o site que comercializa o produto, de autoria de sua criadora.

bodegon-salsa-tiburon3SHARK SAUCE: O SÉRUM CASEIRO QUE TORNOU-SE SUCESSO MUNDIAL

A composição do sérum, de fabricação caseira, contém niacinamida (derivado da vitamina B3 e conhecido por reduzir a hiperpigmentação, combater os sinais de envelhecimento e manter a hidratação da pele), raiz de alcaçuz (contra manchas escuras) e algas marinhas biofermentadas (indicadas contra a acne) – todos esses ingredientes em concentração elevada, como manda a indústria cosmética coreana.

Chama-se Chel Cortes, a criadora do sérum, que acabou transformando o crescente interesse pela cosmética em um grande negócio. Formada em Química e Biologia e radicada nos Estados Unidos, a profissional sul-coreana criou o próprio blog e passou a incentivar o DIY (faça você mesmo) em seu canal. Tanto ela como outras blogueiras queixavam-se de que ingredientes importantes como a niacinamida não eram encontrados em concentrações suficientes nos produtos do mercado para tornarem-se eficazes.

serum-before-afterCHEL CORTES MOSTRA EM SEU SITE O ANTES E O DEPOIS DO SHARK SAUCE

Foi então que colocou a mão na massa e criou a fórmula do Shark Sauce, que batizou com o nome porque era com este pseudônimo que costumava participar de fóruns de bate papo na internet sobre beleza. Chel foi a primeira a experimentar a própria criação, contando que, ao final do primeiro mês, conseguiu eliminar sardas e manchas solares. Estourou na rede e passou a dedicar o tempo a elaborar o produto até que, no fim do ano passado, lançou uma loja online para comercializá-lo.

Procurada pela reportagem do jornal The Guardian para comentar sobre a formulação e o sucesso do Shark Sauce, a porta-voz da Miin Cosmetics, uma das maiores empresas de cosmética da Coréia do Sul, declarou:

– Ainda que as propriedades individuais de cada ingrediente utilizado no Shark Sauce sejam muito conhecidas, acreditamos que a combinação de todos eles é algo único e oferece múltiplos benefícios para a pele. Além disso, na indústria cosmética coreana, a niacinamida é muitas vezes difícil de encontrar em quantidade suficiente para que consiga aportar bons resultados ao tratamento. Ainda assim, temos bons produtos no mercado com niacinamida combinada a outros ingredientes. São eles Mineral Treatment Essence, de Cremorlab, e Snail Bee High Content Essence, de Benton.

Cremorlab_mineraltreatmentessenceMINERAL TREATMENT ESSENCE

Benton-Snail-Bee-High-Content-Essence-1SNAIL BEE HIGH CONTENT ESSENCE

O que realmente popularizou o Shark Sauce foi o boca a boca na internet. Quem experimentou e atestou o bom resultado foi compartilhando, compartilhando, compartilhando… E o produto virou febre. Especialistas concordam que a grande sacada de Chel Cortes foi ter conseguido escutar as demandas e satisfazer as necessidades de consumidoras como ela, que pediam produtos com fórmulas simples, altas concentrações e transparência na formulação no lugar de produtos inacessíveis no preço e que, muitas vezes, levam apenas o mínimo do ingrediente necessário para tornar-se eficaz.

– Se eu posso criar um produto de sucesso na cozinha da minha casa, por que essas grandes indústrias não conseguem entregar o que pedimos? – provoca Chel.

O sucesso do Shark Sauce levou sua criadora a mudar os planos profissionais. Ela largou o trabalho em um laboratório ambiental para transformar a própria casa em laboratório particular. Nele, cria outros produtos cosméticos, como o Perseids Facial Oil, um óleo facial, e o Sheepish Lanolin Lip Balm, um bálsamo labial.

Sheepish_PP2_original_grandeSHEEPISH LANOLIN LIP BALM – US$ 6,50
Chel explica: “A lanolina é uma cera totalmente natural encontrada em lã de ovelha (não é feita de gordura ovelhas!). Sua função é impermeabilizar e proteger a lã e a pele das ovelhas das rigorosas condições externas. Este ingrediente utilizado sozinho deixaria o produto muito pesado e gorduroso. Então, adicionei alguns ingredientes mais nutritivos que o deixaram com a aparência mate”.

CC Perseids_PP_original_grandePERSEIDS FACIAL OIL – US$ 30
“É uma mistura de óleo facial rica em antioxidantes. Tem tocoferol (vitamina E), um potente antioxidante solúvel em óleo, bisabolol, um anti irritante que vem de camomila, esqualano e muitos óleos de frutos e de nozes, além de óleo de prímula e óleo de Rosa Mosqueta”

Chel alerta para a febre do “faça você mesma” no que diz respeito a produtos de beleza e saúde.
– Se eu não tivesse formação nesta área, jamais faria uma coisa dessas e não estimulo nenhuma pessoa leiga a fazer. É preciso ter base científica a fim de lidar corretamente e com segurança com os ingredientes e utensílios, evitando colocar a saúde das pessoas em risco – diz Chel.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Né?!👌🏻#simplesassim #bekind
  • “Nunca mais me convida pra pegar praia em José Ignacio.” #gorda #reportergorducha
  • Dia de praia no @lachozademarparador. Viaja até José Ignacio, caminha na areia quente, procura guarda-sol, carrega geleira, sacola, mochila, faz reportagem para o Band Mulher e sorri pra foto! 🤣🐶
  • Bento envelheceu. Não foi do dia para a noite. Trata-se de um envelhecimento gradativo. Uma enfermidade aqui, uma coisinha crônica acolá – e há uns bons cinco anos vamos levando esses percalços da velhice com acompanhamento veterinário, exames de rotina, troca de medicações, mas sobretudo, com amor, cuidado, amizade, lealdade e fé. Neste último ano, mais precisamente nos últimos meses, Bento deixou de ser um cachorrinho vivaz, de olhos espertos e comportamento ágil para se transformar em um senhor de seus lá 95 anos (equivalente à idade humana) que requer uma série de cuidados e a minha presença e atenção 24 horas por dia. O diagnóstico complicou, como costumam complicar os diagnósticos à medida que a idade avança, e através do olhar do Bento eu enxergo diariamente o reflexo da finitude da vida. Não pode existir sofrimento maior para um dono de cachorro do que essa despedida diária. A cada dia, menos um dia. A cada dia, também uma surpresa. Um dia feliz, caminhando melhor, disposto, com apetite e sorrisos. No dia seguinte, sono, muito sono, xixi nas calças, olhar distante, cabecinha para o lado e alheio ao mundo ao redor. Um dia vivaz; noutro, senil. Deveria ser proibido pela natureza vivermos tal experiência. Bento significa para mim muito mais do que um dos meus grandes melhores amigos.
É meu companheiro de jornada por uma vida de altos e baixos, cheia de mudanças e reinvenções – e da qual foi testemunha ocular e grande conselheiro. Nos conhecemos quando ele tinha 30 dias de vida e desde então cruzamos oceanos até. O que eu quero que ele saiba – e o que eu sei que ele sabe – é que estarei sempre aqui. E hoje estamos aqui. E assim seguiremos juntos. Com sorrisos e mãos dadas. Até o fim. Porque a única certeza que temos é a de que o fim chega para todos nós. E com ele um novo renascer.🐶♥️🙏🏻 #bento #xerife #18anos #companheirodejornada
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?