Sobre coque podrinho preso com lápis e outras histórias

Não sei por que tenho cabelo comprido se vivo com ele enrolado em um nó. Aliás, se tem algo de que me arrependo na vida foi de não ter comprado 20 palitinhos de madeira no Mercado Público de Belo Horizonte, uns anos atrás, para prender meu coque-nó. Comprei só sete e já perdi seis. Resta um que não sei onde está. Vi esta semana e ele desapareceu. Neste momento em que escrevo, por exemplo, voltei a aderir ao lápis-salvação.

Olha!

unnamedQUEM NUNCA?

Tenho problemas em escrever de cabelo solto. Me provoca uma certa agonia, sabe assim? Porque tenho que colocar o cabelo para trás da orelha – e atrás da orelha está a haste do óculos. Então, acontece um engarrafamento de informações atrás da orelha que vai me deixando atordoada a ponto de eu não conseguir mais pensar. Desesperadamente, recorro ao lápis e a mente clareia para tudo.

bento1ELA É MUITO CAÓTICA

Outro problema que enfrento neste momento é uma dor localizada na altura da paleta esquerda, sabe ali atrás das costas perto do ombro? Acho que é efeito colateral do pilates. Acordei quebrada, tomei dois Tandrilax, fiz automassagem com a bolinha. Melhorou um pouco, mas não a tempo de impedir a dor de subir pela nuca,  azer a volta por cima da cabeça e alojar-se dentro do meu olho esquerdo. Então trabalho pressionando a região original da dor contra a cadeira.

Olha!

unnamed1ESTÃO VENDO ALI?

unnamed2TODO MUNDO PRECISA DE UMA BOLINHA ASSIM

Mas eu comecei esse post para falar sobre cabelos compridos enrolados em nós – e me concentrar neste assunto pode ajudar a esquecer da dor que sinto. Por que tenho cabelo comprido se vivo com ele enrolado em um nó? Me perguntei isso alguns anos atrás e, não vendo qualquer sentido para o fato, tosei meu cabelo à la joãozinho. Não me arrependi na hora nem nos meses seguintes, mas jamais cortaria de novo. Combino mais com cabelos compridos ainda que enrolados em nós. Então fiquei pensando como poderia aderir a nós mais estilizados e um pouco enfeitados – e descobri que nós nos cabelos são o último grito da moda.

scared-woman2-267x300SOU FASHION!

Sabe aqueles coques que a gente faz com elástico? Aqueles do tipo estou fazendo um rabo de cavalo e paro na metade da segunda volta do elástico e fica um quase coque? Pois então – também estão na última moda. Cabelos presos despretensiosamente em geral são tendência. Como gosto muito de usar um cabelinho preso, andei me especializando em coques, sobretudo em cabelos texturizados para coques. Depois de muito experimentar, concluí que o shampoo seco é um ótimo texturizados para os fios. Deixa o cabelo com um ar de podrinho, sabe assim?

tumblr_lrobuzTvws1qk58xuo1_500_largeASSIM?

O que ainda não experimentei foi decorar um pouco meus coques com alguma presilha bacana e tal. Coques em geral permitem visuais ecléticos – de romântico a punk. Nada muito difícil de fazer. Depois de prender com elástico, basta arrematar com alguma fita, presilha, passador, tiara, o que for. Fui em busca de algumas ideias para o meu.

Olha!

emma-stone-updo-accessorized-loopAPENAS UM PASSADOR CHIQUEZINHO QUE FAZ A DIFERENÇA, VAI DIZER?

"Schiaparelli And Prada: Impossible Conversations" Costume Institute GalaDE NOVO EMMA STONE, AGORA COM TIARA
Essa opção é boa para quem tem a franja curta!

kristen-stewart-chain-bun-hairstyle-back_bdUMA FITA NA CABEÇA MAIS ROCK’N’ROLL QUE É O ESTILO DE KRISTEN STEWART

ac6753a48efd4da2928a62d1UMA GRACINHA ESSA DELICADA TIARA DE GEMMA ARTERTON

Então fiquei pensando onde encontrar mimos assim para os cabelos em Porto Alegre. Onde, onde, onde? Alguns lugares me vieram à mente: Fatima Mello, New Bijoux, Accessorize… E agora preciso mostrar uma coisa. Antes, a historinha: semana passada, tive que ir ao Sindicato dos Jornalistas, ali na Andradas, centro da cidade, e cheguei cedo demais. Então fiquei pela volta, fazendo hora e olhando vitrines. Eis que avisto uma loja cheia de bugigangas de cabelos. Entrei para olhar, claro. Estava atrolhada de mulheres experimentando de tudo um pouco. Crise não havia ali. De tudo que existia na loja, gostei apenas de uma tiara. Coloquei no cabelo, deixei o cabelo solto, prendi o cabelo num coque… Considerei que valia a pena levar a tiara, que eu ia usar. Inclusive porque custava… R$ 3. Sabe o que é isso? Três reais?!! O parquímetro para deixar o carro na rua é mais caro do que isso.

Peraí que agora preciso mostrar!

alto-la12ESPEREM UM POUCO
Mariana levanta-se e vai ao quarto buscar a tiara

Olha!

unnamedCABELO SOLTO COM A TIARA
Me sinto uma idiota fazendo essas fotos…

unnamed4COQUE PODRINHO COM A TIARA

bento1ELA NUNCA USOU A TIARA

mulher-desconfiadaAINDA NÃO CONSEGUI

bento1DIZ QUE SE SENTE UMA DEBILÓIDE COM A TIARA

mulher-desconfiadaSÓ UM POUQUINHO…

bento1ELA É MUITO CAÓTICA

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.