Superpoderes da romã: a fruta tem propriedades antioxidantes, antivirais e antitumorais

A romã é uma fruta vermelha suculenta originária da região do Oriente Médio, que chegou ao Brasil pelas mãos dos portugueses. As suas propriedades e benefícios são conhecidos há muitos anos, sendo considerada remédio pelos naturalistas da Antiguidade.

A iguaria é uma excelente fonte de Vitamina A, Vitamina C , Vitamina E e Ácido Fólico. Tem ação antioxidante e antimicrobiana. O suco da romã apresenta em sua composição compostos fenólicos como antocianinas, quercetina, ácidos fenólicos e taninos. A fruta também é fonte de ferro, cálcio, e potássio.

Pesquisas estão destacando a romã como uma fruta que apresenta diversas substâncias polifenólicas, presentes principalmente no suco e na casca da fruta, que são responsáveis por influenciar na sua utilidade para inúmeros fins desde infecções de garganta, diarreia, disenteria, atividades anticâncer e no tratamento de doenças relacionadas ao coração (aterosclerose, aumento do LDL e hipertensão) . Além disso, é conhecida como fruta antienvelhecimento estudos experimentais mostraram atenuação de rugas.

pomegranate with leafs on wooden tableROMÃ: MIL E UMA PROPRIEDADES PARA COMBATER DOENÇAS E ENVELHECIMENTO

Recentemente, nós falamos por aqui sobre o grande problema que é a Esteatose Hepática. Para quem não leu o post, coloco aqui o link: Gordura no fígado é mais comum do que se imagina. Conheça os sintomas e como tratar. Trata-se de uma doença que tem se tornado prevalente, sendo a má alimentação um potente gatilho para esta desordem que atinge o fígado.

Os nutrientes e fitoquímicos anti-inflamatórios presentes na romã são necessários para o tratamento e prevenção deste sério problema, que pode levar até ao câncer.
Recentemente, um estudo experimental, conduzido em modelo animal, mostrou que a administração de suco de romã (Punica granatum) é muito eficaz em reduzir o risco de desenvolvimento de esteatose hepática.

+CARINA BORGES: Kefir, benefícios, receita e como conseguir cultivar em casa este superalimento

Isso acontece mesmo na presença de potentes fatores de risco, como a obesidade, alto consumo de gorduras e carboidratos. Este efeito é justificado pela presença de flavonoides antioxidantes e anti-inflamatórios na fruta. Entretanto, a romã não faz milagres. Os benefícios não devem ser considerados de forma isolada, uma vez que a nutrição saudável é indispensável para o sucesso do tratamento e promoção de qualidade de vida.

A romã pode ser consumida in natura, na forma de chá ou sobremesas. As sementes podem ser utilizadas até mesmo na salada ou na forma mais consumida, que é o querido suco de Romã. Deixo uma receitinha prática, fit e deliciosa.

receita-suco-de-roma%cc%83SUCO DE ROMÃ: ALTERNATIVA PARA CONSUMIR A FRUTA DE FORMA PRÁTICA

Suco de Romã

Ingredientes
1 romã
2 tâmaras sem caroço (para adoçar)
250ml de água
Modo de fazer
Corte a romã ao meio e retire as sementes. Coloque as sementes, as tâmaras e a água no liquidificador. Bata e beba em seguida. Gelo à gosto.

Compartilhar
Carina Borges

Carina Borges

Nutricionista e Fisioterapeuta Dermatofuncional formada pelo Centro Universitário Metodista (IPA/RS), Carina Borges proporciona, a união entre a prevenção da saúde através da qualidade na alimentação e o bem-estar por meio da base científica de tratamentos eficazes para o corpo e a pele. O objetivo principal de seu trabalho é restaurar a saúde funcional e qualidade de vida das pessoas, para, então, seguir a busca incessante pela longevidade por meio da nutrição preventiva. Tudo por uma vida recheada de sabor e autoestima.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Né?!👌🏻#simplesassim #bekind
  • “Nunca mais me convida pra pegar praia em José Ignacio.” #gorda #reportergorducha
  • Dia de praia no @lachozademarparador. Viaja até José Ignacio, caminha na areia quente, procura guarda-sol, carrega geleira, sacola, mochila, faz reportagem para o Band Mulher e sorri pra foto! 🤣🐶
  • Bento envelheceu. Não foi do dia para a noite. Trata-se de um envelhecimento gradativo. Uma enfermidade aqui, uma coisinha crônica acolá – e há uns bons cinco anos vamos levando esses percalços da velhice com acompanhamento veterinário, exames de rotina, troca de medicações, mas sobretudo, com amor, cuidado, amizade, lealdade e fé. Neste último ano, mais precisamente nos últimos meses, Bento deixou de ser um cachorrinho vivaz, de olhos espertos e comportamento ágil para se transformar em um senhor de seus lá 95 anos (equivalente à idade humana) que requer uma série de cuidados e a minha presença e atenção 24 horas por dia. O diagnóstico complicou, como costumam complicar os diagnósticos à medida que a idade avança, e através do olhar do Bento eu enxergo diariamente o reflexo da finitude da vida. Não pode existir sofrimento maior para um dono de cachorro do que essa despedida diária. A cada dia, menos um dia. A cada dia, também uma surpresa. Um dia feliz, caminhando melhor, disposto, com apetite e sorrisos. No dia seguinte, sono, muito sono, xixi nas calças, olhar distante, cabecinha para o lado e alheio ao mundo ao redor. Um dia vivaz; noutro, senil. Deveria ser proibido pela natureza vivermos tal experiência. Bento significa para mim muito mais do que um dos meus grandes melhores amigos.
É meu companheiro de jornada por uma vida de altos e baixos, cheia de mudanças e reinvenções – e da qual foi testemunha ocular e grande conselheiro. Nos conhecemos quando ele tinha 30 dias de vida e desde então cruzamos oceanos até. O que eu quero que ele saiba – e o que eu sei que ele sabe – é que estarei sempre aqui. E hoje estamos aqui. E assim seguiremos juntos. Com sorrisos e mãos dadas. Até o fim. Porque a única certeza que temos é a de que o fim chega para todos nós. E com ele um novo renascer.🐶♥️🙏🏻 #bento #xerife #18anos #companheirodejornada
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?