Um passeio por Cape Town, a charmosa cidade cosmopolita da África do Sul

Convidamos Rosele Penz, a Tamy, uma cidadã do mundo e sócia da Atelier de Roteiros Agência de Viagens para contar para a gente tudo que viu, ouviu e experimentou em sua mais recente jornada: a viagem a Cape Town, na África do Sul. Tamy torna-se desde já neste post de estreia a mais nova amiga da Turma da Mari. Oba! Todo mês ela trará seus ótimos textos e dicas incríveis desse mundão que nos espera lá fora.

Com a palavra, Tamy!

“Cape Town (em português, Cidade do Cabo), na África do Sul, é de longe a cidade mais charmosa de todo o continente. Sim, Franschhoek e Stellenbosch, ali pertinho também são encantadoras cidades vinícolas, mas Cape Town vai além. São incontáveis atrativos, de paisagens naturais belíssimas a atrações, restaurantes, lojinhas…

No Waterfront, região do antigo porto, que foi revitalizada na década de 1990, o clima é de descontração. Turistas e moradores locais passeiam por ali, de lojinha em lojinha, comprando lembrancinhas, provando delícias nos bistrôs, tomando sorvete e tirando selfies. Em alguns pontos, grupos de artistas reúnem-se e cantam aquelas músicas africanas num tom de arrepiar, é muito lindo.

table-mountainTABLE MOUNTAIN
Talvez a atração mais visitada – certamente a mais concorrida – é a subida da Table Mountain. Enfrentar a fila para pegar o bondinho até o alto e de lá admirar a vista vale o esforço! Mas anota a dica: se comprar o ingresso pelo site antes, acelera bastante a espera. E aqueles que têm espírito aventureiro (e fôlego) podem subir a montanha a pé!

robbenROBBEN ISLAND
Outro passeio interessantíssimo para quem visita a cidade é conhecer Robben Island, a ilha onde Nelson Mandela cumpriu 18 dos seus 27 anos como prisioneiro político. Convertida em museu, a ilha recebe um número limitado de visitantes por dia e as vagas se esgotam rapidamente – portanto, é altamente recomendado comprar o ingresso com antecedência, especialmente se não tiver muitos dias na cidade.

Um dos aspectos mais marcantes ali é que a visita pela ilha é guiada por antigos presos políticos, que contam suas histórias e relatam como foi enfrentar os anos de perseguição durante o período do apartheid. Talvez a experiência mais emocionante da viagem.

Fugindo um pouquinho do roteiro básico para uma primeira visita, a cidade tem ainda muito a oferecer!! Os food and lifestyle markets são incríveis!

mojo-marketMOJO MARKET
O Mojo Market está no topo da lista dos favoritos. Fica na região de Seapoint e abre todos os dias das 10h às 22h. São 2 mil metros quadrados com dezenas de lojas de produtos de design (roupas, objetos de decoração) e comida local (destaque para os frutos do mar e os marcantes e aromáticos cafés africanos), cercados por janelas que vão do chão ao teto e revelam uma vista belíssima do mar e da orla.

cape-town-food-marketORANJEZICHT FARMERS MARKET
Ainda entre os mercados, agora mais na linha de feirinha, está o Oranjezicht Farmers Market (só aos sábados das 9h às 14h), muito mais frequentado pelos moradores locais do que por turistas. Ambiente agradável, com bancas de pequenos produtores locais e muitos orgânicos. Vale para provar frutas, pães, mel e outras delícias direto a fonte.

Pra quem busca badalação: organize seu roteiro de viagem para estar em Cape Town na primeira quinta-feira do mês, a First Thursday. Já virou tradição: neste dia, os bares da Bree Street ficam abertos até mais tarde, a rua fica lotada e o pessoal vai pulando de barzinho em barzinho a noite toda. Mudando de ambiente e provando drinques e cervejas.

As galerias de arte também estendem o horário de funcionamento neste dia.
Cape Town também está cheia de excelentes restaurantes, dos pequeninhos e autênticos aos badalados e caros. A renomada revista britânica The Restaurant, que anualmente elege os 100 melhores restaurantes do mundo, tem dois de seus premiados em Cape Town: Test Kitchen (#63) e La Colombe (#73). Uma refeição em qualquer um deles é uma verdadeira experiência.

test-kitchentest-kitchenTEST KITCHEN

lacolombe1lacolombeLA COLOMBE

Há também os menos célebres, mas igualmente incríveis: o The Shortmarket Club é comandado pelo mesmo chef do Test Kitchen, Duke Dale Roberts, mas tem valores bem mais acessíveis! Outra ótima opção é o The Stack, em um antigo casarão restaurado e oferece um serviço absolutamente impecável!

shortmarketclubTHE SHORTMARKET CLUB

stackTHE STACK

Cape Town oferece também opções de hospedagem para todos os gostos – e bolsos. Alguns dos queridinhos são: o Cape Cadogan, estilo boutique com serviço muito bom; o Kensington Place, um pouco superior; o La Grenadine, mais modesto, mas igualmente ótimo!

cape-cadoganCAPE CADOGAN

kensington-placeKENSINGTON PLACE

la-grenadineLA GRENADINE

Toda a região do bairro Gardens está cheinha de charmosos hotéis boutique. Muitos deles são pequeninhos, e então ficam lotados rapidamente, é preciso planejar e reservar com antecedência!”.

  • Rosele Penz, a Tamy, é uma viajante inveterada. Conhece todos os cinco continentes do planeta. Já esteve peregrinando pela América do Sul, Estados Unidos, Europa, Ásia e África. Foram dezenas de países, dos mais turísticos aos menos explorados. Estão no passaporte lugares como Rússia, Antígua, Mongólia, Islândia, Zimbábue, Japão, Nepal, entre outros. A paixão virou trabalho e ela dedica-se a organizar viagens. Assim nasceu a Atelier de Roteiros Agência de Viagens.
Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro. Estaremos te esperando, Chiquinho! Repost @chico_sperotto ♥️🐶🌞
  • • KARL LAGERFELD
10.09.1933 - 19.02.2019 🖤
•”Pense rosa. Mas não use".
•”Calça de moletom é sinal de fracasso. Você perdeu o controle sobre sua própria vida e comprou um moletom".
•”Eu acho tatuagem uma coisa horrorosa. É como viver o tempo todo em um vestido Pucci".
•”Meu maior luxo é não precisar me justificar para nenhuma pessoa.”
•”Gosto que tudo seja lavável. Eu mesmo, inclusive.”
•”Personalidade começa onde a comparação termina.”
•”As melhores coisas que fiz na minha vida, as vi nos meus sonhos. É por isso que tenho um caderno de rascunhos na minha cama.”
•”O politicamente correto, a preservação. Eu acho tudo isso extremamente chato.”
•”Coco Chanel jamais teria feito o que eu fiz. Ela teria odiado.”
•”Sou uma pessoa da moda e a moda não é somente sobre roupas. É sobre todos os tipos de mudança.”
•”Eu amo estar de passagem. Nasci em um porto, em Hamburgo. Então minha mãe disse: ‘É a porta do mundo, mas não é mais do que a porta. Portanto, já pra fora!’”.
#ripkarllagerfeld
  • - Dinda, entra no mar comigo?
- A dinda não gosta de mar gelado.
- Eu queria mergulhar com a dinda.
- Então a dinda vai te dar a maior prova de amor do mundo. E tu vai lembrar pra sempre, promete?
- Prometo, dinda.
E assim foi, e a lembrança eterna será de nós dois. #joaobenicio #amordadinda
  • Ensalada de Durazno: pêssego queimado, folhas verdes, queijo de cabra, pistache, cebola roxa e um molho vinagrete indescritível. Autor: @francismallmann @restaurantegarzon 👌🏻♥️🇺🇾 Detalhes no destaque do Stories
  • Leva um tempo até a gente perceber que por trás da figura de mãe existe também uma mulher como nós. Com gostos, desejos, anseios, vontades, expectativas, decepções. Não dizem que são nas viagens que a gente conhece profundamente a essência dos amores e amigos? Pois viagens também contribuem para aproximar mães e filhas no papel de duas mulheres adultas e companheiras. Em nossas viagens, mãe e eu convivemos com nossas imperfeições e fizemos mútuas descobertas – das profundas às mais comezinhas. Ela bebe pouca água; eu vivo com uma garrafa na mão. Ela critica a minha garrafa; eu critico a falta de água no organismo dela. Ela já planeja a Páscoa do ano que vem; eu ainda nem cheguei no próximo Natal. Ela não compreende a minha falta de planos; eu não entendo a ansiedade dela. Ela pensa em voz alta; eu reflito em silêncio. Ela diz pra eu falar alguma coisa; eu suplico que ela cale a boca por cinco minutos. Ela prefere o sol do meio-dia; eu prefiro o ar-condicionado. Ela diz que estou branca feito um bicho da goiaba; eu respondo que ela está laranja feito um nacho de Doritos. Agora estamos de novo aqui, juntas, em viagem, sentadas na grama da praça de José Ignacio. Que bom, né, mãe? Que bom que a vida nos concedeu este prazo para descobrir ainda a tempo o privilégio de passearmos juntas por aí e explorar como adultas esta delicada amizade — e o que existe de melhor em cada uma de nós. ♥️ #amordemãe #amordefilha #viajecomsuamãe
  • Né?! 👌🏻