Zara inicia testes com tablets nos provadores. Será que a moda pega?

Gigante da moda feminina, a Inditex, empresa que detém a Zara (cujo dono, o espanhol Amancio Ortega acaba de passar Bill Gates e tornar-se o homem mais rico do mundo), começou a testar em sua loja em San Sebastián, na Espanha, uma ideia revolucionária até então: instalou tablets nos provadores para que as clientes possam trocar o tamanho de alguma peça que não tenha ficado muito bem sem precisar sair e voltar para a cabine. A facilidade oferecida pela tecnologia não se resume a trocas de números. Também dá para escolher alguma outra peça que, por algum acaso, não se tenha levado para o provador e gerado algum tipo de arrependimento (normal acontecer….)

zara-sansebastian001ZARA DE SAN SEBASTIÁN, A MAIOR E MAIS MOVIMENTADA LOJA DA REDE

A Zara escolheu a loja de San Sebastián para fazer esse teste porque trata-se de uma das maiores lojas da rede na Espanha e no mundo – e com mais movimento. A ideia é replicar para as outras lojas do país e depois para as 2055 filiais em todos os continentes.

O sistema funciona da seguinte maneira: no momento em que a cliente entra no provador, a funcionária escaneia todas as peças escolhidas por ela, cujas imagens são jogadas diretamente para o tablet situado dentro da cabine. O aparelho já se encarrega de fazer simulações de combinações das peças escolhidas com outras da loja a fim de facilitar a vida da cliente, caso ela queira ideias de looks. Por meio dele, ela também pode pedir a troca de peças e numeração, que ficará a cargo da vendedora buscar e entregar em mãos dentro da cabine.

#IntelTablets - Zara Fashion App for Android Tablet - ACER IconiTABLET NO PROVADOR: A IDEIA É FACILITAR A VIDA DA CLIENTE.
MAS E A FILA? SERÁ QUE VAI ANDAR?

Assim que a notícia foi publicada na Espanha, clientes começaram a questionar o tempo de espera nas filas dos provadores – algo típico da Zara e de grandes redes de magazines. “Se já é um pouco doloso para quem está esperando do lado de fora, imagina agora que a pessoa tem a chance de ficar lá dentro escolhendo a loja inteira a seu bel prazer?”, questionaram algumas clientes. “É uma ótima ideia, assim como seria uma ótima ideia aumentar o número de provadores”, sugeriram outras.

Será que vai funcionar?
E se funcionar, será que dará certo quando chegar por aqui?

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

1 Comentário
  1. Eu gostava da Zara até assistir o documentário “The True Cost” (está no Netflix) e repensar a minha relaçāo com as roupas e o consumo. O modelo das redes de fast-fashion é insustentável em diversos pontos da cadeia e sacrifica muito (pessoas, animais, o meio ambiente) para conseguir chegar até os cabides. Nao me sinto mais confortável colocando dinheiro no bolso do homem mais rico do mundo.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro. Estaremos te esperando, Chiquinho! Repost @chico_sperotto ♥️🐶🌞
  • • KARL LAGERFELD
10.09.1933 - 19.02.2019 🖤
•”Pense rosa. Mas não use".
•”Calça de moletom é sinal de fracasso. Você perdeu o controle sobre sua própria vida e comprou um moletom".
•”Eu acho tatuagem uma coisa horrorosa. É como viver o tempo todo em um vestido Pucci".
•”Meu maior luxo é não precisar me justificar para nenhuma pessoa.”
•”Gosto que tudo seja lavável. Eu mesmo, inclusive.”
•”Personalidade começa onde a comparação termina.”
•”As melhores coisas que fiz na minha vida, as vi nos meus sonhos. É por isso que tenho um caderno de rascunhos na minha cama.”
•”O politicamente correto, a preservação. Eu acho tudo isso extremamente chato.”
•”Coco Chanel jamais teria feito o que eu fiz. Ela teria odiado.”
•”Sou uma pessoa da moda e a moda não é somente sobre roupas. É sobre todos os tipos de mudança.”
•”Eu amo estar de passagem. Nasci em um porto, em Hamburgo. Então minha mãe disse: ‘É a porta do mundo, mas não é mais do que a porta. Portanto, já pra fora!’”.
#ripkarllagerfeld
  • - Dinda, entra no mar comigo?
- A dinda não gosta de mar gelado.
- Eu queria mergulhar com a dinda.
- Então a dinda vai te dar a maior prova de amor do mundo. E tu vai lembrar pra sempre, promete?
- Prometo, dinda.
E assim foi, e a lembrança eterna será de nós dois. #joaobenicio #amordadinda
  • Ensalada de Durazno: pêssego queimado, folhas verdes, queijo de cabra, pistache, cebola roxa e um molho vinagrete indescritível. Autor: @francismallmann @restaurantegarzon 👌🏻♥️🇺🇾 Detalhes no destaque do Stories
  • Leva um tempo até a gente perceber que por trás da figura de mãe existe também uma mulher como nós. Com gostos, desejos, anseios, vontades, expectativas, decepções. Não dizem que são nas viagens que a gente conhece profundamente a essência dos amores e amigos? Pois viagens também contribuem para aproximar mães e filhas no papel de duas mulheres adultas e companheiras. Em nossas viagens, mãe e eu convivemos com nossas imperfeições e fizemos mútuas descobertas – das profundas às mais comezinhas. Ela bebe pouca água; eu vivo com uma garrafa na mão. Ela critica a minha garrafa; eu critico a falta de água no organismo dela. Ela já planeja a Páscoa do ano que vem; eu ainda nem cheguei no próximo Natal. Ela não compreende a minha falta de planos; eu não entendo a ansiedade dela. Ela pensa em voz alta; eu reflito em silêncio. Ela diz pra eu falar alguma coisa; eu suplico que ela cale a boca por cinco minutos. Ela prefere o sol do meio-dia; eu prefiro o ar-condicionado. Ela diz que estou branca feito um bicho da goiaba; eu respondo que ela está laranja feito um nacho de Doritos. Agora estamos de novo aqui, juntas, em viagem, sentadas na grama da praça de José Ignacio. Que bom, né, mãe? Que bom que a vida nos concedeu este prazo para descobrir ainda a tempo o privilégio de passearmos juntas por aí e explorar como adultas esta delicada amizade — e o que existe de melhor em cada uma de nós. ♥️ #amordemãe #amordefilha #viajecomsuamãe
  • Né?! 👌🏻