A celulite e o tratamento indicado para cada fase da laranja

Todo mundo sabe que celulite são aqueles furinhos que aparecem na pele, mas você saberia definir qual é a origem desta palavra? Derivada do adjetivo celulae (que significa células), mais o sufixo “ite”, indicativo de inflamação, a palavra celulite indica a inflamação do tecido celular. Entretanto, há um erro na adequação deste termo, pois não há afecção no elemento celular, preferencialmente. Este erro existe desde a década de 20, e ainda conduz várias discussões por aí.

Assim, outros termos foram adotados para designar a celulite, de acordo com as descobertas sobre o problema. A denominação alternativa mais adequada seria “fibro edema gelóide”. Que nome feio, né? Entretanto, diversos autores observaram que os tecidos cutâneos e o adiposo são afetados em diversos graus, e, portanto, comprovadamente ocorre uma série de alterações estruturais na pele.

celulite_interna-20130115-115455SAI DESTE CORPO QUE NÃO TE PERTENCE

É outro grande engano pensar ou dizer que a celulite é um processo inflamatório. Na verdade, trata-se de um espessamento não inflamatório das camadas abaixo da epiderme, que, às vezes, pode até causar dor. O problema manifesta-se em várias extensões e localizações do corpo.

MARI KALIL: Como se livrar da retenção de líquido feito um peru embalado à vácuo

Não se pode generalizar a celulite. Cada caso é um caso – e as fases  são diversas. Elaborei um texto explicando cada uma delas e o tratamento indicado. Dá só uma olhada!
Fase 1
Caracteriza-se por aumento de células adiposas, acúmulo patológico de lipídios, que se desenvolvem dentro do adipócito (célula de gordura), provocando atraso na drenagem de liquido intercelular (entre as células). Então, o tecido fica então inundado, ou seja ocorre aqui o famoso edema.

Fase 2
Este líquido lançado no tecido conjuntivo, contém todos os resíduos de células das regiões vizinhas. Os produtos residuais não utilizados pelas células desempenham o papel de um corpo estranho. Provocam reações químicas, que são tentativas de defesa contra esses elementos anormais. Aqui começa aquele aspecto “casca de laranja”, além de uma textura na pele mais espessa e com uma consistência gelatinosa.

celulite-nas-pernasÉ NA FASE 2 QUE COMEÇA A MANIFESTAR-SE O ASPECTO “CASCA DE LARANJA”

Fase 3
Este aumento da densidade do conjuntivo promove irritação das fibras teciduais, promovendo uma lesão acelerada. Assim, origina-se um verdadeiro tecido fibroso de malhas cerradas e densas envolvendo e comprimindo as artérias, veias, nervos, formando uma verdadeira barreira à todas as trocas vitais. É aqui que surgem os temidos nódulos.

Fase 4
O processo é continuo e nota-se o espessamento do tecido conjuntivo entre os adipócitos. O tecido fibroso torna-se mais cerrado, endurece continuamente e, com o tempo, torna-se esclerosado. Isto é, um tecido muito duro e firme aprisionado nas suas malhas. Aqui ocorre o surgimento dos famosos “furinhos”, que são trações realizadas da epiderme pela fibrose dérmica.

MARI KALIL: A cor do meu cabelo matará de inveja as estrelas de Hollywood

Alguns fatores determinantes que desencadeiam esta temida situação são estresse, fumo, sedentarismo, maus hábitos alimentares, uso de anticoncepcionais e estilo de vida desregulado. O tratamento para celulite consiste em diminuir o número de células de gordura e, consequentemente, melhorar a drenagem do local e a retenção de líquidos.

Entretanto, a boa notícia é que existem inúmeros tratamentos dermato funcionais que possibilitam a melhora deste quadro. Por isso, vou descrever um pouquinho as terapias mais consagradas para vocês.

foto2_grandeLIPOFOCUS

É considerado a “lipoaspiração sem cortes” e ajuda a acabar com aquelas gordurinhas localizadas, difíceis de remover com exercícios físicos e dietas. Trata-se de um equipamento de Ultrassom Cavitacional Focalizado capaz de tratar a gordura localizada e a celulite em diversas áreas do corpo. O High Intense Focused Ultrasound (H.I.F.U) é um ultrassom de alta precisão que destrói as gorduras corporais através de ondas acústicas por microcavitação. Os resultados variam de caso para caso, mas a média é de 3 a 8 centímetros por sessão e os resultados continuam por até 120 dias.

carbo4ed3ab015CARBOXITERAPIA

Consiste na infusão do dióxido de carbono (CO²) no tecido subcutâneo ou na derme. A técnica promove o aumento do fluxo sanguíneo local e vasodilatação arterial, o que eleva a quantidade de nutrientes no local desejado além de estimular a produção de colágeno. O tratamento, realizado semanalmente, tem sessões que duram cerca de 30 minutos. Os resultados começam a ser visíveis a partir da quinta sessão, quando apresentam a melhora da celulite e do aspecto geral da pele.

EndermologiaENDERMOLOGIA

A Endermologia é uma terapia mecânica que utiliza pressão negativa (vácuo) com aspiração contínua ou pulsada não invasiva. O procedimento elimina toxinas, fortalece vasos sanguíneos e linfáticos, aumenta o aporte sanguíneo e a oxigenação, melhorando a nutrição dos tecidos. Também facilita a circulação vascular e linfática, o que elimina zonas de tensão cutânea e drena a região desejada. O tratamento é extremamente eficaz na melhora do aspecto da celulite, contorno corporal e flacidez dérmica.

radiofrequenciaRADIOFREQUÊNCIA

A Radiofrequência, por sua vez, utiliza-se da energia eletromagnética, que emite ondas de rádio de alta frequência aplicadas no tecido. A partir do calor profundo no local, cria-se a retração, remodelação e produção de novo colágeno na pele. Com o passar dos meses, a pele melhora seu aspecto de maneira progressiva. O procedimento é não agressivo, não invasivo e sem efeitos colaterais. Os resultados são basicamente a melhora na flacidez dérmica, e consequentemente, da celulite.

foto_manthus_placaMANTHUS

O Manthus é um moderno equipamento computadorizado de terapia combinada destinada ao tratamento da gordura localizada e celulite. A combinação de duas terapias (ultrassom e drenagem linfática) no mesmo aparelho potencializa os resultados no tratamento destas disfunções estéticas.

powershapePOWER SHAPE PLATFORM

Associa seis diferentes tecnologias em um único aparelho, como ultrassom cavitacional, quatro sistemas de pulso para o sistema de vácuo (endermologia pneumática), LED e radiofrequência bipolar e multipolar. Tudo isso para ativar a circulação sanguínea, estimular a produção de colágeno e fibras elásticas e dar efeito tensor na pele, diminuindo as células de gordura e promovendo a redução do inchaço, flacidez, celulite e gordura localizada. O tratamento é um dos preferidos das celebridades, pois permite bons resultados para quem tem celulite até o grau 4. Para flacidez, geralmente é usado nas partes internas dos braços e coxas, glúteos, laterais das costas, flancos, panturrilha e abdômen, mas sempre quando se está em graus leves e moderados.

MARI KALIL: Body Talk, a incrível terapia alternativa baseada na escuta do corpo

Qualquer um desses tratamentos pode ser o ideal para você. Ainda assim, é muito importante, antes de tudo, uma avaliação profissional adequada, pois o diagnóstico depende das características de cada pessoa, o grau de celulite, áreas onde o problema se localiza e uma série de outros fatores, como a idade e a alimentação. Por isso, a consulta ao fisioterapeuta dermatofuncional é fundamental para determinar qual procedimento (ou até mesmo a combinação de duas ou mais tecnologias) poderá ser adotado em cada caso.

Compartilhar
Carina Borges

Carina Borges

Nutricionista e Fisioterapeuta Dermatofuncional formada pelo Centro Universitário Metodista (IPA/RS), Carina Borges proporciona, a união entre a prevenção da saúde através da qualidade na alimentação e o bem-estar por meio da base científica de tratamentos eficazes para o corpo e a pele. O objetivo principal de seu trabalho é restaurar a saúde funcional e qualidade de vida das pessoas, para, então, seguir a busca incessante pela longevidade por meio da nutrição preventiva. Tudo por uma vida recheada de sabor e autoestima.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.